Um estudo recente acerca do câncer de mama é chamado de Oncomastologia. Mas você sabe o que esse termo define?

Mastologia é a especialidade que estuda as patologias da mama, que podem ser benignas ou malignas. A Oncologia consiste na especialidade que estuda os mais diversos tipos de cânceres, com grande ênfase em uma visão do mecanismo de formação tumoral – carcinogênese -, em estratégias de prevenção e grande foco no tratamento como um todo do paciente.

A Oncomastologia consiste em uma terminologia aplicada ao estudo das patologias malignas da mama.

É uma área em constante transformação, influenciada pelo surgimento frequente de novos conhecimentos, técnicas e tratamentos.

Os estudos na área tem impactado positivamente em resultados estéticos da mama, além de contribuir para a redução de sequelas e para o aumento da chance de cura das pacientes com câncer de mama. Esta constante transformação demanda um processo contínuo de atualização e aprendizado por parte do profissional de saúde.

Os estudos acerca da Oncomastologia causam resultados estéticos positivos

Com o advento de modernas técnicas de cirurgia oncoplástica da mama, de domínio cada vez maior do mastologista, é possível aumentar as chances de preservação das mamas e manter um bom resultado estético. Para os casos que se precisa realizar a retirada da mama, também é possível utilizar estas técnicas para a reconstrução imediata, o que certamente contribui para a qualidade de vida destas mulheres.

Em alguns casos muito específicos, a reconstrução imediata pode não ser aconselhada pelo médico, ficando então para um segundo momento, que pode ser de três a seis meses após o final do tratamento. Esse tipo de reconstrução leva em conta o tratamento adotado (quimioterapia e/ou radioterapia) e as condições clínica da paciente.

Vale ressaltar que o tratamento hoje com maiores chances de cura é a cirurgia conservadora da mama associada a radioterapia, ou seja, a preservação da mama é a melhor opção oncológica quando tecnicamente possível. Esse julgamento só é possível pela avaliação clínica e técnica do cirurgião de mama.

A indicação ou necessidade de quimioterapia tem reduzido bastante nos últimos anos, de acordo com o entendimento da biologia tumoral e aos modernos conhecimento da onco mastologia. A maioria das pacientes hoje em dia não necessitam de quimioterapia para os casos iniciais.

A Oncomastologia, apesar de recente, é um área que pretende melhor a qualidade de vida das pacientes que sofrem de patologias da mama. O estudo vem para revolucionar questões funcionais, estéticas e preventivas.

Escreva um comentário

Share This