Homem com ácido úrico alto.
| |

Ácido Úrico: O que é, Sintomas, Exames, Causas e Tratamento

O Ácido úrico é uma substância natural do corpo humano, formado após a digestão de proteínas, quando ocorre a quebra de moléculas de purina (tipo de proteína presente em vários alimentos). Após a realização desse processo, parte da substância é eliminada pelos rins por meio da urina, outra parte permanece na corrente sanguínea.

Em níveis normais, o ácido úrico não causa nenhum problema a saúde, pois o excesso é eliminado pelos rins, entretanto, quando os níveis estão elevados, ocorre a acumulação nas articulações, tendões, rins, artérias e diversos outros locais do corpo, podendo resultar em doenças como a gota, cálculo renal, AVC e infarto, por exemplo.

Estudos recentes realizados no Instituto do Coração de São Paulo mostram que níveis elevados de ácido úrico no sangue aumentam o risco de desenvolver acidentes cardiovasculares.

Sabe-se que existem diversos fatores para a elevação de ácido úrico, como fatores genéticos, capacidade dos rins em eliminar a produção extra do fígado, alimentação com excesso de proteínas ou com alimentos ultraprocessados.

As características principais do ácido úrico elevado são inchaços, inflamação, dor e sensibilidade nas juntas, podendo afetar articulações dos pés, dedos, joelhos, tornozelos e pulsos.

Homem com gota devido ao ácido úrico.

Felizmente este é um mal que possui cura, pois o desequilíbrio de ácido úrico pode ser controlado através de uma alimentação equilibrada, elevação do consumo de água e reduzir as calorias e claro, maneirar no consumo de proteínas.

Vale ressaltar o papel do sedentarismo na elevação dos níveis de ácido úrico, portanto, pratique exercícios físicos moderados, ajudando seu corpo a eliminar toxinas e excesso de peso.

Sintomas de ácido úrico alto

Com a elevação do ácido úrico, diversos sintomas começam a ser percebidos como resposta do corpo ao problema, alguns deles são:

  • Dor e inchaço em uma articulação, especialmente o dedão do pé, tornozelo, joelho ou dedos;
  • Dificuldade em movimentar a articulação afetada;
  • Vermelhidão no local da articulação, que pode até ficar mais quente que o habitual;
  • Deformação da articulação, devido ao acúmulo excessivo de cristais.
  • Cálculo Renal.
Dor no pulso devido ácido úrico.

Outro sintoma comum, facilmente confundido com outras causas, é o surgimento de pedras nos rins, causando intensa dor no fundo das costas e dificuldade elevada para urinar, por exemplo.

Caso você tenha alguns dos sintomas, ou faz tempo que realizou seu último check-up, recomendamos que agende uma consulta com um clínico geral, assim poderá avaliar a possibilidade de ácido úrico.

Se você estivar sentindo algo diferente em seu corpo, lembre-se que aqui no BoaConsulta você encontra os melhores médico clínicos gerais, para consultas presenciais ou online!

O exame para diagnosticar o ácido úrico elevado

Para se obter informações precisas sobre os níveis de ácido úrico, realiza-se o exame de sangue ou urina. O exame de ácido úrico, é geralmente solicitado em check-ups, ou quando o paciente apresenta dor na articulação ou existe uma suspeita de doenças mais graves, como no caso de lesões renais e leucemia, por exemplo.

Os valores ideais de ácido úrico por MG/dL são:

SangueUrina
Mulheres
2,4 – 6,0 mg/dL
0,24 g/dia
Homens
3,4 – 7,0 mg/dL
0,75 g/dia

Costuma ser comum que o paciente apresente níveis a cima dos valores de referência, entretanto, também pode existir o ácido úrico baixo, estando relacionado a doenças congênitas, como Doença de Wilson, por exemplo.

O que causa a elevação do ácido úrico?

Como citamos anteriormente, as causas do ácido úrico são as mais diversas, variando entre genética, doenças e o principal, estilo de vida, como alimentação ruim e sedentarismo, mas as principais causas são:

  • Consumo excessivo de alimentos ricos em purinas, como carnes vermelhas, frutos do mar e peixes aumenta as chances do ácido úrico elevado;
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
  • Dieta rica em gordura saturada;
  • Obesidade;
  • Insuficiência renal;
  • Diabetes;
  • Fatores genéticos.

O uso demasiado de medicamento diuréticos, betabloqueadores ou imunossupressores, como ciclosporina ou tacrolimo, por exemplo, também elevem o risco de ácido úrico alto.

O tratamento para ácido úrico

O tratamento para ácido úrico alto não costuma ser muito difícil, desde que o paciente respeite as recomendações do médico clínico geral ou reumatologista.

Em geral, o tratamento, inclui fármacos para baixar os níveis de ácido úrico, como alopurinol, probenecida ou sulfinpirazona, e o uso de anti-inflamatórios, como indometacina ou Ibuprofeno, para aliviar as dores nas articulações.

Alimentação saudável.

No entanto, a mudança no estilo de vida, em especial na forma como a pessoa se alimenta, prática de exercícios físicos e maximização de ingestão de água, são pontos cruciais para o sucesso no tratamento.

Seu médico, também pode indicar uma dieta específica para ácido úrico, tais como evitar o consumo de alimentos ricos em purina, como as carnes vermelhas, peixes e frutos do mar, preferindo sempre alimentos naturais.

Alimentação para baixar o ácido úrico

A dieta para a redução dos níveis de ácido úrico, deve priorizar os alimentos naturais e saudáveis, como os vegetais, castanhas, cereais, frutas e etc. Sendo fundamental optar por alimentos como:

  • Brócolis;
  • Pepino;
  • Banana;
  • Cenoura;
  • Cereja;
  • Maça;
  • Limão;
  • Chá-verde;
  • Cebola Crua.

Em contrapartida, é preciso que se evite alimentos ricos em purinas, como farinha refinada e açúcar e outros alimentos como:

  • Carne vermelha em excesso, como carne de boi, porco ou cordeiro;
  • Peixes e frutos do mar, como marisco, mexilhão, cavala, sardinha, arenque e outros peixes;
  • Aves em excesso, como carne de pato, ganso ou frango;
  • Bebidas alcoólicas, como cerveja, licor e vinho;
  • Alimentos ricos em açúcar, como refrigerantes, sucos industrializados, ketchup e molho barbecue.

Recomendações importantes

  • Beber bastante água ajuda o organismo a eliminar o ácido úrico;
  • Para eliminar o ácido úrico Prefira os alimentos naturais;
  • Adote uma dieta saudável, rica em frutas, verduras, leite e derivados;
    Evite o consumo de bebidas alcoólicas, especialmente de cerveja que é rica em purina;
  • Não se automedique. Consulte um médico para orientar o tratamento e peça ajuda ao nutricionista para eleger uma dieta que ajude a controlar a taxa de ácido úrico e a manter o peso em níveis adequados.

Junto a essas recomendações, realize exames regulares, permitindo o rastreio de problemas de saúde com antecedência e dando tempo para evitar incômodos com o agravamento de doenças.

Histórias recentes

Postagens similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.