Mulher sentada sozinha em uma mesa ao ar livre.
|

O que significa quando uma pessoa se isola? Como saber quando isso deixa de ser normal? Entenda mais sobre isso!

O início da humanidade foi marcado por uma constatação desde sempre muito clara. Para sobreviver e viver era preciso estar em grupos.

Era através desses grupos que as tarefas podiam ser delegadas de forma igual para que todos tivessem seu papel na sobrevivência do grupo. 

A caça, os cuidados com os menores, a força para cuidar da segurança, a escolha do território, logo em seguida a prática do plantio, as colheitas, escolha de líderes e ações comunitárias. Todo o fundamento do que nos tornamos hoje só foi possível porque sempre nos mantivemos em grupos. 

Hoje em dia pode ter se tornado algo tão comum em nosso dia a dia, que muitas vezes não paramos para prestar atenção como é fundamental a ideia de criarmos as nossas comunidades e sociedades.

O homem é um ser social e suas práticas devem sempre ser voltadas de forma que se leve em conta essa nossa condição. Nada do que conhecemos hoje existiria se o homem não trabalhasse em conjunto com outros, é a união das forças braçais que mantém indústrias, comércios, laboratórios, educação e tantas outras instituições das quais somos dependentes como seres humanos. 

Essa dependência para realização de objetivos materiais mantém nossos padrões e valores. No entanto, engana-se quem pensa que o homem necessita de uma vivência em grupo apenas para se manter física e materialmente. 

A psique humana também foi moldada de maneira que necessitasse de companhias até mesmo para manter sua sanidade. Essa dependência leva o homem a não poder estar sozinho, também para suprir seu lado espiritual e psicológico.

Condições básicas para ser um humano melhor são a sua necessidade de:

  • Amor;
  • Afeto; 
  • Atenção; 
  • Diálogos; 
  • Compreensão;
  • Entre muitas outras necessidades que vão além das condições materiais para a criação de comunidades. 

Pessoas necessitam de uma motivação para seguir em frente, normalmente o que alimenta essa motivação são seus conceitos e espiritualidade, que faz alguma abrangência sobre crenças, algo que o motive sempre por acreditar em algo maior para o que nós fomos destinados.

Nós não criamos sociedades e regras apenas porque queremos, fazemos isso porque essa é uma necessidade do ser humano. 

Quando uma pessoa tenta realizar o intento de manter-se isolado de tudo e de todos, as possibilidades de esse humano desenvolver fortes distúrbios mentais é grande, pois possuímos de forma inerente a nossa natureza a necessidade de socializar. 

É normal querer ficar sozinho?

Como qualquer coisa em nossas vidas, é preciso buscar o equilíbrio nessa questão. Estamos vivenciando um século naturalmente barulhento, digamos assim.

Tudo se tem ao alcance das mãos. Todos os tipos possíveis de tecnologia são fáceis de se conseguir. 

Com as cidades grandes, repletas de casas, prédios, carros, motos, indústrias e tantas outras invenções humanas que podem ser altamente desgastantes, é normal que uma pessoa sinta estafa pela necessidade de momentos de calmaria, silêncio e inclusive solidão. 

Proporcionar para si próprio momentos de introspecção podem ser muito benéficos tanto para a sua saúde mental quanto física. Muitas mulheres, por exemplo, já começam o seu dia de forma tão ativa que mal conseguem perceber o quanto o cansaço de tantas atividades diárias podem ser estafantes. 

Mulher sozinha sentada na janela refletindo.
Ficar sozinho (a) as vezes pode ser benéfico, desde que não seja em excesso.

Acordam, levantam, preparam café da manhã, saem para trabalhar, levam as crianças para escola, buscam, fazem mercado, cozinham, ajudam com o dever de casa, cuidam da casa e ainda precisam cuidar do marido, que muitas vezes, só tem tempo para o seu trabalho e chegam em casa para encontrar tudo pronto. 

Muitos homens passam o seu dia correndo feito loucos para realizar seu trabalho com perfeição, enfrentam trânsito, patrão e ainda chegam em casa tarde e precisam dar atenção para sua família. 

A vida torna-se muito mais um amontoado de desafios cansativos do que momentos de prazer e tranquilidade. Pessoas que passam por esse tipo de rotina tem o direito de pedir por um pouco de silêncio e solidão, é algo que deveria fazer parte do dia ou mesmo da semana de qualquer um. 

Mas quando essa necessidade ultrapassa a barreira da necessidade desequilibra a balança, torna-se muito perigosa para a nossa natureza humana. 

Momentos de introspecção durante uma caminhada, uma trilha, um fim de semana que você queira tirar para ler um bom livro ou assistir filmes que só agradam você é normal e deveriam fazer parte da rotina de qualquer um, nossa mente também precisa de silêncio para que ela seja alimentada com nossos próprios pensamentos e sensações. 

Mas, se você estiver atrapalhando o seu dia a dia porque sente dificuldades de lidar com outras pessoas, está na hora de buscar ajuda.

Pessoas que buscam um isolamento de vez em quando por necessitar estudar, meditar, se exercitar, trabalhar, fazem por necessidade e tudo é normal desde que não se torne um hábito irreparável. 

Quando a solidão se torna um problema

Isolar-se pode ser tanto um desejo normal para realizar momentos de introspecção e paz, quanto pode ser um problema relacionado a certos distúrbios ou limitações sociais

Existem alguns transtornos específicos que fazem com que as pessoas tenham muita dificuldade de se relacionar com outras. 

Autismo – Embora possa variar de acordo com grau e pessoa. Esse distúrbio tem por característica marcante a dificuldade do autista de se relacionar e desenvolver habilidades de comunicação. 

Síndrome de Asperger – Pessoas que têm essa síndrome possuem muita dificuldade de se relacionar socialmente e não conseguem se expressar devidamente. Seus interesses e comportamento são considerados estranhos pela maioria das pessoas, eles entendem tudo de forma literal e não compreendem nada de sarcasmo ou ironia, por exemplo. 

Síndrome de savant – Pessoas com essa síndrome têm sérias dificuldades para estabelecer relações sociais e desenvolver habilidades comunicativas. Elas podem decorar livros inteiros ou fazer cálculos mentais utilizando números com mais de sete dígitos, mas seus déficits mentais os impedem de compreender o que lhe é transmitido. 

Esquizofrenia – Esse é um transtorno mental muito grave que faz com que uma pessoa esquizofrênica tenha alucinações e perca a habilidade de reconhecer o que é ou não real. Como consequência dessa condição, a pessoa tem seu comportamento totalmente alterado e passa a viver de forma indiferente a demonstrações afetivas e de forma isolada, socialmente falando. 

Ansiedade Este distúrbio consiste em um medo irracional de qualquer coisa, pode variar de acordo com a pessoa. Muitas vezes um ataque de ansiedade pode acontecer pela simples sensação de que algo pode acontecer. Pode ter relação com medo de falar com outras pessoas, por exemplo, e isso pode gerar solidão, devido a dificuldade de estabelecer uma conexão com outras pessoas. 

Precisa de ajuda para diagnosticar e tratar o transtorno de ansiedade? Aqui no BoaConsulta você encontra os melhores psicólogos especialistas em ansiedade, agende sua consulta online ou presencial.

Depressão Essa doença afeta diretamente toda uma vida comportamental de uma pessoa. Pessoas que se encontram em um quadro depressivo, tem uma forte predisposição para se isolar. 

E quanto mais avançado for o quadro pior fica essa necessidade de se isolar. Pessoas depressivas precisam de muita ajuda, assim como para os quadros anteriores. A solidão tende a piorar cada vez mais o quadro depressivo de alguém. 

Essa necessidade de se isolar tem relação com o medo de encarar seus problemas, pois muitas vezes quando falamos com alguém precisamos falar, explicar o porquê estamos tristes e pessoas depressivas têm um medo irracional de falar sobre seus problemas.

Por esse motivo que a psicoterapia é tão importante nesses casos. O especialista em depressão fala sobre os problemas do paciente e faz com que ele os encare de frente. 

Embora em alguns momentos da nossa vida a solidão possa ser muito confortável, precisamos nos dar conta de que isso não pode ser um hábito. Passamos grande parte do nosso dia em companhia de outras pessoas, seja para trabalhar, estudar e até mesmo para se divertir, por tanto deve ser normal estar entre pessoas. 

Querer ficar sozinho de vez em quando é muito normal e até mesmo saudável, mas nunca devemos nos esquecer da importância de se viver em sociedade. 

Você reconhece os sintomas da depressão em você ou em alguém? No BoaConsulta você encontra os melhores Psicólogos e Médicos psiquiatras especialistas em depressão, agende sua consulta online e seja atendido por videochamada ou presencialmente.

Histórias recentes

Postagens similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *