Autor

BoaConsulta

Browsing

Conheça as diferenças entre distanciamento social ampliado, seletivo e lockdown

Você sabe o que diferencia distanciamento social ampliado, seletivo e lockdown? Diante da pandemia de coronavírus, compreender tais termos se tornou muito importante. A Organização Mundial da Saúde tem orientado diversas medidas na tentativa de conter o espalhamento do Novo Coronavírus, e no Brasil, muito se tem discutido sobre quais delas são ou não necessárias. Realmente, existem soluções específicas para cada situação e lugar, que devem julgadas e escolhidas diante do risco medido localmente. Qual é a medida adotada pelo Governo Brasileiro neste momento? Estamos no caminho correto? Falaremos sobre isso ao apresentar cada conceito. Distanciamento Social Ampliado O distanciamento social ampliado é aquele que vale para todos. Independente de idade, profissão ou de ser ou não grupo de risco, os mais diversos setores da sociedade devem permanecer em casa pelo tempo determinado pelo Governo. Nesse caso, fecham-se as escolas, universidades, eventos devem ser cancelados, empresas devem implementar o teletrabalho,…

O que fazer diante da suspeita de Coronavírus?

A orientação do Ministério da Saúde é que, em caso de suspeita de coronavírus, você e seus familiares fiquem em casa em isolamento por 14 dias. Caso os sintomas apresentem alguma piora, aí sim deve-se procurar ajuda médica. O que fazer diante de sintomas leves Os sintomas leves da doença lembram os de um simples resfriado. Sendo assim, seus cuidados também são similares: Fique de repouso Hidrate-se bemAlimente-se de forma saudável Recorra a antitérmicos em caso de febre De qualquer forma, mantenha-se em isolamento, use máscara e faça a higienização adequada das mãos e dos objetos em que tocar, não contribua para a transmissão viral. Se houver alguma dificuldade, utilize o disque saúde, 136, para entrar em contato com profissionais da área. Acho que estou com Coronavírus, e agora? A suspeita de coronavírus se torna mais evidente quando, além dos sintomas da gripe, surgem febre alta, tosse seca e dificuldades para respirar. …

Coronavírus: Grupo de Risco

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, são grupo de risco para o Coronavírus pessoas acima dos 60 anos de idade, em especial aquelas que possuem mais de 80, hipertensos, pacientes portadores de diabetes, asmáticos e fumantes. Para essas pessoas, a infecção viral, que pode se manifestar como um simples resfriado, tende a se tornar um problema mais grave. Além da necessidade de respirador, a doença pode levar a morte. Idosos O processo de envelhecimento causa mudanças em todo o organismo, uma delas é um enfraquecimento do sistema imunológico do corpo. Com isso, vamos nos tornando mais vulneráveis a infecções, como é o caso do Coronavírus. Pelo mesmo motivo, pessoas em idade avançada possuem mais dificuldade em combater microorganismos invasores, e o que para jovens poderia ser um agente simples, em idosos acaba se tornando um forte agressor. Enquanto em pessoas jovens a taxa de mortalidade do COVID-19 está…

Coronavírus: De onde veio e o que é COVID-19?

Você com certeza tem ouvido muita coisa sobre o assunto, mas será que realmente sabe o que é o Coronavírus? Continue a leitura para saber mais sobre este vírus, sua história e suas principais características. O que é o Coronavírus? O Coronavírus é, na verdade, uma família de vírus que causa infecções respiratórias. O primeiro componente desta família foi isolado ainda em 1937, e descrito bem mais tarde, em 1965. Você talvez não saiba, mas é bem provável que já tenha tido contato com um vírus desta família antes. Infecções com Coronavírus são comuns, especialmente durante a infância. Quando infectam humanos, esses vírus causam desde resfriados comuns a doenças mais severas, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave, que é o caso do mais novo vírus desta família, o COVID-19. Quais são os tipos de Coronavírus? A evolução da doença dependerá justamente de qual vírus é o responsável por ela. Veja…

Coronavírus: Tudo o que você precisa saber para se cuidar

O mundo vive uma pandemia do novo coronavírus. Isoladas em suas casas, pessoas do mundo inteiro tentam lidar com o Covid-19 e com as consequências causadas por ele. No Brasil a situação não é diferente: o país passa por um momento de alarde. Escolas e universidade cancelam suas aulas, eventos são adiados em todos os lugares do país e a orientação é que ninguém saia de casa, exceto em situações extremas. Apesar de seus sintomas similares aos de uma gripe comum, a infecção possui disseminação mais rápida e coloca em risco a vida da população acima dos 60 anos. China, Itália e Espanha são exemplos de quão complexo esse cenário pode se tornar se não houver uma contenção imediata da doença. Continue a leitura para saber exatamente com o que estamos lidando e descubra como se proteger. O que é o Coronavírus O Coronavírus é na verdade uma família de…

Nível de triglicerídeos alto? Veja como isso pode impactar sua saúde!

Os triglicerídeos — ou triglicérides — são, basicamente, a reserva energética do corpo. Eles representam as unidades estruturais responsáveis por garantir a energia necessária para que os músculos realizem o processo de contração. Por isso, são fundamentais para o pleno funcionamento do organismo. O grande problema é que, quando em excesso, podem propiciar uma série de fatores prejudiciais à saúde. Como os triglicerídeos são armazenados nas células de gordura — chamadas de adipócitos —, ocorre um consequente aumento na taxa de gordura corporal. Aquela famosa “barriguinha de cerveja”, por exemplo, pode ser um dos alertas para esse problema. Bateu a curiosidade? Continue com a leitura e entenda o que causa o aumento dos triglicerídeos, em que isso pode resultar e como lidar com esse problema. Vamos lá?! O que causa o aumento no nível de triglicerídeos? Assim como a grande maioria dos problemas que podem afetar o corpo humano, a…

Afinal, o que é biorritmo e por que você precisa entender esse conceito?

Talvez você enfrente ou já tenha enfrentado problemas para se levantar de manhã e lutou com o despertador várias vezes. Ou, quem sabe, teve o rendimento prejudicado quando precisou realizar alguma obrigação no final da tarde. Saiba que isso não é por acaso: a maneira como seu corpo responde aos estímulos externos varia de acordo com a hora do dia e é determinada pelas características de seu organismo. Há quem se sinta mais produtivo durante a noite, quem goste de acordar cedo e até mesmo quem prefira realizar suas atividades durante a madrugada. Essa variação pode ser explicada por meio do biorritmo. Entender esse conceito ajuda a orientar sua rotina e garante que você tenha um rendimento melhor em suas obrigações. Bateu aquela curiosidade? Então, é só acompanhar este texto para entender o que é biorritmo, sua importância e como melhorá-lo. O que é biorritmo e qual sua importância? O…

Quais as etapas de um tratamento de depressão?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão é um transtorno mental que afeta cerca de 264 milhões de pessoas de todas as faixas etárias em todo o mundo, sendo o Brasil o país líder nas taxas de depressão e ansiedade. Além disso, é possível observar nas pesquisas que a depressão é responsável por 800 mil suicídios todos os anos. Por isso é muito importante realizar o tratamento de depressão.

Conheça os principais fatores que causam gordura no fígado

A esteatose hepática, também chamada de gordura no fígado, é um problema resultante do acúmulo de gordura nos hepatócitos. Apesar de ser comum haver essa classe de lipídios na região, quando a fração supera os 5%, é possível o surgimento de inflamações, que podem evoluir para casos de hepatite gordurosa, cirrose hepática e, em alguns casos, até mesmo câncer.

Tudo o que você precisa saber sobre a síndrome de burnout!

Trabalho, rotina, correria, responsabilidades e cobranças. Tudo isso faz parte da vida de um adulto no mundo atual. Mas até que ponto corpo e mente estão saudáveis sendo submetidos aos mais diversos agentes estressores? A síndrome de burnout é uma condição que retrata justamente o limite sendo atingido. Então, o que fazer diante disso? Como atenuar os impactos que o trabalho, principalmente, gera na sua vida? Sabemos que, de fato, é difícil se desvincular das atividades profissionais, mas também seria um erro ignorar o impacto emocional que elas trazem para seu cotidiano. Reforçamos, ainda, que não é apenas a sua vida sendo afetada, mas a de todos aqueles que estão no seu círculo de convívio, como família, amigos e os próprios colegas de trabalho. Pensando nisso, vamos esclarecer os principais aspectos associados à síndrome, desde sua causa até seu tratamento. Confira! 1. O que é a síndrome de burnout? Como…