Homem com dificuldade para socializar.

Dificuldade em Socializar: O que pode ser e como tratar?

Milhares de pessoas em todo o mundo apresentam certa dificuldade em socializar com outros indivíduos. Em alguns casos, porém, esse obstáculo pode ser maior do que o ideal, complicando assim sua vida. A fobia social se apresenta, então, como um impeditivo para que alguém interaja com colegas de trabalho, amigos ou mesmo familiares mais próximos.

Este tipo de comportamento pode aparecer como consequência de transtornos mentais, mas também de situações específicas. Na verdade, inúmeras são as razões que podem trazer esse medo ou mesmo a falta de vontade de se comunicar com outras pessoas. Em sua grande maioria, entretanto, são fatores que se iniciaram ainda na infância ou na adolescência do indivíduo.

Para entender melhor a dificuldade de socializar, confira os parágrafos abaixo. Neles, poderá compreender mais afundo o que é essa condição, quais são suas causas, seus riscos, sintomas e possíveis tratamentos.

O que é a dificuldade em socializar?

Não é difícil pensar em pessoas dentro de seu círculo de convívio que não sejam tão abertas às outras. Em geral, são mais calmas e tranquilas, evitam se expor e interagir com desconhecidos. Esse, porém, é um caso normal, sendo apenas um traço de sua personalidade. Há indivíduos, entretanto, que apresentam uma maior dificuldade de socializar, o que se reflete em consequências para suas vidas.

menina na cama com dificuldade em socializar

Normalmente, fala-se de um caso específico, em que o cidadão não apresenta vontade ou mesmo coragem de se aproximar de outros. O ser humano é, por natureza, um ser social, o qual necessita de contato com seus pares para viver plenamente. Logo, visualizar esse hábito de fugir de situações sociais pode ser, sim, sinal de um problema mais grave do que apenas a timidez.

Quando a dificuldade em socializar é um problema?

Antes de rotular alguém como antissocial, é preciso cuidado para entender ao certo o caso em questão. Algumas pessoas apresentam um maior grau de conforto em ficarem sozinhas, o que não representa risco algum. Na verdade, essa pode ser uma forma de se concentrarem em seus problemas, ou mesmo aliviar um pouco a mente. Além disso, diversos são aqueles que passam por uma fase mais introspectiva, com menos contato e mais solidão.

homem solitario na frente da janela

Se essa fase se prolongar demais, porém, faz-se necessária uma análise mais profunda para entender o que está havendo. Aqui, o que se vê é uma situação mais delicada, a qual pode trazer sérios problemas no futuro. Da vida pessoal à profissional, diversas são as situações que podem ser afetadas por tal comportamento. Se esse for o caso, a procura por um especialista pode ser a melhor indicação.

Quais os riscos da dificuldade em socializar?

Como mencionado mais acima, a socialização é uma necessidade básica do ser humano, junto à alimentação e à saúde. Dessa forma, apresentar certa dificuldade em socializar não é algo comum, em especial quando recorrente. Tal comportamento pode afetar a vida do cidadão, bem como seu futuro, principalmente se for referente a um receio ou falta de vontade. Pode-se citar como riscos dessa conduta pontos como:

riscos da dificuldade em socializar
  • Autoestima baixa;
  • Negatividade e pensamentos ruins;
  • Desempenho ruim na escola ou trabalho;
  • Problemas de relacionamentos;
  • Vício em drogas e álcool;
  • Distúrbios psicológicos como a depressão;
  • Isolamento e solidão.

Quais as causas da dificuldade em socializar?

Sendo a dificuldade em socializar um comportamento diferente do comum, se faz preciso analisar caso a caso para realizar um diagnóstico correto. O que pode complicar a assertividade da conclusão é o grande leque de opções disponíveis. As motivações para a conduta podem estar ligados a inúmeros pontos, que vão da hereditariedade a traumas passados e transtornos psicológicos. Assim, algumas dessas causas são:

Ambiente

Em muitos casos, o próprio ambiente em que o indivíduo se encontra é o responsável por seu comportamento. Essa é uma situação comum, principalmente em pacientes mais novos. Por vezes, crianças e adolescentes acabam criando tal estratégia como forma de defesa.

cidade grande vista de cima

Para não se arriscar na escola, eles optam por se privar do contato social, o que representa, em suas mentes, uma zona de conforto, em que ninguém poderá lhes fazer nenhum mal.

Genética

Outra explicação para casos de dificuldade em socializar pode ser a genética da pessoa, em especial a hereditariedade. Neste caso, pode haver uma tendência de desenvolver determinados transtornos, como a ansiedade social.

a dificuldade em socializar é genética?

Aqui, há uma resistência por parte do paciente em se expor aos demais, o que acaba trazendo outros problemas consigo. Em especial, cria-se o hábito de se excluir, o que dificulta tal aproximação com outras pessoas.

Traumas

Toda essa timidez pode ser, também, resultado de um trauma do passado que ainda afeta o indivíduo. É bastante comum, por exemplo, encontrar casos em que, ainda na infância, a pessoa sofre com alguma situação específica.

band-aid na rua representando traumas passados

Como forma de defesa, então, ela acaba criando uma barreira perante os demais, evitando assim novos traumas. Vale mencionar, porém, que esses não precisam ser casos absurdos, mas apenas episódios que a marcaram de alguma forma.   

Demandas específicas

Além dos traumas da infância, há também situações recentes que podem mexer com o psicológico de uma pessoa. Em especial, pode-se citar casos relacionados ao ambiente corporativo, como uma reunião, uma apresentação ou mesmo o começo em uma nova empresa.

demandas especificas podem causar dificuldade em socializar

É comum que episódios como esses desenvolvam certa timidez no indivíduo, independentemente de seu comportamento regular. É preciso ficar atento à duração desse evento para compreender sua relevância.

Transtornos psicológicos

Há, também, transtornos psicológicos que podem ter como sintomas a dificuldade em socializar. A ansiedade é o mais comum deles, afetando cerca de 19 milhões de brasileiros. Aqui, o foco está no medo de possíveis reações adversas das pessoas com que se resolve interagir.

transtornos psicologicos como a depressão

A depressão é outro distúrbio que pode afetar na capacidade de alguém se socializar, em especial pelo sentimento de angústia e baixa autoestima que o paciente apresenta.

Condições especiais

Por fim, se faz necessário mencionar algumas condições especiais que podem fazer com que alguém desenvolva uma dificuldade em socializar. Em geral, esses são casos em que uma características da pessoa se difere do que é tido como o normal.

menino com sindrome de down e dificuldade em socializar

Com isso, surge um receio em se expor a outras pessoas, independentemente da situação. Alguns exemplos para isso são a gagueira, deficiências físicas, mentais ou outras doenças que sejam visíveis e notáveis.

Quais os sintomas da dificuldade em socializar?

Engana-se quem pensa que é simples diagnosticar a dificuldade em socializar. Em diversos casos, o paciente apresenta um comportamento que, a princípio, pode ser considerado regular. Mas, ao se analisar mais profundamente, fica evidente o impasse que ele está passando. Por conta disso, pode-se dividir os sintomas de tal distúrbio em dois tipos.

Sintomas comportamentais

O primeiro tipo se refere ao comportamento do indivíduo, ou como ele responde às situações ao seu redor. Aqui, é possível verificar algumas atitudes que comprovam sua dificuldade em socializar, como:

loja cheia de pessoas
  • Medo de ser julgado;
  • Aquietação sem motivo;
  • Respostas breves e evasivas;
  • Inexistência de contato visual;
  • Recusa a lugares públicos, como banheiros, restaurantes, escola ou empresa;
  • Dificuldade em iniciar ou manter relacionamentos.

Em crianças, é simples analisar outras atitudes específicas dos pequenos, como birra, busca pelos pais e recusa ao contato com outras pessoas.

Sintomas físicos

Além destes, outra forma que tal distúrbio se apresenta é por meio de sintomas físicos, os quais impactam diretamente nos comportamentais, com tendência a aumentá-los. Alguns dos indícios mais comuns e rotineiros são os que seguem:

sintomas fisicos da dificuldade em socializar
  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Suor excessivo;
  • Enjoo, náuseas e dor no estômago;
  • Problemas digestivos;
  • Tensão muscular;
  • Confusão e desorientação;
  • Agitação nas mãos e pernas;
  • Perda de fôlego.

Qual o tratamento para a dificuldade em socializar?

Assim como qualquer transtorno psicológico, o tratamento para a dificuldade em socializar deve ser feito junto a um especialista. Neste caso, os mais indicados são o psicólogo, por meio da terapia, e o psiquiatra, que pode prescrever remédios. Em ambos os casos, porém, este é um processo demorado e que pode levar meses ou até anos para apresentar resultado.

tratamento para dificuldade em socializar

Vale destacar, também, que boa parte do tratamento necessitará do apoio e da motivação do paciente. Ao longo dele, em diversos momentos ele precisará se expor para, assim, vencer o transtorno. Dessa forma, este não é um processo simples, mas que visa comprovar para ele mesmo sua capacidade de socializar.

O que fazer com alguém que tem dificuldade em socializar?

Ainda que muitos possam considerar este apenas um traço da personalidade do indivíduo, a realidade é outra. A dificuldade em socializar pode sim ser um transtorno, o qual tem a possibilidade de evoluir e trazer maiores problemas ao paciente. Dito isso, o mais indicado é buscar por especialistas para realizar o correto diagnóstico. Nesse momento, o ideal é pesquisar em um local confiável.

O BoaConsulta é uma plataforma para agendamento de consultas e exames que apresenta uma experiência 100% online. Por meio de um processo simples, você entra em contato com o médico que deseja, a qualquer momento e com a segurança necessária.

Precisa agendar com um médico ou deseja ser atendido por teleconsulta? No BoaConsulta encontra as mais diversas especialidades médicas, agende sua conta e seja atendido presencialmente ou por teleconsulta.

Histórias recentes

Postagens similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.