Mulher idosa colocando mascara para proteger-se do COVID-19.
|

10 Principais dúvidas sobre Coronavírus respondidas por especialista!

Já faz mais de dois anos que o mundo enfrenta uma pandemia de COVID-19 ou Coronavírus como é popularmente chamado. Com os sintomas similares de uma gripe comum que em muitos casos evoluem para sintomas mais graves, a doença ainda deixa muitas dúvidas e receios em muita gente, sendo assim, neste post iremos esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto.

A COVID-19 é uma doença infecciosa, causada por um coronavírus e caracteriza-se por ser bastante contagiosa, principalmente por gotículas exaladas por pessoas infectadas, isso quando a mesma tosse, espirra ou exala o ar.

E diante da pandemia, apesar dos esforços das autoridades de saúde, dúvidas sobre o coronavírus costumam ser muito comuns e para sanar, nós separemos as 10 principais dúvidas sobre coronavírus e respondemos de forma simples e clara, confira.

Dúvidas sobre a COVID-19

Confira as principais dúvidas sobre o novo COVID-19 e quais ações você deve tomar a respeito de cada uma.

1. Apenas as pessoas com sintomas transmitem o vírus?

Diferente da grande maioria das infecções virais, no caso do coronavírus, ao que tudo indica, a transmissão acontece mesmo antes de surgirem os primeiros sintomas da doença. 

Até então, ainda não se sabe exatamente por quanto tempo dura essa transmissibilidade ou mesmo quando o doente elimina o vírus.  Por isso é tão importante que todos sigam as recomendações de prevenção. 

2. Quais produtos de limpeza matam o coronavírus?

O vírus possui uma capsula de gordura protetora, por isso, além do álcool 70%, outros produtos podem contribuir no seu combate, como exemplos podemos citar desinfetantes, detergentes, sabão e água sanitária. 

De acordo com Emílio Ribas, infectologista membro da Sociedade Brasileira de Infectologia, este agente não é muito complicado de matar, já que não resiste muito tempo no ambiente. 

3. Qual a mortalidade da doença causada pelo novo coronavírus?

Os números ainda não são seguros, contudo, pesquisas apontam uma mortalidade entre 2% e 3% na população com até 60 anos de idade. Os idosos são considerados grupos de risco e tendem a desenvolver um quadro mais grave da doença, o que leva a um aumento da sua mortalidade.

4. Qual é a orientação diante da detecção de um caso suspeito?

Diante de qualquer suspeita de coronavírus você deve permanecer em isolamento em casa, procurando as autoridades de saúde através do disque 136 para mais orientações. 

5. Como é feito o diagnóstico do novo coronavírus?

Já foram desenvolvidos alguns testes capazes de comprovar a presença do coronavírus. Geralmente, o diagnóstico se dá através da coleta de materiais respiratórios. São necessárias duas amostras, que são encaminhadas para o  Laboratório Central de Saúde Pública onde são analisadas. 

6. Qual o tratamento para o coronavírus?

Embora muitas pesquisas e testes estejam sendo feitos, ainda não temos um tratamento específico para o coronavírus. 

Em geral, é recomendado aos pacientes diagnosticados uma maior ingestão de líquidos, além de analgésicos e antitérmicos para contenção dos sintomas da doença. 

Pessoas com desconfortos respiratórios devem ser mantidas internadas e se necessário, utilizar o suporte em unidade terapia intensiva. 

7. Quanto tempo devem ficar afastadas pessoas que tiveram contato com caso suspeito ou confirmado?

A recomendação do Ministério da Saúde é que qualquer pessoa que tenha contato com alguém diagnosticado ou com suspeita de infecção seja mantida em isolamento domiciliar por pelo menos 14 dias, que é o período de incubação da doença. 

8. É possível ser infectado mais de uma vez por coronavírus?

Ainda não se sabe se a contaminação é suficiente para imunização. Algumas pessoas tem demonstrado reincidência da doença mesmo após um resultado de teste negativo indicando cura de uma primeira infecção. 

Contudo, não há nenhum estudo seguro ainda sobre o tema, por isso também não há certezas sobre essa questão. 

9. Qual mascara usar para me proteger do (COVID-19)?

Atualmente as máscaras mais recomendadas e com a maior eficiência são as do tipo PFF2, filtrando até 95% das partículas presentes no ar, inclusive as de Coronavírus. No entanto, é comum a utilização das máscaras caseiras ou cirúrgicas, mas estas nem sempre possuem o melhor tecido ou a melhor vedação.

Outra recomendação ao adquirir mascaras do tipo PFF2 é evitar as que possuem válvulas, optando pelas do tipo lisa, com elástico que se prendem atrás da cabeça, aumentando a eficiência e vedação da máscara.

10. Qual é o tempo de incubação do Coronavírus?

O período de incubação do vírus de covid-19, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) pode varias de 1 a 14 dias, normalmente se manifestando no 5º dia de infecção.

Vale ressaltar que mesmo antes da manifestação dos sintomas, a pessoa infectada já pode transmitir o vírus, ainda existem casos onde o paciente infectado, se mostra assintomático, ou seja, com ausência de quais quer sintomas característicos da doença.

Muitas dúvidas frequentes ainda permeiam a própria comunidade cientifica, que tem trabalhado duramente em pesquisas e testes em busca de conhecer melhor este vírus e a doença por ele causada.

Você esta com suspeita de coronavírus? Aqui no BoaConsulta você encontra os melhores médicos para consultas online!

Histórias recentes

Postagens similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.