Bula Acebrofilina 25mg e 50mg.

Bula Acebrofilina 25mg e 50mg

Bula de identificação da acebrofilina, com todas informações que precisa saber sobre o medicamento. Que foram retiradas da bula original e adaptadas para uma melhor leitura e entendimento do leitor


Apresentação do medicamento Acebrofilina


Medicamento direcionado para uso pediátrico via oral.

Cada 5 ml do xarope pediátrico contém:
acebrofilina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 25 mg
veículo q.s.p. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5 ml
Cada 5 ml do xarope contém:
acebrofilina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50 mg
veículo q.s.p. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5 ml
(veículo: sacarina sódica, propilenoglicol, metilparabeno, propilparabeno, essência de menta, essência de
framboesa, glicerol, macrogol, corante vermelho, ácido cítrico, água purificada).


INFORMAÇÕES AO PACIENTE


Ação esperada do acebrofilina: acebrofilina xarope tem ação broncodilatadora, mucorreguladora e expectorante.

Indicações do medicamento:

Acebrofilina está indicado para o tratamento sintomático das patologias agudas e crônicas do aparelho respiratório caracterizadas por fenômenos de hipersecreção, traqueobronquites, rinofaringites, laringotraqueítes, pneumoconioses e bronquiectasias, bem como nas patologias pulmonares acompanhadas de broncoespasmo, tais como: bronquite aguda, bronquite obstrutiva ou asmatiforme, asma brônquica e enfisema pulmonar.

Risco do medicamento: acebrofilina é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade conhecida a esta droga, derivados da xantina e em casos de hipertensão.

“Informe seu médico ou cirurgião-dentista o aparecimento de reações indesejáveis”

“Informe seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento”

O produto deve ser usado com cautela em pacientes que apresentam cardiopatias, hipertensão, hipoxemia severa e úlcera péptica.

Uso durante a gravidez e lactação: evitar o uso de acebrofilina durante o primeiro trimestre da gravidez.

“Não deve ser utilizado durante a gravidez e a amamentação, exceto sob orientação médica.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se ocorrer gravidez ou iniciar amamentação durante o uso deste medicamento”

“Atenção: Este medicamento contém corante que podem, eventualmente, causar reações alérgicas”

Modo de uso:

O xarope de acebrofilina é um líquido rosa sabor e odor de framboesa / menta.

acebrofilina é administrado por via oral.

A dose inicial recomendada para adultos: xarope (50mg/5ml) 10 ml do xarope duas vezes ao dia.

Crianças – xarope pediátrico (25mg/5ml): 1 a 3 anos: 2 mg/kg/dia do xarope pediátrico dividido em 2 tomadas.

3 a 6 anos: 5,0 ml do xarope pediátrico duas vezes ao dia. 6 a 12 anos: 10 ml do xarope pediátrico duas vezes ao dia.

“Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento”.

“Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico”

“Não utilize medicamentos com prazo de validade vencido. Antes observe o aspecto do medicamento”.

Reações adversas:

relatos de desconforto gastrintestinal (náusea) e, ocasionalmente, tonturas. A interrupção do medicamento conduz ao rápido desaparecimento destes sintomas.

Conduta em caso de superdose: em caso de superdosagem, não ocorrendo convulsões, recomenda-se induzir o vômito ou utilizar um agente laxante ou carvão ativo e entrar em contato com o seu médico. Em caso de convulsão, deve-se entrar em contato imediatamente com seu médico e levar ao hospital.

Cuidados de conservação: manter à temperatura ambiente (15˚C a 30˚C). Proteger da luz e manter em lugar seco.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Características Farmacológicas


Farmacodinâmica

A acebrofilina possui vários mecanismos pelo qual exerce seu efeito terapêutico. Atua fragmentando e 088

desagregando a organização filamentosa do muco, de forma a diminuir sua viscosidade e adesividade e tornando as secreções do aparelho respiratório mais fluidas.

A acebrofilina estimula a síntese e secreção do surfactante alveolar, favorece a expulsão das secreções bronquiais melhorando, portanto, a capacidade de ventilação. Por sua ação broncodilatadora, inibe o broncoespasmo, a dispnéia e os sibilos, melhorando a função respiratória com o aumento do fluxo respiratório.

Farmacocinética

Administrado por via oral em indivíduos adultos e sadios, proporciona altas concentrações do princípio ativo no plasma, persistindo por algumas horas.
A meia-vida plasmática varia de 3 a 5 horas após a administração oral.

Indicações


A acebrofilina está indicado como broncodilatador, mucolítico e expectorante.

Para o tratamento sintomático das patologias agudas e crônicas do aparelho respiratório, caracterizadas por fenômenos de hipersecreção, traqueobronquites, rinofaringites, laringotraqueítes, pneumoconioses e bronquiectasias, bem como nas patologias pulmonares acompanhadas de broncoespasmo, tais como: bronquite aguda, bronquite obstrutiva ou asmatiforme, asma brônquica e enfisema pulmonar.

Contraindicações


Este medicamento é contraindicado em casos de reconhecida hipersensibilidade ao princípio ativo ou a outros derivados da xantina e em casos de hipertensão.

Posologia

Adultos – xarope (50mg/5ml):
10 ml do xarope duas vezes ao dia.
Crianças – xarope pediátrico (25mg/5ml):
1 a 3 anos: 2 mg/kg/dia do xarope pediátrico dividido em 2 tomadas.
3 a 6 anos: 5,0 ml do xarope pediátrico duas vezes ao dia.
6 a 12 anos: 10 ml do xarope pediátrico duas vezes ao dia

Precauções e Advertências

Gravidez:

evitar o uso de acebrofilina durante o primeiro trimestre da gravidez.

Precauções

O produto deve ser usado com cautela em pacientes que apresentam cardiopatias, hipertensão, hipoxemia severa e úlcera péptica.

Interações Medicamentosas, Alimentares e Laboratoriais


A acebrofilina interage com outros derivados da xantina e com betabloqueadores.

Reações Adversas/ Efeitos Colaterais

Relatos de desconforto gastrintestinal (náusea) e, ocasionalmente, tonturas.

A interrupção do medicamento conduz ao rápido desaparecimento destes sintomas.

Superdose


Em caso de superdosagem, não ocorrendo convulsões, recomenda-se induzir o vômito ou utilizar um agente laxante ou carvão ativo. Em caso de convulsão, deve-se assegurar a manutenção da respiração e administrar oxigênio e diazepam por via i.v. monitorar a pressão arterial e hidratar o paciente.

Armazenamento


Manter à temperatura ambiente (15˚C a 30˚C), protegido da luz e em lugar seco.

Reg. MS: nº 1.0235.0658
Farm.Resp.: Drª Erika Santos Martins
CRF-SP nº37.386

“VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA”
Registrado por: EMS S/A.
Rua Com. Carlo M. Gardano, 450
S. B. do Campo/SP – CEP 09720-470
CNPJ: 57.507.378/0001-01
INDÚSTRIA BRASILEIRA
Fabricado por: EMS S/A
Hortolândia/SP
“Lote, fabricação e validade: vide cartucho”

Histórias recentes

Postagens similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.