O médico urologista é o especialista que cuida do trato urinário e do sistema reprodutor de homens. Pode cuidar também do trato urinário de mulheres. Portanto, o urologista diagnostica as doenças que acometem os seguintes órgãos:

  • Trato Urinário: rins, ureteres, bexiga e uretra;
  • Trato Genital Masculino: testículos, epidídimos, ductos deferentes, próstata e pênis.

Devido à extensa área em que o urologista é especialista, são muitas as doenças que atingem tais regiões. As principais são infecções urinárias, cálculos renais, DSTs, câncer de próstata, entre outras.

Para levar a conscientização e o debate sobre o câncer de próstata à população, o dia 17 de novembro é reconhecido como o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

As origens desta data estão no Movember, movimento australiano surgido a partir de 2003, que consistia em cultivo de um bigode no mês de novembro, com um único objetivo: lembrar das doenças do homem. Desde então, o movimento ganhou corpo e se espalhou pelo mundo.

A partir de 2008, a campanha Novembro Azul teve início no Brasil com apoio da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) e hoje é referência na lembrança da prevenção e cuidados nas mais variadas doenças do sexo masculino, dentre elas o câncer mais comum do homem, o de próstata.

As projeções mundiais mostram um aumento de 80% dos casos de câncer de próstata nos próximos 10 anos. Sabemos que estes tumores têm altíssimas taxas de cura quando detectados de forma precoce; e as medidas de rastreamento – popularmente conhecido como exames de rotina da próstata, que inclui o PSA e o exame de toque retal – é nossa melhor arma.

Além disso, estatisticamente sabemos que mais da metade dos homens (51%) até os 35 anos nunca foram ao urologista! Será que eles não têm doenças? Ou menos ainda: será mesmo que não têm dúvidas genito-urinárias?

As mulheres, sempre mais precavidas, costumam visitar médicos desde a puberdade e realizam exames periodicamente. Já faz parte do hábito e da cultura do mundo feminino. Isso tem um grande impacto na saúde delas… 

Para os homens, o urologista assume papel central, pois, em muitas ocasiões é o primeiro médico que muitos deles têm contato. Se para as mulheres o ginecologista é o médico de confiança, para os homens o urologista deveria exercer a mesma função, e é justamente isto que a campanha Novembro Azul busca trazer.

Entre os principais motivos para a consulta com o urologista, estão o diagnóstico das seguintes anomalias:

  • Câncer de próstata;
  • Câncer de testículo;
  • DSTs;
  • Disfunção sexual erétil;
  • Alterações penianas e escrotais.

E, mesmo nos casos de pacientes sadios, reforça-se a busca por autoconhecimento. Afinal, como saber se há alterações se você não sabe o que é normal?

Para ilustrar a importância do tema, recentemente tive a felicidade de diagnosticar um câncer de próstata em um paciente de 60 anos que nunca havia feito exame de toque retal. Há 2 anos tinha realizado apenas exame de sangue (PSA) e pelo fato de estar normal julgou não haver necessidade da realização do toque. Porém, após uma longa conversa e explicação da importância do exame, pude identificar um nódulo endurecido que posteriormente foi confirmado em biópsia. Realizamos a cirurgia para retirada completa da próstata e hoje o paciente encontra-se curado da doença.

Não tenha medo. É preciso tocar nesse assunto!

Agende uma consulta com seu urologista e tire todas as suas dúvidas!

Escreva um comentário

Share This