A saúde dos filhos é uma preocupação dos pais mesmo antes deles nascerem. Apesar disso, mesmo com todos os cuidados necessários a partir do primeiro momento em que descobrem a gestação, como a realização de diversos exames e consultas que eles devem fazer logo nos primeiros meses de vida, muitos acabam deixando a saúde bucal de lado.

Entretanto, isso não deveria ocorrer. É muito importante tomar os devidos cuidados com a saúde bucal desde o início da vida do pequeno, pois essa é uma das maneiras de garantir que ele não terá problemas no futuro.

A seguir, confira algumas dicas simples para cuidar da higiene bucal do seu filho: 

Primeira ida ao dentista

Muitos pais deixam de levar os seus filhos aos dentistas, procurando o profissional apenas quando notam algum problema mais sério ou quando seu filho entra na fase da adolescência que exige a colocação do aparelho dentário. 

Mas você sabia que o aconselhado dos profissionais da área, é que a primeira visita ao dentista infantil ocorra quando os primeiros dentinhos começam a nascer? Isso pode variar entre cada criança, mas normalmente ocorre entre os quatro até os nove meses.

Talvez você pense que esse atendimento seja precoce, mas é muito importante para a saúde bucal do seu filho. É através dessa primeira consulta ao dentista que os pais podem tirar todas as dúvidas a respeito da higienização da boca dos bebês, assim como cuidar para que não tenham outros problemas.

Além disso, já é possível que o profissional realize uma pequena avaliação, como forma de garantir que os principais cuidados tenham sido tomados até então. Nesse momento, o dentista também pode avaliar se há existência de cáries formadas pela mamadeira, que é algo comum durante essa idade.

Sabemos que o indicado é visitar um profissional da área uma vez a cada seis meses para garantir que sua saúde bucal esteja em dia. Ter um plano odontológico completo pode facilitar a manter essa frequência.

Higienização bucal nos bebês

Mesmo que os pequenos ainda não tenham dentes, é essencial realizar as limpezas recomendadas pelo profissional da área da saúde odontológica. 

Normalmente, o aconselhado é que se utilize uma fralda limpa e levemente umedecida. Enrole a fralda no seu dedo indicador e passe suavemente na região das gengivas, na parte interna da bochecha e também na língua.

Dessa forma, é possível garantir que o seu filho não tenha um acúmulo de leite na boca. Isso é importante tanto para aqueles que amamentam com leite materno, como também o de fórmula.

Isso porque o leite possui açúcares que podem ser maléficos para a saúde bucal do bebê, principalmente quando os primeiros dentes começam a nascer, com a possibilidade do aparecimento da cárie de mamadeira.

O indicado é que isso seja feito pelo menos duas vezes por dia, dando sempre a prioridade para ser realizada uma delas, no período da noite, antes do bebê dormir, para que não tenha um acúmulo de leite e, consequentemente, de açúcar durante o sono.

Também por esse motivo, é importante não deixar os bebês dormirem enquanto são amamentados, uma vez que a higienização é necessária.

Compre os produtos adequados à idade

Da próxima vez que você for ao consultório, peça indicação sobre os produtos de higiene que devem ser comprados para os seus filhos. 

Dessa forma, é possível garantir que a escovação tenha a sua plena eficiência. Isso porque as escovas devem ser adaptadas ao tamanho da boca dos pequenos.

Além de ter cerdas macias, para não danificar o esmalte dentário, é também necessário que a cabeça da escova seja pequena, para que todos os lugares da boca sejam alcançados. Também é importante que o cabo da escova seja pequeno e irregular: que seja emborrachado no cabo, para que seja mais fácil da criança manuseá-la.

O creme dental deve ser com flúor, mas com a quantidade adequada para cada idade — o que varia também em relação à pasta de dentes dos adultos. 

Além disso, a quantidade de pasta colocada na escova deve ser do tamanho de uma ervilha — isso já é o suficiente para realizar toda a higienização necessária.

Em relação ao fio dental, pode ser difícil introduzi-lo à rotina da criança de usá-lo diariamente. Por esse motivo, é importante que os pais comecem desde cedo a passá-lo, para que o seu filho já esteja acostumado.

Dê independência 

O indicado pelos profissionais da área da odontologia é que, a partir dos quatro anos, quando a criança já consegue segurar a escova de dentes sozinho, é importante dar a liberdade para que ela mesma escove os seus próprios dentes.

Apesar disso, é extremamente essencial que os pais acompanhem de perto. Isso porque é muito fácil nessa idade que os pequenos esqueçam de escovar os dentes do fundo, por serem de mais difícil acesso, ou até mesmo a língua.

Por isso, é sempre importante que os pais escovem os dentes juntos com o filho. Dessa forma, além de incentivá-los a esse cuidado diário, também é uma das formas das crianças aprenderem mais sobre a importância da higienização.

Um cuidado necessário, entretanto, principalmente até os sete anos, é em ensinar as crianças a cuspir a pasta de dente e a água, evitando que eles engulam essas substâncias.

Dessa forma, é possível prevenir o aparecimento de uma condição comum em crianças, que é a fluorose. A fluorose não apresenta danos fisiológicos aos dentes, mas deixam manchas para o resto da vida, o que pode atrapalhar as questões estéticas e de bem-estar da criança.

Apesar disso, não é necessário levá-los a diferentes especialidades, como um cirurgião dentista, a não ser que seja indicação da odontopediatra. 

Normalmente, o profissional especializada em crianças atendem até o início da adolescência, o que acaba sendo ideal para o seu filho estabelecer uma confiança necessária no profissional.

Viu como é simples? Alguns cuidados básicos podem ajudar e muito na saúde bucal do seu filho. Além de cuidar dos dentinhos, pode ser um momento muito especial entre você e o seu filho. Afinal qual a criança que não gosta de ser cuidada, não é mesmo!? 

Escreva um comentário

Share This