Mulher preocupada com a perda de peso rapida e sem motivo.
| |

20 Causas da perda de peso rápida, quando é preocupante e quais doenças podem estar associadas?

O emagrecimento quando estamos fazendo uma dieta mais restritiva ou praticando atividade física com esse objetivo é completamente normal, mas quais seriam as causas da perda de peso rápida quando ocorre repentinamente e de forma involuntária? Neste post você conhecera as possíveis causas e quando é preocupante, continue lendo.

Normalmente é considerado comum perder um pouco de peso, logo após passar por uma situação traumática ou estressante, como a perda de um familiar, problemas financeiros, mudança de emprego, término de relacionamento, entre outras coisas.

Entretanto, quando a perda de peso não está relacionada a nenhum dos fatores citados, como dieta ou aumento da exigência física ao longo dos dias, pode ser indicativo de algum problema de saúde, como tireoide, diabete e até alguns tipos de câncer.

Ao perceber um emagrecimento rápido e involuntário, pode ser importante consultar um médico clínico geral, para realizar uma avaliação preventiva, com objetivo de identificar a causa da perda de peso e se antecipar a progressões de possíveis doenças.

De modo geral, indivíduos que sempre foram magros e mantêm seu peso ao longo dos anos não costumam ter doenças, mas quando o processo se inverte e ocorre a perda rápida de peso, temos uma situação que precisa ser investigada.

O emagrecimento involuntário e rápido pode indicar doenças digestivas, inflamatórias, distúrbios alimentares e até depressão. Podendo estar associada a problemas somáticos ou também a problemas psicológicos.

Causas da perda de peso rápida

As causas da perda de peso rápida pode ser Intolerância à lactose, doença celíaca e doenças inflamatórias, como síndrome do cólon ou intestino irritável, doença de Crohn e retocolite ulcerativa, sendo os problemas mais comuns para a perda repentina de peso.

As situações que podem levar a perda de peso rápida são:

  • Presença de distúrbios gastrointestinais – doença de Crohn, úlceras, colite ulcerativa, pancreatite crônica, isquemia mesentérica ou doença celíaca;
  • Alterações neurológicas – doença de Parkinson, demência, esclerose múltipla ou AVC;
  • Doenças endócrinas, como hipertireoidismo, insuficiência adrenal ou diabete não controlada;
  • Doenças pulmonares – enfisema pulmonar ou bronquite crônica e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC);
  • Doenças infecciosas – tuberculose ou HIV;
  • Doenças cardíacas – insuficiência cardíaca avançada;
  • Transtornos psicológicos ou psiquiátricosdepressão, ansiedade, anorexia, bulimia, transtorno bipolar, transtorno obsessivo-compulsivo ou esquizofrenia;
  • Efeito colateral de medicamentos – antiepiléticos, antidepressivos, ansiolíticos, diuréticos ou laxantes;
  • Câncer, sendo mais comum no mieloma múltiplo, leucemia ou linfoma.

Outras razões para o emagrecimento repentino e não intencional são:

  • Metabolismo acelerado;
  • Perda de apetite;
  • Abuso de substâncias químicas, como álcool e drogas;
  • Diarreia crônica;
  • Desnutrição;
  • Resultado do tratamento de quimioterapia, utilizado para tratar alguns tipos de câncer;
  • Distúrbios graves do sono, como insônia;
  • Úlceras orais, que provocam dor;
  • Uso de aparelhos odontológicos, que dificultam a alimentação;
  • Perda de dentes;
  • Cáries dentárias;
  • Tabagismo;
  • Aids.

Todas as causas citadas podem varia bastante dependendo do comportamento individual e idade da pessoa, por exemplo, consumo de bebidas alcoólicas ou drogas também influenciam na perda de peso repentina e não intencional, portanto, é preciso sempre consultar um médico.

Perda de peso rápida em idosos

Ao longo da vida, durante o envelhecimento natural, é considerado normal o emagrecimento em idosos de forma lenta, estando normalmente associado a uma redução do apetite, alterações do paladar ou até mesmo efeitos indesejados de medicações.  Outro fator comum é a demência senil, fato que pode fazer o idoso esquecer-se de fazer suas refeições, reduzindo as calorias ingeridas ao longo dos dias.

Mulher idosa verificando seu peso corporal.

Junto com o envelhecimento, ocorre outro processo natural que é a redução da densidade de massa muscular, geralmente a partir dos 50 anos, ocorrendo devido à redução do número de fibras que constituem os músculos, redução de determinados hormônios e também diminuição dos estímulos físicos.

Estes e outros fatores podem ser razões consideradas comuns, quando falamos sobre as causas da perda de peso rápida em idosos, entretanto, mesmo sendo comum é preciso sempre manter atenção, realizando os exames de rotina.

Perda de peso rápida durante a gestação

Durante a gestação não é normal que ocorra a perda de peso, entretanto, pode acabar acontecendo quando a mulher grávida passa por um período de muitos enjoos e vômitos no começo da gravidez. Fato que pode dificultar a alimentação, ocasionando uma perda de peso não intencional devido à menor ingestão de calorias, recebendo o nome de hiperemese gravídica.

Perda de peso durante a gestação.

Quando se percebe o emagrecimento anormal durante a gestação, deve-se consultar o médico obstetra e se possível o nutricionista para receber as orientações adequadas, tanto médicas, quanto alimentares, para evitar complicações na formação do feto. Durante a gestação saudável e com o peso e alimentação equilibrada, espera-se que ocorra um aumento de peso entre 10 a 15kg até o fim da gestação.

Perda de peso rápida durante a amamentação

Durante a fase de lactação, isto é, durante todo o período em que a mãe amamenta o bebê, é comum que a mulher emagreça, pois a produção de leite exige bastante do organismo, consumindo muitas calorias. Entretanto, o processo de amamentar, também gera muita sede e fome na mulher, e quando não se tem um equilíbrio na alimentação o processo contrário pode acontecer.

Mulher amamentando bebê.

De modo geral, a mulher que está amamentando emagrece uma média de 2 quilos por mês, pois a amamentação exige muito do organismo da mulher, chegando a exigir cerca de 600 – 800 calorias por dia, podendo ser comparado a uma caminhada moderada. Este processo também contribui para o retorno do peso original, caso exista equilíbrio na alimentação.

Perda de peso no bebê

A perda de peso rápida é considerada comum em bebês recém-nascidos, podendo chegar até 10% do peso corporal durante seus primeiros 15 dias de vida, ocorrendo principalmente devido à perda de líquidos naturais pela urina e fezes.

Bebê em balança para verificar seu peso.

Após esse período de perda de peso normal, espera-se que o bebê ganhe peso, cerca de 250g por semana até os seus 6 meses de vida, continuando sempre elevando o peso e altura de acordo com a idade. 

Vale enfatizar que caso isso não aconteça, é fundamental que a criança seja  avaliada e monitorada de perto por um pediatra, para evitar problemas no desenvolvimento do bebê.

Precisa agendar um pediatra para seu filho? No BoaConsulta você encontra os melhores médicos pediatras, agende sua consulta online e receba atendimento médico presencialmente ou teleconsulta.

O que fazer se eu estiver perdendo peso rápido?

Como citamos anteriormente, perder peso sem que esteja em um programa de emagrecimento ou mudanças incomuns na rotina, não é comum, sendo muito importante a avaliação de um médico, para investigar as causas e iniciar o tratamento adequado se necessário.

Especialistas que podem diagnostica a causa da perda de peso rápida:

  • Clínico geral
  • Endocrinologista
  • Metabologista
  • Oncologista
  • Gastroenterologista
  • Odontologista / dentista
  • Psiquiatra
  • Psicólogo
  • Médico do sono
  • Nutricionista
  • Imunologista
  • Neurologista

Para que o seu médico possa avaliar a causa da perda de peso rápida, pode ser necessário a solicitação de exames, como o exame de sangue, urina, fezes, ressonância magnética ou radio X do tórax, entre outros, variando com as descobertas feitas nos exames finais.

Médico interpretando laudo.

Na maioria dos casos, o médico clínico geral é o primeiro a ser consultado, e somente após os resultados iniciais dos exames, será ou não, indicado outro profissional de acordo com as causas do problema, como o psiquiatra, endocrinologista ou oncologista, por exemplo.

Quando me preocupar?

Como esclarecemos no início, as causas da perda de peso rápida, quando sem motivos aparentes, podem ser as mais diversas, tornando-se preocupantes quando ocorrer a perda de peso corporal de 5% ou mais em um período de 6 meses a um ano.

Mesmo sem perceber a perda de peso, é importante que você esteja atento (a) a sintomas como cansaço, perda de apetite, alterações no ritmo de funcionamento do intestino, dor óssea, aumento dos linfonodos e aumento na frequência de infecções, como gripes, por exemplo. Nestes casos é recomendado fazer um check-up, para avaliar suas condições de saúde.

Quais os riscos da perda de peso rápida?

O primeiro risco diante da perda de peso rápida e sem causa aparente, são as possíveis doenças que podem estar associadas ao quadro, fato que exige atenção e acompanhamento médico.

Outro fator que deve ser considerado como risco, é a desnutrição, levando a anemia, deficiência de várias vitaminas e rápida perda da massa muscular. Situações que podem ser acompanhadas por fraqueza, fadiga, cansaço e baixa imunidade.

Talvez o risco mais preocupante mesmo, seja o emagrecimento rápido devido a doenças, visto que a causa deve ser descoberta e tratada quanto antes, evitando complicações que podem levar a pessoa a óbito, principalmente nos quadros com diagnóstico tardio.

Como alerta importante: notando um quadro de emagrecimento rápido é preciso investigar e encontrar a causa, evitando o uso de terapia medicamentosa, suplementos e vitaminas, pois isso pode apenas mascarar o problema e dificultar o diagnóstico da causa da perda de peso repentina.

Histórias recentes

Postagens similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.