Atualmente a odontologia está expandindo em uma velocidade absurda. Antes, ela era ligada apenas a tratamentos odontológicos, mas agora com as evoluções odontológicas, ela caminha lado a lado com a estética, não se restringindo apenas aos dentes, mas tratando o paciente em relação à saúde e o bem-estar geral.

A estética orofacial, (também conhecida como harmonização orofacial), tornou-se uma das realidades em relação à estética no consultório dos dentistas que passaram por uma capacitação, deixando-os aptos para que eles possam tornar os traços da face mais equilibrados sem interferir nas funções básicas da cavidade oral. Afinal, nos dias de hoje muitas pessoas desejam e buscam, além de um sorriso bonito e branquinho, ter um rosto mais harmônico, e a harmonização orofacial tem essa função.

Parece interessante? Então, veja a seguir mais informações sobre este procedimento:

Para o que serve a estética orofacial?

A harmonização orofacial é uma parte da odontologia que se encarrega de fazer a harmonia e o restabelecimento das funções orais, tanto mastigatória como respiratória.

Por meio da remodelagem óssea, correção da postura dos músculos faciais e correção da respiração, o profissional consegue proporcionar harmonia dental e funcional, além do rejuvenescimento facial.

O objetivo dessa especialidade odontológica junto com a estética é:

  • Restauração da mastigação;
  • Diminuir as dores de cabeça e na articulação da mandíbula;
  • Estimular a respiração pelo nariz;
  • Melhorar as alergias e a apneia do sono;
  • Corrigir a mordida e a posição dos dentes;
  • Aumentar o sucesso da colocação de implantes.

Atuação do dentista no ramo

Ao atuar neste ramo de estética orofacial e com a harmonização orofacial, o cirurgião dentista deve passar por uma pós-graduação ou especialização. Nesses cursos o profissional aprende não só harmonização orofacial, mas também diversos procedimentos que podem ser feitos.

Sendo assim, juntamente com as técnicas, o dentista deve comandar as recomendações e as contraindicações de cada procedimento, ter a clareza de explicá-los ao seu paciente e passar a segurança no momento de executá-los.

Procedimentos realizados na odontologia junto com a estética

Existem inúmeras técnicas que podem ser utilizadas nessa área além da harmonização orofacial, entre eles, alguns procedimentos buscam a estética e recuperação da juventude, já outros, aprimorar algumas funções básicas que foram perdidas ao longo do tempo.

Alguns métodos utilizados são: aplicação de toxina botulínica, o famoso botox, é uma neurotoxina utilizada em casos de assimetria facial, rangimento ou apertamento dos dentes, dores de cabeça que são causadas por tensão e eliminação de rugas. Essa técnica pode ser aplicada em pessoas que mostram muito a gengiva ao sorrir.

Fios de dermosustentação e preenchimento com ácido hialurônico, essas duas técnicas sustentam melhor o preenchimento e sustentação de partes do rosto, melhoram a estética orofacial e promovem a simetria da face. Já o ácido hialurônico, é uma substância produzida pelo nosso próprio corpo, então não causa quaisquer problemas.

Bichectomia é uma cirurgia simples em que a recuperação é rápida. Ela é responsável pela retirada de acúmulos de gordura que são localizados embaixo da maçã do nosso rosto. Esse procedimento é indicado para pessoas que mordem as bochechas ao dormir, além de deixar o rosto mais alongado e dar efeito de blush, as mulheres amam esse procedimento.

Já a harmonização orofacial, vamos esclarecer um pouco mais sobre esse procedimento que está em alta e, agora também pode ser encontrada em clínicas odontológicas.

A harmonização proporciona um equilíbrio entre a relação estética e funcional tanto do sorriso, quanto do rosto do paciente. É um procedimento que corrige a assimetria e melhora as proporções faciais, garantindo um aspecto rejuvenescido da região. Além de cuidar do bem-estar e saúde, também aumenta a autoestima do paciente.

Mas antes do procedimento ser realizado, o cirurgião dentista faz uma avaliação das estruturas do rosto, do sorriso, das arcadas dentárias e também das principais queixas do paciente. Sendo assim, com todas essas informações, o dentista consegue propor ao paciente um plano mais personalizado que engloba tratamentos dentários e faciais, proporcionando mais comodidade à pessoa em questão.

Como é feito o procedimento de harmonização orofacial?

O procedimento de harmonização orofacial depende muito da preferência de cada pessoa e a partir disso, a dúvida de muitas delas é se o procedimento pode ser feito apenas com toxina botulínica. Porém, a resposta é não.

Mas por quê?

É que apesar da toxina botulínica ser a substância mais usada na harmonização orofacial, ela não é a única alternativa de utilização, já que também podem ser utilizados ácido hialurônico, bioestimuladores, plasma rico em plaquetas, fios de sustentação e fios PDO.

No entanto, a toxina vai muito além da estética, pois proporciona muitos benefícios para a saúde bucal. Ela é frequentemente utilizada, a fim de suavizar rugas e linhas de expressão e com o grande avanço dos estudos clínicos, atualmente podemos ter um número maior de indicações com a toxina.

E por fim, a harmonização orofacial. Um procedimento que promove a autoestima e bem-estar dos pacientes, o grande motivo de estar tão em alta. Ainda mais agora que em clínicas odontológicas também prestam serviços estéticos como a harmonização orofacial.

Todos os procedimentos citados são apenas alguns exemplos de harmonização orofacial, mas nos dias de hoje existem muitas novidades no mundo da odontologia e que podem te ajudar a ter mais qualidade de vida, além de elevar o seu bem-estar e autoestima. Basta procurar o seu profissional de confiança e ver qual o melhor procedimento para promover a saúde em você.

Geralmente, os procedimentos de harmonização orofacial são confiáveis e seguros, mas ainda assim é importante procurar um profissional qualificado. Afinal, quando o assunto é a nossa face temos que sentir total segurança em qualquer procedimento, não é mesmo?

Também não esqueça do seu dentista!  Ele é quem irá fazer uma avaliação para saber se o você precisa de algum tratamento ortodôntico antes de realizar o procedimento de harmonização facial.

Agora que você conhece um pouco mais sobre harmonização orofacial, é só marcar uma consulta com um bom profissional e descobrir qual é o tratamento mais indicado a você. E não vale esquecer, todos os procedimentos só serão seguros se realizados por um especialista.

Produtora de Conteúdo do Clínica Ideal  

Naymara Ribeiro

Escreva um comentário

Share This