Existem diversas doenças e quadros clínicos que, a despeito de possuírem uma alta incidência na população geral, ainda são pouco conhecidos na sociedade e despertam uma série de dúvidas entre as pessoas. Pensando nisso, preparamos este conteúdo explicando o que é e como tratar a Síndrome do Intestino Irritável.

Se você nunca ouviu falar sobre tal condição, vale ressaltar que especialistas afirmam que ela pode afetar até 20% dos seres humanos, gerando incômodos que, sem um diagnóstico preciso, podem atrapalhar a rotina e reduzir a qualidade de vida. Continue lendo o post e aprenda mais sobre o assunto!

Afinal, o que é a Síndrome do Intestino Irritável?

A Síndrome do Intestino Irritável, também conhecida pela sigla SII, não é considerada propriamente uma doença nos dias de hoje, mas sim um conjunto de sinais. Esses sintomas se manifestam no indivíduo como um distúrbio gastrointestinal, usualmente caracterizado por dores abdominais e alterações do trânsito nas diversas porções do cólon.

Estima-se também que a SII seja responsável por aproximadamente 30% de todos os encaminhamentos realizados para os médicos gastroenterologistas. Embora a sintomatologia, para boa parte dos pacientes, seja leve e controlável, existem indivíduos que podem cursar com maior gravidade, impactando até mesmo nas coisas mais simples do cotidiano.

Via de regra, a Síndrome do Intestino Irritável é controlável por meio de mudanças na dieta, no estilo de vida e com o controle da ansiedade e do estresse. Outro ponto que vale ser ressaltado é que, ao contrário do que muita gente pensa, a SII não causa lesões ou aumenta o risco de ter algum tipo de câncer intestinal.

Quais são os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável?

Agora que você já está um pouco mais familiarizado com o que é a Síndrome do Intestino Irritável e aprendeu alguns pontos importantes sobre o tema, vamos esclarecer como o problema costuma se manifestar na maioria dos pacientes. Acompanhe.

Dor abdominal

Não dá para negar que, em linhas gerais, podemos considerar a dor abdominal como o mais clássico dos sintomas da Síndrome do Intestino Irritável. Ela se manifesta de maneiras diferentes, de acordo com o paciente. Porém, os relatos mais comuns a descrevem como um incômodo no estilo de uma cólica, com intensidades variáveis e exacerbação periódica.

Não há uma localização típica, embora a parte inferior do abdômen pareça ser a mais acometida. Episódios mais intensos podem ser desencadeados por refeições ou até mesmo pelo estresse, sendo a evacuação suficiente para resolver o problema em boa parte dos casos — embora isso nem sempre ocorra.

Diarreia ou constipação

Muitas pessoas acham que a Síndrome do Intestino Irritável só causa diarreia. Embora essa seja realmente uma manifestação mais comum, muitos portadores do problema podem apresentar apenas constipação.

O fato consumado é que, via de regra, a SII vai causar uma ou muitas alterações nos hábitos intestinais, sejam elas quais forem. Algumas pessoas, inclusive, podem apresentar alternância entre episódios de diarreia e constipação.

A prisão de ventre pode durar dias e, depois do evento agudo, o indivíduo pode permanecer semanas ou meses sem nenhum sinal, até que, depois de uma refeição ou aborrecimento, por exemplo, uma nova crise seja desencadeada.

Inchaço e excesso de gases

O inchaço abdominal e o excesso de gases também não podem deixar de estar entre os principais e mais incômodos sintomas da Síndrome do Intestino Irritável. Com toda a mudança no trânsito gastrointestinal, é natural que esses sinais ocorram, eventualmente junto a outros — como refluxo gastroesofágico, azia e náuseas.

Mais uma vez, enquanto tudo isso pode ocorrer em uma pessoa com a SII, outro portador pode nunca ter experimentado essas sensações.

O fato é que a sensibilidade dos receptores do colón e a motilidade intestinal anormal, em resposta a alimentação ou estresse, fazem com que as possibilidades da sintomatologia sejam bastante variadas.

Quais são as causas da Síndrome do Intestino Irritável?

Muito se discute sobre as causas da Síndrome do Intestino Irritável, e a percepção sobre o problema vem mudando bastante nos últimos anos. Antigamente, o quadro era ligado, quase que exclusivamente, a questões de estresse e ansiedade. Nos dias de hoje, sabe-se que, embora a questão mental possa contribuir, existe uma fisiologia por trás da SII.

Acredita-se que o distúrbio crônico ocorra por diversos motivos, como a hipersensibilidade de receptores nervosos da parede intestinal e os níveis elevados de neurotransmissores — como a serotonina e a ingestão de determinados alimentos, ricos em alguns componentes que podem desencadear ou piorar processos inflamatórios na região.

Como tratar a Síndrome do Intestino Irritável?

O primeiro passo para você que sofre ou acha que pode ser portador da Síndrome do Intestino Irritável é procurar por um médico, para agendar o seu atendimento ou mesmo uma teleconsulta. O diagnóstico é clínico e somente um bom especialista poderá fazê-lo, além de passar as devidas recomendações e pedir mais exames, se for o caso.

Além disso, como parece haver uma relação com a ansiedade e o estresse, o manejo desse tipo de situação tenderá a oferecer um impacto positivo no controle do problema, especialmente em longo prazo. Também não dá para deixar de mudar a dieta, evitando alimentos que aumentem o incômodo e elevando a ingestão de água.

Quais alimentos evitar na Síndrome do Intestino Irritável?

Cada pessoa com SII pode ter os seus sintomas exacerbados por alimentos específicos, mas existem algumas opções que, em linhas gerais, são pouco recomendáveis para quem sofre com o distúrbio crônico. O consumo de álcool, por exemplo, é campeão em deixar o paciente com diarreia, além de inchaço e dores abdominais.

Sobre a comida propriamente dita, via de regra, não é recomendado exagerar em pratos muito gordurosos, picantes ou com muitos conservantes. O mesmo vale para leite e derivados, além dos vegetais que elevam a produção de gases, como feijão, repolho e batata doce. Reduzir o açúcar, a cafeína e os produtos com sorbitol também é uma boa ideia.

Como vimos, a Síndrome do Intestino Irritável pode ser bastante incômoda, mas tem tratamento e pode ser manejada, sobretudo se você contar com a ajuda especializada de um bom médico.

Agora que você sabe como tratar a Síndrome do Intestino Irritável, não perca mais tempo e agende uma consulta!

Escreva um comentário