Operar pedra na vesícula.

Pedra na vesícula: o que acontece se não operar?

Atualmente, o dia a dia corrido é estressante para boa parte das pessoas, e isso faz com que, eventualmente, a gente acabe optando por adiar uma série de coisas importantes, algumas que podem até colocar a nossa saúde em risco. Pensando nisso, preparamos um post mostrando o que pode acontecer se você não operar uma pedra na vesícula.

Mesmo que os sintomas possam ser controlados com o uso de analgésicos e anti-inflamatórios, você não deve deixar de procurar um médico gastroenterologista de confiança, tanto para ter um diagnóstico preciso quanto para traçar a conduta mais adequada para o seu caso. Continue lendo e aprenda mais sobre o tema.

Afinal, o que é pedra na vesícula?

A vesícula biliar é um pequeno órgão que fica situado junto ao fígado e, muitas vezes, só nos damos conta da sua existência quando começa a doer. Sua função principal é a de ser uma espécie de reservatório, armazenando um fluido denominado bile, fundamental para a digestão de gorduras e absorção de algumas vitaminas.

Ilustração vesícula biliar.
A vesícula biliar é uma espécia de reservatório, para guardar a bile.

Eventualmente, a bile pode formar os temidos e dolorosos cálculos biliares. Com isso, a pessoa tende a sentir dores intensas, especialmente cólicas abdominais, logo abaixo das costelas. Náuseas e vômitos também podem estar presentes, assim como febre e problemas digestivos, com intensidades e frequência diferentes. 

É preciso operar a pedra na vesícula?

Uma das dúvidas mais comuns entre quem tem pedra na vesícula é sobre a necessidade de operar. Como o quadro pode ter sintomas leves e a dor pode ser controlada, não é raro que a pessoa opte por adiar o procedimento, para voltar à rotina de trabalho ou estudos, por exemplo. Entretanto, essa pode não ser uma boa ideia. 

Médico examinando sintoma de pedra na vesícula.
Pedras na vesícula precisam de cuidados médicos, pois podem se agravar.

Esse adiamento é pouco recomendável e pode gerar situações de risco, pois os cálculos tendem a migrar por meio dos canais que transportam a bile, criando uma série de problemas, alguns dos quais potencialmente graves. Entre eles, estão cólicas abdominais incapacitantes, colecistite, coledocolitíase, colangite e até mesmo pancreatite aguda.

Qual médico procurar com pedra na vesícula?

Quando você apresenta sintomas de pedra na vesícula, o mais indicado é buscar o atendimento de um gastroenterologista ou um cirurgião geral. No entanto, se você não tiver certeza do quadro, não tem problema: todas as especialidades médicas são capacitadas para fazer o diagnóstico, solicitar os devidos exames e traçar a conduta inicial.

Médico com ilustração de vesícula entre as mãos.
O diagnóstico de pedra na vesícula deve ser feito por um médico gastroenterologista.

As cirurgias, hoje em dia, são muito mais rápidas e seguras, feitas por videolaparoscopia (técnica que usa uma pequena câmera ótica na operação). Com isso, você resolve o seu problema quanto antes, evitando uma série de complicações desnecessárias, como inflamações, infecções e outras doenças mais graves. O mais importante é não perder tempo e procurar por um bom profissional.

Agora você já sabe que não deve postergar a cirurgia quando sofrer com uma ou mais pedras na vesícula, não é mesmo?

Desconfia que pode estar com pedra na vesícula? Aqui no BoaConsulta, você contra os melhores médicos clínicos gerais e gastroenterologistas, agende sua consulta e se atendido presencialmente ou por teleconsulta.

Histórias recentes

Postagens similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.