Os problemas de saúde nem sempre são tão fáceis de entender. Aliás, quem nunca apresentou um sintoma e não fez ideia de que médico procurar para ter um diagnóstico e o tratamento correto? Se você está nessa situação, não se desespere — ela é mais comum do que imagina.

Para a maioria das pessoas, leigas quando o assunto é medicina, identificar o que um sintoma significa e qual problema de saúde é sua causa, pode ser algo bem complicado. Afinal, são milhões de possibilidades.

Sabendo disso, no post de hoje, vamos dar algumas dicas para que você descubra como agir nesses momentos. Continue a leitura e confira com que médico agendar uma consulta, caso não saiba bem o que está acontecendo. Vamos lá?

A dificuldade de interpretar um sintoma

Quando seu filho está doente, basta levá-lo ao pediatra. Se você está com dificuldades para ouvir, é preciso agendar uma consulta com o otorrinolaringologista. Já para controlar a alimentação, o profissional que deve ser consultado é o nutricionista. Fácil, não é mesmo? Em alguns casos é realmente muito simples saber que médico procurar.

O problema acontece quando você não faz ideia do que um sintoma significa, especialmente quando ele não é muito claro. Uma dor de cabeça, por exemplo, pode acontecer por diversos motivos. Então, devo marcar um neurologista para verificar a situação? Mas e se o problema for causado por falhas na visão, não seria melhor visitar um oftalmologista?

O médico generalista como solução

Em situações como a descrita acima, quando é difícil definir a especialidade médica adequada para agendar uma consulta, a melhor opção é sempre marcar, primeiro, com um médico generalista, mais conhecido como clínico geral.

Esse profissional é capacitado para avaliar toda a condição clínica e histórico de saúde do paciente, e define possíveis hipóteses de diagnóstico. Em seguida, ele o encaminha para o especialista mais adequado. Assim, é possível economizar tempo e dinheiro, pois a consulta será com o médico certo. 

Ah, não se esqueça que fazer consultas de rotina com o clínico geral também é muito importante para a manutenção e acompanhamento frequente da sua condição de saúde!

As especialidades médicas

Além da dificuldade em interpretar sintomas, muitas pessoas também não sabem, ao certo, qual a função de um especialista. No Brasil, o Conselho Federal de Medicina (CFM) reconhece, ao todo, 53 especialidades médicas. É muita coisa, certo?

Por isso, fizemos um compilado de algumas delas para que você entenda qual é a função desses profissionais:

  • angiologia: cuida de doenças que acontecem no sistema circulatório, artérias, veias e vasos linfáticos, a exemplo da trombose e aneurismas;
  • cardiologista: trata das doenças do coração, como arritmias, aterosclerose e infarto;
  • endocrinologista: acompanha desordens das glândulas e na produção de hormônios, como no caso de diabetes, hipotireoidismo e transtornos do crescimento;
  • hematologista: lida com doenças relacionadas ao sangue, como anemias, leucemias e problemas de coagulação;
  • nefrologista: cuida de doenças que comprometem os rins, como infecções e insuficiência renal;
  • pneumologista: controla doenças do sistema respiratório, como asma, enfisema pulmonar e câncer de pulmão;
  • proctologista: diagnostica e trata doenças do cólon, reto e ânus, a exemplo de hemorroidas, constipação e câncer de reto;
  • reumatologista: cuida de doenças inflamatórias, como artrite reumatoide, fibromialgia e lúpus. 

Agora que você já sabe que médico procurar primeiro quando tiver algum sintoma difícil de interpretar, não deixe de marcar uma consulta para pôr um ponto final nas doenças que atrapalham sua vida. Dessa forma, é possível manter a sua saúde sempre em dia.

Você já ouviu falar na plataforma BoaConsulta? Nela, você pode fazer agendamentos com clínico geral ou especialistas pela internet — tudo isso com base na área de atuação, região, plano de saúde ou modalidade de pagamento desejado. Ficou curioso? Faça o teste gratuito e descubra mais sobre essa facilidade. Até a próxima!

Escreva um comentário

Share This