Como escolher o protetor solar ideal? Descubra tudo sobre esse tema!

Você costuma usar filtro solar apenas no verão? Embora seja comum aplicar o produto antes de usar a piscina ou na praia, o que nem todos sabem é que o item deve ser utilizado todos os dias. Isso porque mesmo em períodos nublados e frios, os raios ultravioletas continuam sendo emitidos, causando manchas na pele, queimaduras e câncer.

Mas, afinal, como escolher o protetor solar ideal? Ficar de olho em suas características é fundamental para optar pelo melhor produto, de acordo com a sua pele. Assim, é possível manter a cútis bonita e livre do envelhecimento precoce.

Neste post, apresentaremos algumas dicas práticas para você escolher o protetor solar ideal. Confira!

Considere o seu tipo de pele

Identificar as características da sua pele é fundamental para escolher o melhor produto. Existem diferentes tipos, cada um com suas particularidades, como:

  • Pele seca — desidrata em excesso e apresenta tecido com pouco brilho, seco e propenso à vermelhidão;
  • Pele oleosa — é rica em sebo, e uma das características são os poros dilatados;
  • Pele mista — é seca em regiões como queixo e bochechas e oleosa nas áreas do nariz e testa;
  • Pele normal — conta com uma textura macia, apresenta poros pequenos e produz uma quantidade ideal de sebo.

É importante ressaltar que a derme do rosto é diferente do restante do corpo. Por isso, é necessário adquirir um filtro solar para essas duas partes.

Verifique o fator de proteção

O FPS (fator de proteção solar) é uma medida que quantifica o tempo que você pode ficar exposto ao sol, sem sofrer com as temidas queimaduras. Por exemplo: caso leve cerca de 10 minutos para se queimar com os raios solares, é provável que demore 30 vezes mais com um protetor de FPS 30 — ou seja, 300 minutos.

Pessoa colocando protetor solar na mão.
Verificar a capacidade de proteção e duração do protetor é muito importante.

Assim, leve em consideração algumas características para escolher o FPS ideal, como a quantidade de melanina da pele, a intensidade dos raios solares em sua cidade e o tempo que você pretende ficar ao sol, entre outras coisas. Lembre-se de que o fator de proteção solar mínimo recomendado é 30.

Dê preferência aos produtos que tenham amplo espectro

Um protetor solar de amplo espectro é aquele que protege contra os raios UVA e UVB, que apresentam comprimento de ondas diferentes. A radiação UVA, por exemplo, é responsável pelos danos a longo prazo, como o envelhecimento precoce. Já a UVB provoca prejuízos imediatos, como queimaduras.

Além disso, ambos os raios levam a problemas graves, como câncer de pele. Portanto, não deixe de analisar essa característica no momento de escolher o protetor.

Fique de olho no tipo de aplicação

Sabia que existem filtros solares com diferentes tipos de aplicação? O mais comum é o em creme, mas outras opções também podem ser válidas, como:

  • Protetor em bastão — ideal para o rosto, já que é fácil de ser utilizado;
  • Protetor em spray — por ser líquido, não deixe a pele oleosa. No entanto, é importante ficar atento para espalhar bem e Reaplicá-lo com mais frequência;
  • Protetor em gel — apresenta textura leve, que espalha fácil. É uma boa alternativa para regiões com muitos pelos ou para peles oleosas.

Agora que você já sabe como escolher o protetor solar ideal, saiba que é importante usar o produto todos dias, inclusive dentro de casa e em períodos nublados. Para manter a eficácia, reaplique-o a cada 2 horas e espalhe-o uniformemente pela pele.

Gostou das nossas dicas? Então, compartilhe este post em suas redes sociais para que seus amigos também fiquem por dentro do assunto e não esqueça de visitar o dermatologista regularmente.

Você está procurando um dermatologista? Aqui no BoaConsulta você encontra os melhores Médicos dermatologistas! Seja para consultas presenciais ou online.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima