Você sabe o que faz o dermatologista? Especialista no cuidado com a pele e seus tecidos anexos, esse é o médico que você deve procurar em casos de manchas ou pintas suspeitas, quedas de cabelo, unhas fracas e quebradiças, celulites, estrias, dentre diversas outras condições. 

Neste artigo apresentaremos em detalhes o papel do dermatologista no cuidado com a saúde e compartilharemos algumas dicas para você que ainda não tem um dermatologista de confiança. 

O que é dermatologia?

A dermatologia é uma especialidade médica, sendo esta área dedicada exclusivamente ao cuidado do maior órgão do corpo, a pele. A pele é uma estrutura complexa, formada pela epiderme, uma camada externa, que fica em contato com o ar, e a derme, sua camada mais profunda. 

Além disso, fazem parte de seus anexos os cabelos, as unhas, os pelos e as mucosas, como a gengiva, a língua, a boca, os lábios e a área genital. 

Cabe ao dermatologista prevenir, diagnosticar e tratar condições que afetam tais regiões. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, existem mais de 3 mil condições médicas e doenças que podem afetar o tecido cutâneo e, portanto, são de responsabilidade dessa especialidade. 

Dentre as mais comuns, a instituição cita como exemplos a acne, as alergias, o vitiligo, a psoríase, a queda de cabelo, a hanseníase, as micoses diversas, o melasma e o câncer da pele.

Além das questões patológicas citadas, o dermatologista deve ainda ser consultado para tratar problemas estéticos como manchas, estrias, celulites, sinais precoce do envelhecimento da pele, etc. O ramo da dermatologia que cuida dessas questões é chamado de dermatologia estética, tendo como principal foco a manutenção ou restauração da beleza da pele. 

Há ainda outra sub-especialidade dermatológica bastante popular, que também deve ser apresentada aqui, chamamos-a de alergo-dermatologia, uma combinação entre essa especialidade e a alergologia, tratando especificamente alergias da pele, comuns em todas as idades. 

O dermatologista possui ainda um importante papel no diagnóstico e tratamento de doenças sexualmente transmissíveis, atuando de maneira conjunta a outras especialidades, como a urologia e a ginecologia. 

O que é preciso para se tornar um dermatologista?

Para se tornar um dermatologista é preciso graduar-se em Medicina, graduação com 6 anos de duração de estudo em período integral. Após tornar-se médico, o profissional deve realizar curso de especialização ou curso de residência médica, o que pode durar de três a quatro anos. 

Durante a especialização os médicos atendem pacientes com todos os tipos de doenças de pele, se familiarizando com as condições e tratamentos dermatológicos. 

São cerca de nove mil horas de estudo na residência dedicados exclusivamente a esse grande órgão e seus anexos. Assim, o profissional se torna apto a diagnosticar e tratar enfermidades cutâneas. 

Após finalizar a etapa, para ser oficialmente reconhecido como dermatologista o médico deve realizar o seu registro no Conselho Federal de Medicina. 

Existem duas formas de obter a especialização:

  • Concluir o curso de residência em uma entidade reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica
  • Concluir a especialização em uma instituição reconhecida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e em seguida ser aprovado na prova de títulos e habilidades em uma das Sociedades filiadas à Associação Médica Brasileira

Quando devo procurar um dermatologista?

Dermatologista e os tratamentos de pele
Dermatologista e tratamentos de pele

Agora que você já sabe o que é a dermatologia e o que é necessário para tornar-se um especialista na área, vamos ao que mais importa: quando devo procurar um dermatologista?

Sinais suspeitos na pele

Manchas estranhas, que estão em desenvolvimento ou mudaram de cor, e pintas suspeitas são indicativos de que é hora de procurar um dermatologista. 

É importante que você faça um check-up da sua pele de tempos em tempos. Devido à exposição solar e ao contato frequente com fatores externos, a pele sofre constantes agressões. Por isso, é necessário ficarmos atento a sua condição e saúde, fiscalizando lesões, inflamações, dentre outras questões. 

São sinais suspeitos: 

  • Manchas vermelhas ou que coçam
  • Manchas esbranquiçadas
  • Sinais com textura e bordas irregulares
  • Pintas que mudam de tamanho e cor

Acne severa

A acne é um distúrbio especialmente comum, principalmente durante a adolescência devido à atividade hormonal. Mais conhecida como espinha, é uma condição simples, pelo menos na maioria dos casos. Contudo, produz danos estéticos severos, que levam a prejuízos na auto-estima e assim, na qualidade de vida das pessoas. 

Independente do quadro, é essencial buscar ajuda de alguém que realmente entende do assunto. O dermatologista é o profissional capacitado a tratar a condição, evitando suas complicações.

Queda de cabelo

A queda capilar é um problema frequente, e pode ter relação com questões genéticas, deficiência de nutrientes, distúrbios hormonais ou com o estresse. 

Se o seu cabelo tem caído mais do que o normal, o que se percebe com facilidade pela quantidade de fios no ralo do chuveiro ou no travesseiro, se os fios não estão crescendo e se tem percebido falhas em seu couro cabeludo, procure ajuda. 

O dermatologista irá te ajudar a identificar a origem do problema. Saiba que é possível não só prevenir, como tratar a queda e ainda recuperar os fios perdidos investindo no tratamento adequado. 

Unhas enfraquecidas

Unhas fracas, esbranquiçadas ou quebradiças também são motivo para agendar uma consulta com um dermatologista, afinal, como vimos, esse é o médico responsável por cuidar da saúde dessas estruturas. 

Sintomas suspeitos em relação às unhas podem indicar distúrbios metabólicos, alterações hormonais e deficiências nutricionais, como a anemia. 

Veja abaixo os principais sinais de problemas que atingem as unhas: 

  • Infecções
  • Unhas amareladas
  • Descascamento
  • Dor

Sudorese excessiva

O suor é uma reação do corpo, que tenta equilibrar a sua temperatura apesar das variações externas. Embora fisiológica, a sudorese pode ocorrer de maneira excessiva em alguns indivíduos, comprometendo a sua rotina e prejudicando sua autoestima e qualidade de vida. 

Se você tem suado além do normal, ou produz uma quantidade razoável de suor mesmo em repouso ou em climas mais frescos, procure um dermatologista para que isso seja investigado. 

É necessário diagnosticar as causas do problema para então encontrar o melhor tratamento para contorná-lo. 

Pele muito seca ou muito oleosa

dermatologista - tipos de pele
Tipos de pele

O dermatologista pode te ajudar a identificar o seu tipo de pele, isso é muito importante para que você possa escolher os melhores produtos para a sua pele, evitando tanto o ressecamento como o excesso de oleosidade. 

A ideia é optar por cosméticos que valorizem o que a sua pele tem de melhor, prevenindo irritações, acne, dentre outros problemas comuns. 

Conheça os tipos de pele:

Seca: possui os poros pouco visíveis, baixa luminosidade e é mais propensa à descamação, vermelhidão, linhas e fissuras.

Oleosa: diferente da pele seca, apresenta uma alta produção de sebo, por isso, possui aspecto brilhante e seboso. Seus poros são mais dilatados e há uma forte tendência a formação de acne, cravos e espinhas.

Mista: o tipo mais comum de pele é a mista, que possui zonas de maior e menor oleosidade. Normalmente há uma maior produção de sebo e os poros são mais dilatados na “zona T’ do rosto, ou seja, na testa, no nariz e no queixo, tornando essa área propensa a acne. Enquanto isso, as bochechas e as extremidades são mais ressecadas, tornando-se mais opacas e propensas à linhas e fissuras. 

Pele saudável: embora não seja considerada um tipo de pele, precisamos saber reconhecer uma pele saudável. A pele saudável produz gordura de maneira equilibrada, apesar de sofrer influências genéticas e de fatores temporários. O tecido é macio e sua aparência jovial 

Celulite e estrias

Embora normalmente pensemos em procurar um especialista quando se trata de uma questão de saúde, o dermatologista também cuida da estética da pele. O profissional é indicado para a realização de tratamentos de imperfeições estéticas, como celulites e estrias. 

Os procedimentos oferecidos são bastante diversos, e incluem aplicação de toxina botulínica, preenchimento, microagulhamento, peelings, laserterapia e muito mais. 

Tratamentos antienvelhecimento 

Todos nós envelhecemos, os sinais da idade costumeiramente começam a aparecer entre os 30 e 40 anos de idade e vão se tornando cada vez mais acentuados. Embora inevitáveis, eles podem ser prevenidos e minimizados por meio do que chamamos de tratamentos antienvelhecimento. 

A ideia é controlar os sintomas do envelhecimento da pele, como rugas, linhas de expressão, manchas e flacidez. 

O dermatologista atua orientando ao paciente sobre como cuidar melhor da sua pele, quais cosméticos utilizar, como e com qual frequência. Além disso, é o responsável por conduzir procedimentos clínicos estéticos como: 

  • Ultrassom microfocado
  • Radiofrequência
  • Infravermelho
  • Toxina botulínica
  • Preenchedores, como o ácido hialurônico
  • Lasers fracionados
  • Microagulhamento
  • Luz intensa pulsada
  • Peelings químicos
  • Laser de CO2

Mau cheiro nas axilas ou nos pés

O suor em si não tem cheiro, o seu odor vem das bactérias da própria pele que se alimentam dele. Embora seja importante que usemos sabonetes e desodorantes para evitar os excessos, o suor e seu cheirinho são normais. 

Contudo, algumas pessoas produzem mau cheiro forte mesmo fazendo uma higiene adequada diariamente. Essa condição recebe o nome de bromidrose, e deve ser tratada. 

A consulta com o dermatologista é essencial ao diagnóstico, acompanhamento e tratamento do problema. 

Orientação de cuidados com a pele

Quem melhor que um especialista no tecido cutâneo para te ajudar a cuidar da saúde e da beleza da sua pele, não é mesmo? Por isso, a procura por orientações sobre como cuidar melhor da pele também é motivo para agendar uma consulta. 

A pele é o maior órgão do corpo e sofre agressões constantes, além de estar exposta aos danos causados pelos raios solares. O dermatologista irá te ajudar a manter essa parte externa do corpo saudável e bem cuidada. 

Além do mais, a pele dos bebês, crianças e adolescentes, precisam de uma atenção diferenciada. Você pode consultar aqui os Protetores solares infantis mais indicados.

Anteriormente vimos que o profissional é o responsável por identificar qual o seu tipo de pele, e assim orientar quanto aos melhores cosméticos para cada pessoa. Essa diferenciação também é relevante para prevenção de certos distúrbios, mais ou menos comuns a depender da oleosidade desse tecido. 

Se você sofre com acne, rosácea, hanseníase ou psoríase, por exemplo, o acompanhamento se torna ainda mais relevante. 

Prevenção de doenças

Algumas pessoas não dão a devida importância a consulta com o dermatologista mesmo após conhecerem todos os motivos para uma visita. A prevenção de doenças, inclusive de problemas graves como o câncer de pele, também é uma justificativa para a necessidade de procurar pelo profissional. 

Você sabia que 1 em cada 3 pessoas são afetadas por essa condição no Brasil? O câncer é uma doença grave, porém tratável, especialmente se diagnosticado de maneira precoce. 

É ainda possível preveni-lo, já que a incidência de raios solares é a principal responsável pelo seu desenvolvimento. 

Durante a consulta dermatológica o médico irá orientar seus pacientes sobre como prevenir não só essa, como diversas outras doenças de pele. Além disso, realizará uma série de exames de rotina que ajudam no diagnóstico precoce, aumentando as chances de um bom prognóstico.

Garantia de bem-estar e autoestima

Como podemos ver, seja por saúde ou estética, todos precisamos fazer uma visita ao dermatologista de vez em quando, esse é o caminho para garantir o nosso bem-estar e autoestima. 

Certamente a sua vida será melhor sem ter que lidar com incômodos ou constrangimentos relacionados a sua pele, unha e cabelos. De fato, todos nós vivemos melhor e com mais qualidade quando nos sentimos bem com nosso corpo e aparência física. 

Ninguém melhor que o especialista para te ajudar a cuidar da sua pele e mantê-la sempre saudável e bonita. O acompanhamento é ideal para o combate a alergias e irritações, prevenção de manchas, rugas e flacidez, e ainda ajuda no controle de celulites estrias. 

Quando retornar ao dermatologista

Assim como em outras áreas da saúde, é recomendado que você procure um dermatologista mesmo sem nenhum sinal de enfermidade. Como vimos anteriormente, o médico irá te ajudar a cuidar melhor da sua pele e a prevenir doenças, além de acompanhar  a sua saúde, possibilitando o diagnóstico precoce de doenças.

Não existe um número ou uma frequência ideal de visitas. Normalmente é orientado um check-up uma vez no ano pelo menos. No entanto, isso irá depender muito da condição atual da sua pele, dos seus hábitos e até mesmo da sua idade. Não poderíamos deixar de citar também a frequência de exposição solar. Pessoas que trabalham no sol sem proteção adequada devem visitar o médico a cada 3 ou 4 meses. 

Pessoas que estão em tratamento dermatológico devem realizar consultas frequentes, geralmente quinzenais ou mensais, conforme orientação médica. A visita é essencial para acompanhar os resultados do tratamento e para a inserção de novos métodos terapêuticos em casos de necessidade. 

Em suma, tudo depende da sua situação. Se você ainda não visitou o seu dermatologista ao longo desse último ano, talvez seja bom agendar uma consulta. Aproveite a oportunidade para tirar todas as suas dúvidas e perguntar a ele de quanto em quanto você deveria voltar ao consultório. 

E fique sempre atento. É crucial que você cumpra todas as orientações médicas à risca, e se comprometa com o tratamento. 

Como escolher o profissional adequado

Não basta procurar um dermatologista, você deve escolher um profissional experiente e dedicado para cuidar da sua pele. Como saber quem é o profissional adequado?

Vamos começar do básico. Procure saber se o médico realmente possui especialização ou residência em dermatologia, como vimos, para atuar na área, é necessário passar por esta etapa além da graduação, e realizar o seu devido registro no Conselho Federal de Medicina. 

Para tomar essa decisão, sugerimos também que você procure saber qual a opinião dos pacientes que se consultaram anteriormente com o profissional. Você conseguirá encontrar esses feedbacks pesquisando o nome da clínica ou do profissional no Google, por exemplo. 

Se for possível uma recomendação de um conhecido, melhor ainda. 

Seria interessante também que fosse escolhido um dermatologista com experiência em uma determinada a área. Se você procura alguém para realizar tratamentos antienvelhecimento, escolha um profissional reconhecido por essa expertise, se para acne ou qualquer outro distúrbio, da mesma forma. 

Nosso último conselho em relação a como escolher o profissional adequado é que você procure saber mais sobre a estrutura da clínica. O consultório possui infraestrutura para atendê-lo? Oferta tratamentos modernos e seguros aos seus pacientes? Faça um comparativo entre suas opções, isso te ajudará no momento da escolha.  

Consulta com Dermatologista

Agora que você já sabe quem é o dermatologista, quando procurar pelo especialista e ainda como escolher o melhor profissional para cuidar da saúde da sua pele, vamos falar um pouco sobre como é a consulta nessa especialidade. 

Geralmente, a consulta dermatológica tem início com a anamnese, uma breve entrevista onde o médico perguntará alguns detalhes sobre o seu histórico de saúde, hábitos de vida, profissão, e ainda procurará saber mais sobre a queixa, os sintomas e a duração das lesões apresentadas. A ideia é identificar informações que sejam úteis ao diagnóstico. 

Se houverem doenças pré-existentes ou se você fizer uso recorrente de alguma medicação, isso também deve ser mencionado neste momento. Não omita informações, as perguntas possuem um único objetivo: entender melhor o que está acontecendo com você. 

Em seguida o médico irá realizar o exame físico, examinando a pele de maneira geral e de forma especial a área onde está presente a queixa. Se necessário, é usado o dermatoscópio para uma análise aprofundada da lesão e também de pintas e manchas suspeitas.

Pelo menos na maioria dos casos esse estudo é suficiente para identificação do problema, porém, caso tal investigação não leve a um diagnóstico preciso, o médico lança mão de exames de sangue, micológico direto, cultura de fungos e biópsias da pele. 

Como se preparar para a consulta

Anote todas as suas dúvidas

A consulta com o dermatologista é o momento para tirar todas as suas dúvidas sobre como cuidar melhor da sua pele, como prevenir o envelhecimento precoce, ou mesmo questões mais peculiares em relação ao que você tem sentido. 

Para facilitar as coisas e garantir que você não esqueça nada, anote suas principais dúvidas e leve consigo ao consultório. 

Prepare seu psicológico 

Você não tem com o que se preocupar, embora todo atendimento médico cause uma certa ansiedade. De qualquer forma, vale a pena ir preparado para uma investigação completa: dos pés a cabeça, literalmente. 

O dermatologista irá avaliar cada detalhe da sua pele, manchas, pintas, celulites, estrias, observando com cuidado em busca de identificar alterações patológicas. 

Retire o esmalte das unhas 

Lembre-se que as unhas são um dos tecidos anexos da pele cuidados pelo dermatologista, sendo assim, vá a consulta sem esmalte para facilitar a avaliação. Muitos problemas de saúde afetam as unhas, e por isso podem ser diagnosticados por meio de alterações nessas estruturas. 

Não use maquiagem

Se as unhas devem estar livres, quanto mais o rosto. O ideal é que você não use maquiagem no momento da consulta para que o dermatologista possa observar com carinho as particularidades do seu rosto e possível alterações apresentadas. 

O corretivo, como as bases, são um grande empecilho nesse sentido, cobrindo rugas, manchas e acne no momento da consulta. 

Siga todas as orientações médicas

Ao longo de toda a consulta escute com atenção as recomendações e orientações do médico, tire todas as suas dúvidas e se disponha a fazer o que o especialista pedir. Não deixe de fazer os exames solicitados e usar os remédios prescritos.

Encontre um dermatologista em sua região

Com o BoaConsulta você pode agendar sua consulta a qualquer hora e de qualquer lugar!

Utilize quando e onde quiser, com total conforto e sem se preocupar com o horário de funcionamento do consultório ou clínica.

Acesse a plataforma, diga em qual local gostaria de encontrar o especialista e escolha a forma de pagamento. Você terá a sua disposição uma lista de dermatologistas próximos a você, os horários que ainda estão livre e ainda poderá acessar a opinião de outros pacientes. 

Agende sua consulta! 

Escreva um comentário