Como ajudar uma pessoa que está tendo um infarto? Conheça o passo a passo que pode salvar a vida de uma pessoa!

Um infarto agudo do miocárdio não tem hora nem lugar para acontecer, podendo acometer homens, mulheres, jovens ou idosos é um mal muito sério e que vem se tornando cada dia mais frequente, mas muito além de saber os sintomas de um ataque cardíaco, é de suma importância saber como ajudar uma pessoa que está tendo um infarto, sendo assim, nesse post você confere as principais dicas sobre o assunto.

O ataque cardíaco é um mal que já afeta cerca de 360 mil pessoas todos os anos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), representando 30% do total de óbitos no Brasil. Geralmente afeta homens e mulheres em proporções similares, mas mulheres a cima de 70 anos, possuem 50% mais chances de passar por um quadro dessa magnitude.

O infarto possui diferentes níveis de gravidade, o mais perigoso o infarto fulminante, acontece de forma súbita, ou seja, não apresenta sinais, não expõe sintomas e pode acontecer no trabalho, andando na rua ou em casa quando se está só.

Pessoas com a mão no peito durante sintomas de infarto.
O infarto pode ocorrer em qualquer lugar e a qualquer hora.

Dessa forma, com níveis tão elevados de casos, é muito importante que você saiba como agir em um caso real de infarto, para você poder salvar a vida de outra pessoa, ou possa salvar a si próprio.

Mesmo quando o infarto não é fulminante, reconhecer os sintomas e saber como agir, pode salvar uma vida ou também, evitar o aparecimento de sequelas, como insuficiência cardíaca ou arritmia. Portanto, Confira a seguir algumas dicas de como ajudar uma pessoa que está tendo um infarto.

O que fazer se uma pessoa está sofrendo um infarto?

O ideal para ajudar uma pessoa que está sofrendo um ataque cardíaco, seria reconhecer os sintomas, como pontadas agudas no peito, dificuldades para respirar, palidez, suor frio, náuseas, vômitos, tontura, confusão mental, perda de consciência e dores difusas nas costas, nos braços e na mandíbula.

E mesmo que os sintomas a cima citados não sejam tão aparentes ou percebidos, mas que exista a suspeita de um infarto, existem alguns passos que você deve seguir, confira quais são abaixo.

1. Ligue para o serviço de emergência SAMU

O primeiro passo é se acalmar ou acalmar a vítima, logo em seguida, ligue para o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) o número do telefone do SAMU é 192.

Se a pessoa estiver desmaiada, sem respirar ou com sinais vitais diminuindo, será necessário realizar a manobra de RCP, mas explicaremos como fazer mais abaixo, mas você pode pedir auxílio no telefone para o atendimento do SAMU, o profissional ira fazer tas as orientações necessárias, até que o atendimento chegue.

Ainda sobre isso, não é recomendado, mas caso você veja que a ambulância vai demorar mais que 20 minutos, talvez colocar a pessoa no carro e ir para o hospital mais próximo, possa salvar uma vida. Ressaltamos que o ideal é aguardar o socorro, apenas faça isso em casos extremos.

2. Acalme a vítima

Em uma situação como essa é difícil conseguir manter a calma, mas é muito importante que tente acalmar a pessoa, uma vez ansiosa ou agitada pode ocorrer o agravamento do quadro.

Enquanto o SAMU não chega, tente fazer exercícios de respiração com a pessoa, inspirando e expirando lentamente o ar, para que a pessoa mantenha a calma e não se esforce.

Tente manter pessoa em um lugar calmo, afaste o tumulto se tiver gente perto, para que a pessoa não fique estressada pela situação e para conseguir respirar com maior facilidade.

3. Afrouxe as roupas e tire os sapatos da pessoa

Complementando a dica anterior, durante o processo de espera e enquanto você tenta acalmar a pessoa, afrouxe as roupas, retire os sapatos, retire acessório e tire a blusa da pessoa se ela estiver usando.

Dessa forma você estará facilitando a respiração da pessoa, mantendo ela mais confortável e diminuindo o calor devido à situação, permitindo que a pessoa relaxe e consiga não promover picos de batimentos cardíacos.

4. Aspirina pode salvar a vida da pessoa

Oferecer para a pessoa que está enfartando 300 mg de aspirina, pode ajudar e muito nesse momento, pois o medicamento torna o sangue mais fino, ajudando a reduzir e retomar um pouco da circulação normal. 

Segundo os especialistas, a aspirina funciona como um antiagregante plaquetário e ajuda a evitar o agravamento de um possível infarto, provocado pelo entupimento das artérias.

Vale ressaltar, que apesar de poder ajudar e muito nesse quadro, a aspirina não é recomendado em casos de alergias, hipersensibilidade e se a pessoa for reincidente no quadro de infarto.

O uso deve ser feito, caso se conheça o histórico do paciente, e em casos de reincidência, o uso deve ser recomendado por um médico.

5. Mantenha atenção a respiração e batimentos cardíacos

Durante a espera pelo socorro, tenha atenção a respiração e batimentos cardíacos, monitores regularmente, principalmente para averiguar se a pessoa continua consciente.

Caso a frequência aumente ou a pessoa deixe de respirar e desmaie, é hora de iniciar os procedimentos de primeiros socorros ativos, como o RCP.

A pessoa desmaiou ou parou de respirar e agora?

Se durante a espera pelo socorro a pessoa desmaiar ou para de respirar, o recomendado é deixar a pessoa em uma posição confortável, deixe a vítima com a barriga para cima, tente verificar a presença de batimentos cardíacos.

Caso a pessoa não esteja respirando, inicie imediatamente as manobras de massagem cardíaca, não pare de fazer até a pessoa voltar a respirar ou até o socorro chegar.

Caso você não saiba como realizar, a seguir daremos um passo a passo a respeito dos procedimentos para a manobra de RCP, confira.

Homem recebendo massagem cardíaca.
A massagem cardíaca pode dobrar ou triplicar as chances de sobrevivência durante um infarto.

Uma pessoa que esta sofrendo um ataque cardíaco, e recebe a reanimação cardíaca de imediato, dobra e até triplica as chances de sobreviver.

Segundo a American Heart Association (Associação Americana do Coração), a chance de sobrevivência cai 10% a cada minuto sem socorro.  No entanto, se iniciado as manobras de ressuscitarão imediatamente, as chances podem triplicar.

Sabendo isso, é fácil entender o quão importante é saber realizar as chamadas RCP, assim podendo salvar a vida de um familiar, amigo ou até mesmo um desconhecido na rua.

Ao notar que a pessoa está inconsciente, sem responder a estímulos e não está respirando, ligue imediatamente para o SAMU no telefone 192, também é possível ligar para os bombeiros para o telefone 193, mas caso em sua cidade não tenha nenhum dos dois, ligue para a policia militar no telefone 190.

Logo em seguida, inicie as manobras de reanimação a seguir:

  • Verifique os sinais de respiração por meio de sons ou movimentos do tórax. Se a pessoa não respira ou sofre para respirar, deite-a de barriga para cima em uma superfície rígida;
  • Ajoelhe-se ao lado da vítima, na altura dos ombros dela, e localize o centro do tórax, entre os mamilos;
  • Posicione os braços estendidos com os dedos entrelaçados, colocando uma mão sobre a outra, apoiando-se no centro do peito;
  • Mantenha os braços esticados e use o peso do corpo para fazer compressões rápidas e fortes;
  • Inicie compressões com a frequência de 100 por minuto (ou seja, 5 compressões a cada 3 segundos), comprimindo o tórax na profundidade de, no mínimo, 5 cm para adultos e crianças e 4 cm para bebês.

Você também pode acompanhar esse procedimento, sendo realizado pelo Dr. Helio Guimarães pena, médico Intensivista e Cardiologista do instituto Hcor.

Ressaltamos que a manobra de reanimação deve ser realizada até a chegada do socorro ou se a pessoa voltar a respirar. Se tiver alguém perto de você, peça ajuda, revese com turno de 2 minutos, garantindo a qualidade do procedimento, pois tende a ser muito exaustivo.

Precisa fazer um chek-up no seu coração? Aqui no BoaConsulta você encontra os melhor médicos cardiologistas, agende a sua consulta através do site ou aplicativo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima