medo constante o que pode ser.

Medo Constante: O que pode ser essa sensação ruim?

Diversas pessoas apresentam um medo constante ao longo de suas vidas, o que pode ser um sinal perigoso. Em geral, essa sensação de que algo ruim irá acontecer pode estar ligada a transtornos psicológicos. Entre eles, destacam-se a depressão, a ansiedade e a síndrome do pânico. Independentemente da causa, porém, os sintomas são fortes e dificultam a rotina do indivíduo.

Esse temor pode estar ligados a inúmeras situações, que vão da morte à perda de alguém próximo. Em todos os casos, porém, a pessoa se apresenta em uma crise, a qual a paralisa e a impede de viver.

Por conta disso, a busca por especialistas é primordial, bem como seguir o tratamento por eles recomendado. Em alguns casos, pequenas mudanças em seu dia a dia podem surtir efeitos bastante positivos.

Para entender mais sobre o medo constante e como ele pode te afetar, confira os parágrafos a seguir. Mais do que isso, descubra as possíveis causas, os sintomas e os tratamentos mais indicados pelos médicos.

O que é o medo constante?

Necessário para a sobrevivência de qualquer ser vivo, o medo é um sentimento positivo para a evolução. Na prática, ele sinaliza um perigo eminente, fazendo com que a pessoa fique atenta ao seu redor. Em geral, porém, essa sensação se dá em situações específicas, que podem refletir traumas ou receios do indivíduo.

Bons exemplos para isso são o medo de altura, de determinados animais ou mesmo de se apresentar em público.

o que pode ser medo constante

Esses, entretanto, são casos considerados comuns e que ocorrem com certa frequência. O medo constante, por sua vez, se refere a um sentimento de receio que não apresenta um motivo aparente. Aqui, a pessoa tende a ficar em um estado de alerta desnecessário, temendo por sua vida, de seus amigos e familiares. Ao contrário do usual, essa sensação não é comum, o que acende um sinal de preocupação dos envolvidos. E, de fato, este é um cenário que deve ser investigado mais afundo.

Como o medo constante afeta o indivíduo?

Seguindo a lógica do tópico anterior, é simples compreender as formas como o medo constante pode afetar um indivíduo. Normalmente, ao se ver em tal situação, a pessoa fica paralisada, estando inapta a viver sua vida de maneira natural. O que se vê nesse caso, então, são pacientes que param de sair de casa, se relacionar com seus amigos e familiares e cumprir seus compromissos, pessoais e profissionais.

brinquedo lego simulando efeitos de transtornos mentais

Por consequência de tudo isso, é comum que esse temor generalizado afete toda a vida do indivíduo. De seu trabalho ao seus relacionamentos amorosos, sociais e familiares, todos são abalado diretamente pelo transtorno. Com isso, cada vez mais a pessoa tende a se prender e se excluir. Se não for tratado corretamente, o distúrbio pode trazer sequelas para todo o resto de sua vivência.

Quais as causas do medo constante?

A princípio, esse temor generalizado está ligado a distúrbios psicológicos, os quais podem ser provenientes de inúmeras situações. O mais indicado, portanto, é buscar por um médico especialista, que poderá realizar o correto diagnóstico desse caso. Ainda assim, em geral, essa sensação está ligada a um dos três pontos descritos logo abaixo.

Transtorno de ansiedade

Uma das causas mais comuns para o medo constante é o transtorno de ansiedade. Esse distúrbio afeta cerca de 9,3% da população brasileira de acordo com a Organização Mundial da Saúde — OMS. Novamente, esse é um sentimento inerente ao ser humano, mas que, em determinados casos, acaba extrapolando o limite saudável.

medo constante e ansiedade

Com isso, a pessoa fica sempre em estado de alerta, pensando em inúmeras possibilidades que podem ou não se concretizar. Na prática, então, o indivíduo não vive o hoje, estando sempre focado em realidades alternativas — em sua maioria negativas.

Depressão

Ainda que muitos se confundam e acabem misturando os dois transtornos, a depressão se difere da ansiedade em alguns pontos. Basicamente, aqui o foco está em uma tristeza profunda acompanhada de angústia, autoestima baixa, culpa e medo constante.

distúrbio mental depressão

As motivações para o aparecimento de tal distúrbio podem estar ligadas a diversos fatores, entre os quais traumas recentes, genética ou alterações químicas no cérebro do paciente. Ela pode ser diagnosticada como leve, moderada ou grave, na qual se faz necessário a busca imediata por um especialista.

Síndrome do pânico

Outra possibilidade para esse medo constante é a síndrome do pânico, que pode ou não estar ligada aos fatores acima. A doença se caracteriza por crises inesperadas e inexplicáveis. Nessas situações, é comum que o indivíduo apresente medo e desespero repentinos, causando um estado de agonia.

ataque de pânico e medo constante

Em geral, tais crises contam com duração de cerca de 10 minutos, afetando a respiração, os pensamentos e a locomoção do paciente. Para ele, porém, a sensação é de um perigo eminente e a perda do controle de seu corpo.

Quais os sintomas do medo constante?

Independentemente da causa do medo constante, os sintomas são bastante parecidos, em especial com a síndrome do pânico. Com isso, o indivíduo fica em um estado de alerta contínuo e praticamente ininterrupto. Sem um motivo palpável, o que se vê é um desespero que não se justifica, mantendo-o em vigilância.

sintomas de transtornos mentais

Fisicamente, é possível visualizar suor excessivo, aumento da frequência cardíaca, calafrios, tremores ou mesmo formigamento. Em casos mais graves, o indivíduo pode apresentar, também, náuseas e enjoo, dores no peito, tontura e sensação de sufocamento. Tudo isso apenas o motiva a continuar em alerta, complicando ainda mais o quadro.

Quais os tratamentos para o medo constante?

Como explicado mais acima, antes de pensar no tratamento se faz necessário buscar por um especialista para realizar o correto diagnóstico. A depender da causa do medo constante, diversos tratamentos podem ser sugeridos. Alguns são puramente psicológicos, enquanto outros precisam do auxílio de medicamentos. Independentemente do caso, é preciso confiar no médico e seguir à risca o que for passado.

Terapia

A forma mais comum de se lidar com distúrbios psicológicos é por meio da terapia, de preferência junto a um psicólogo. Aqui, o paciente fará algumas sessões junto ao profissional para identificar as possíveis causas de tal transtorno. Da sua infância aos acontecimentos mais recentes, tudo será analisado para buscar a motivação de tal medo constante.

terapia com psicologo

Vale a pena mencionar, entretanto, que o tratamento pode durar por meses ou até anos, a depender do quadro verificado. Outro ponto importante é que, para ter efeito, necessita do apoio do indivíduo, possibilitando assim que o especialista faça seu trabalho.

Medicamentos

Em alguns casos, se faz preciso um auxílio de medicamentos mesmo com a realização de sessões de terapia. Basicamente, a função dos remédios é a de acalmar o paciente e dar a ele um ambiente mais propício para que ele cuide de sua mente. Para isso, porém, outro profissional é indicado, o psiquiatra, que analisará também a parte química do indivíduo.

medicamentos para medo constante

Atualmente, inúmeras são as possibilidades de medicamentos disponíveis no mercado, mas é interessante conversar bastante com o médico. Todos eles contam com efeitos colaterais, os quais devem ser verificados para garantir a eficácia do tratamento e seu custo-benefício.

Estilo de vida

Por fim, é possível realizar um tratamento mais natural, apenas com atitudes diárias. A prática de exercícios físicos é extremamente benéfica para a mente, bem como sair com amigos, conversar e se conectar à natureza. Outro ponto de destaque está na alimentação, que pode auxiliar no tratamento como um todo.

mudanças de estilo de vida como a yoga

Todos esses fatores, entretanto, não garantem uma cura para o diagnóstico, servindo mais como ajudantes do processo. Por isso, ainda assim se faz necessária a vista aos especialistas para garantir os resultados esperados.

O que fazer com alguém que apresenta medo constante?

Para amigos e familiares, não é difícil perceber uma situação em que alguém apresente medo constante. Nesse momento, o mais indicado é tentar conversar com o indivíduo e fazê-lo se acalmar. Em seguida, a procura por um especialista é essencial para que o quadro não se agrave ou volte a acontecer. E, por ser um assunto delicado, é primordial que essa busca seja feita em um local confiável.

O BoaConsulta é uma plataforma para agendamento de consultas e exames que apresenta uma experiência 100% online. Por meio de um processo simples, você entra em contato com o médico que deseja, a qualquer momento e com a segurança necessária.

Precisa agendar com um médico ou deseja ser atendido por teleconsulta? No BoaConsulta encontra as mais diversas especialidades médicas, agende sua conta e seja atendido presencialmente ou por teleconsulta.

Histórias recentes

Postagens similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.