Mulher com mania de limpeza limpando.
|

Tenho mania de limpeza o que pode ser? Entenda quando deixa de ser uma mania e passa a ser um problema!

Quem não gosta de ter a casa sempre limpa e organizada? Afinal de contas que mal tem isso, mas saiba que em alguns casos, existe sim um problema, pessoas com mania de limpeza, podem enfrentar severa angústia e sofrimento, e é sobre isso que iremos falar nesse post, continue lendo.

A primeira associação que fazemos quando alguém fala “Tenho mania de limpeza o que pode ser?” é a respeito do (TOC) Transtorno Obsessivo Compulsivo, devido a uma de suas várias características ser o exagero na higienização, seja da casa ou do próprio corpo.

No entanto, não podemos definir a mania de limpeza, como TOC até ela atender certos requisitos, como, por exemplo, tomar uma enorme quantidade de tempo prejudicando a realização de tarefas importantes ou ser reflexo de um pensamento obsessivo, do qual a pessoa tenta aliviar a ansiedade, através do comportamento repetitivo e exagero, como limpar a casa diversas vezes ao dia ou lavar as mãos a ponto de ferir-se.

E a respeito disso, existe muito confusão, desconhecimento e até mesmo preconceito, mas para ajudar você a compreender melhor esse assunto, preparamos um post completo para entendermo o que pode ser a sua mania de limpeza.

Mania de limpeza o que é?

Ter uma mania é algo natural, inerente a condição humana, algumas pessoas têm mania de só entrar em casa por determinada porta, outras apenas vão para o trabalho por determinado caminho, mas de modo algum isso representa um problema na vida de uma pessoa.

Dessa forma a mania de limpeza, não significa que a pessoa tem algum tipo de transtorno, mas simplesmente que ela gosta de manter o ambiente agradável para ela e seus familiares.

Diferente de um transtorno, a mania comum, não costuma tomar enormes quantidades de tempo de uma pessoa, e a pessoa apenas realiza essa ação de forma controlada e sem ter que repeti-la diversas vezes, ou necessita ser extremamente criteriosa no processo.

Ilustração diferença entre toc e mania.
Existe uma grande diferença entre TOC e Mania.

Por exemplo, estamos em tempos de pandemia de COVID-19, com isso a necessidade de tomar mais cuidados higiênicos se fez mais evidentes, obrigado as pessoas a passarem álcool nas mãos, usar mascaras e cuidar da descontaminação de seus ambientes de trabalho.

No entanto, isso é um comportamento controlado, não existe uma obsessão por trás, mas sim uma atitude voluntaria, para evitar a contaminação com o vírus.

Dessa forma, conseguimos concluir que a mania de limpeza, trata-se, na verdade, de um hábito, com objetivos simples, e sem prejuízo a vida da pessoa, e mesmo que uma pessoa tenha o habito mais acentuado que outra, não significa que tenha algum transtorno.

Agora quando essa “mania de limpeza” se torna algo que toma mais de 03 horas por dia, e é reflexo direto de um pensamento catastrófico, como o medo de morrer ou se contaminar com doenças, causando sofrimento a pessoa, talvez isso signifique um sintoma de TOC.

O que é TOC?

TOC ou Transtorno Obsessivo Compulsivo é um transtorno de curso crônico, pertencente ao grupo dos transtornos ansiosos e tem como base os pensamentos Obsessivos e comportamentos Compulsivos.

Caracteriza-se principalmente por preocupações em excesso, obsessões, pensamentos impróprios ou ruins, rituais, checagem excessiva, medo e hesitação, desconfortos, aflições, sentimento de culpa e até mesmo depressão.

Está listado entre as 10 doenças mais incapacitantes da atualidade, segundo a Organização Mundial da Saúde, afetando cerca de 2,5% da população mundial, se mostra como um transtorno preocupante e que debilita e consome a qualidade de vida de uma pessoa.

O portador do TOC é afetado por pensamentos obsessivos, como, por exemplo, o medo exagerado de se infectar com doenças infecciosas ou que essa doença infecte familiares e entes queridos.

Mulher limpando sua mesa.
Pessoas que limpam coisas com frequência são comumente associadas a pessoas com TOC.

Como reflexo dessa obsessão, surgem os comportamentos compulsivos, que segundo o nosso exemplo anterior, se refletiria em limpeza exagerada com produtos que prometem acabar com germes e bactéria da casa, temos também casos onde a pessoa se higieniza exageradamente, como lavar as mãos a ponto de machucar-se ou tomar diversos banhos longos e demorados.

Essa compulsão é apresentada, como um meio que a pessoa tem de lidar com a ansiedade, angústia e sofrimento gerado pelo pensamento obsessivo e a pessoa acredita que ao fazer determinada ação, pode resolver o problema.

Mania de limpeza X TOC

Com os tópicos a cima, conseguimos criar uma diferenciação de como é o comportamento de uma simples mania e o TOC, mas vamos resumir de forma simples as diferenças de base, confira.

Estamos falando de uma mania, quando o comportamento é comum, não oferece danos a rotina da pessoa, muito menos provoca sofrimento, sendo apenas uma ação comum e prazerosa do dia a dia da pessoa.

Quando falamos do Transtorno Obsessivo Compulsivo, estamos falando de comportamentos repetitivos, que tomam um grande período no dia da pessoa, incapacitando que a mesma realize atividades importantes, gerando angústia, desgosto, sofrimento e sensação de vergonha em alguns casos.

Confira alguns exemplos de quando a mania pode ter se transformado em um problema:

  • A pessoa passa mais de 03h por dia na limpeza da casa e as vezes repete;
  • A pessoa lava as mãos de hora em hora, provocando vermelhidão e hematomas devido o exagero;
  • Preocupação exagerada com sujeira, germes ou ácaros e está constantemente desinfetando objetos, como o celular, por exemplo;
  • Deixar de participar de eventos sociais, para não perder tempo de limpeza;
  • Não deixar que se realize eventos na própria casa, porque ela precisa estar sempre limpa, à todo momento;
  • Restringe os cômodos da casa a família, proíbe visitas para que a casa não fique suja;
  • Necessidade constante em verificar se tudo se encontra limpo ou no lugar; 
  • Necessidade para limpar objetos que geralmente não são limpos, como cartão de crédito, celular, a embalagem do leite, ou chave do carro, por exemplo.

Como tratar o transtorno?

Se o seu caso for TOC o diagnóstico e tratamento deve ser realizado por um psicólogo ou um psiquiatra especialista em TOC.

As formas mais comuns de tratamento, são através de fármacos ansiolíticos com propriedades de recaptação seletiva de serotonina, recomendadas pelo médico psiquiatra. Em conjunto aos fármacos, para maximizar os resultados, será necessário um acompanhamento com um psicólogo, com a abordagem cognitivo-comportamental.

O mais importante quando falamos em tratamento, é não ter preconceito, muito menos vergonha, ao perceber os sintomas, procure ajuda de um profissional.

Precisa realizar o diagnóstico ou tratamento de TOC? Aqui no BoaConsulta você encontra os melhores psicólogos e médicos psiquiatras e especialistas em TOC, agende sua consulta online e seja atendido por videochamada ou presencialmente.

Histórias recentes

Postagens similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.