Com qual frequência você costuma ir ao médico? Será que foi ao menos uma vez no último ano? Bem, esse é um tipo de autocuidado importante colocar em prática. Porém, nem sempre as pessoas realizam consultas de rotina.

Na verdade, a visita regular ao médico não é um hábito muito observado — e isso tem suas implicações! Algumas doenças são silenciosas, só apresentando sintomas quando estão avançadas.

Além disso, a consulta não serve apenas para diagnóstico, mas também para prevenção e rastreio. E mais: você não precisa nem sair de casa para realizar uma consulta médica! Você não quer colocar sua saúde nem a da sua família em risco, certo?

Entenda a importância da consulta de rotina

Qual o papel do médico para a sociedade? A atuação dele está restrita ao tratamento de doenças? Não! O profissional de saúde deve atuar de forma mais ampla, com o foco no bem-estar geral da pessoa. Isso reflete diretamente na consulta!

Dessa forma, um atendimento não deve ser feito apenas em caso de doença, a fim de obter o diagnóstico e tratamento. A consulta também deve ter caráter preventivo, de ensinar bons hábitos de vida para prevenir doenças ou complicações.

Médica mulher realizando atendimento preventivo em paciente mulher idosa.
As consultas médicas não devem ser apenas para diagnóstico, mas também preventiva.

Outro ponto importante é o rastreamento de patologias. Quer um exemplo? Diversos tipos de câncer podem ser diagnosticados em fase inicial caso sejam feitas consultas de rotina e acompanhamento.

E não se esqueça das doenças silenciosas! Quanto mais rápido você descobri-las, melhor! Viu só como as consultas de rotina são importantes?

Veja quais consultas devem ser feitas

Agora, vamos ver quais atendimentos você deve buscar! Lembre-se de que a periodicidade das idas pode variar, principalmente de acordo com a idade. 

1. Clínico geral

O clínico geral é uma especialidade médica muito importante. É nela que profissionais têm uma capacidade ampla de conduzir os mais diversos problemas de saúde. 

Um dos grandes benefícios da consulta com o clínico geral é que ele pode acompanhar as doenças crônicas. Nesse caso, estamos falando do manejo de hipertensão arterial e diabetes, por exemplo.

Clínico geral homem realizando exames preventivos em mulher idosa.
Médico clínico geral realizando atendimento preventivo em paciente.

Por mais que existam profissionais especialistas em cada uma delas, o acompanhamento com o clínico é satisfatório. Além disso, ele pode orientar quanto aos famosos check-ups, ou seja, aqueles exames de rotina que indicam se está tudo bem.

De maneira geral, são essas as atuações do clínico. Se você é adulto, vale a pena buscá-lo ao menos 1 vez ao ano.

2. Cardiologista

Agora, falando de uma área mais específica, o médico cardiologista é um profissional indispensável, sobretudo nos dias atuais. Sabe por quê? As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo.

Aqui, estamos lidando com uma ampla gama de problemas. Uma simples hipertensão arterial é fator de risco para uma série de complicações, até mesmo acidentes vasculares cerebrais (AVC).

Médica cardiologista fazendo atendimento de paciente homem.
Os médicos cardiologistas são especialistas em diagnosticar e tratar doenças cardiovasculares.

Então, ao menos uma ida ao cardiologista as pessoas têm que fazer. É ele quem vai avaliar se está tudo bem com a função cardíaca, através de testes e exames mais específicos.

Se você já apresenta alguma queixa, não adie a ida! Batimentos acelerados, sentir o coração bater mais forte ou mesmo tonturas… Tudo isso pode ser indicativo de cardiopatia.

3. Ginecologista

Atenção você mulher, não deixem de ir ao ginecologista! Quem acha que a atuação se limita aos anticoncepcionais está completamente equivocado.

Um especialista na área orienta quanto à prevenção de gravidez e, principalmente, infecções sexualmente transmissíveis. Além disso, presta assistência para qualquer problema relacionado ao sistema reprodutor feminino.

Médica mulher realizando orientações para paciente.
O médico(a) ginecologistas faz o diagnóstico e prescreve o tratamento para patologias ligadas a saúde feminina.

Devemos destacar, ainda, a prevenção de 2 tipos de câncer de mama e de colo uterino. No primeiro, a detecção de um nódulo (independentemente da idade) vai requerer uma conduta específica.

Quanto ao segundo, é essencial que as mulheres com vida sexual ativa realizem o exame Papanicolaou. Então, aconselhamos a ida ao ginecologista pelo menos 1 vez ao ano.

4. Urologista

Os homens também não podem ficar de fora! Porém, infelizmente, as estatísticas mostram que nem sempre são assíduos nas consultas médicas. Na verdade, 50% dos homens comparecem ao consultório com as doenças já em estado avançado.

Médico urologista realizando diagnóstico em homem.
50% dos homens procuram o urologista apenas quando a doença está em estágio avançado.

Vamos reverter isso? Um excelente passo é procurar um urologista, ainda mais se o paciente tiver mais de 40 anos. Isso ajuda na detecção do câncer de próstata, uma doença que cresce a cada ano.

Mas não espere até completar 40 anos para cuidar da saúde. Existem várias outras doenças que podem acometer a população masculina, então não deixe de lado aqueles check-ups.

A grande pergunta é: urologista o que é e quando eu devo me consultar? A resposta é simples, sempre que possível e sentir algo estranha em seu corpo.

Este profissional é capacitado para diagnosticar uma enorme diversidade de enfermidades no sistema urinário do homem e da mulher, bem como doenças relacionadas aos órgãos genitais do homem. E se você estiver procurando um especialista, aqui no BoaConsulta você encontra os melhores médicos urologista.

5. Nutricionista

E não é só de medicina que é feita a saúde! Os profissionais da nutrição são essenciais para a assistência à sociedade. De 2006 para 2018, houve um salto na população obesa, como mostra o mapa de obesidade no Brasil da associação de Brasileira de obesidade e síndrome metabólica.

Infelizmente, a tendência é só aumentar. A estimativa é que o número de adultos obesos chegue a 2,3 bilhões em 2025. O grande problema é que a obesidade é fator de risco para uma série de doenças.

Nutricionista mulher realizando atendimento com paciente.
O acompanhamento de um nutricionista pode ajudar a prevenir diversas doenças ligadas a obesidade.

O consumo excessivo de alimentos gordurosos resulta no aumento do colesterol. Consequentemente, influencia diretamente nas doenças cardiovasculares — que são a principal causa de morte, lembra?

É um exemplo simples, mas mostra a importância de procurar um nutricionista para acompanhar de pertinho a qualidade da alimentação.

Saiba também a importância dos exames

Agora que você sabe a importância das consultas de rotina, vamos comentar brevemente sobre o papel dos exames.

Nem sempre uma doença vai manifestar um sintoma assim que começar, exemplo disso é a diabetes.

Inicialmente, ela é uma doença silenciosa, que pode ser detectada pela dosagem de açúcar no sangue. Se o indivíduo manifestar sintomas de diabetes, quer dizer que não está com controle adequado e pode até já apresentar complicações.

Além disso, os exames ajudam a detectar precocemente doenças graves. Já demos o exemplo do Papanicolau, mas vale reforçar a contribuição dos exames preventivos no rastreio do câncer de colo uterino.

Conclusão

Concluímos então, que é esse combo de consultas de rotina e realização de exames que vai proteger de fato sua saúde. Procurar por ajuda apenas quando o problema aparece não é a melhor forma de autocuidado e, ainda, pode colocar em risco sua vida.

Portanto, faça acompanhamento regular com profissionais da saúde e propague a importância disso para outras pessoas.

Precisa agendar uma visita ao médico? Aqui no BoaConsulta você encontra os melhores médicos para consultas presenciais e online!

Escreva um comentário