Qual o objetivo da campanha Outubro Rosa e porque ela merece mais atenção?

Você já ouviu falar sobre o outubro rosa? Essa é uma das campanhas mais conhecidas ultimamente no Brasil, muito falada entre as mulheres e propagada por famosas e emissoras de televisão. Porém, pouco se sabe sobre o real objetivo da campanha Outubro Rosa e qual a sua importância para a sociedade feminina.

Voltada especialmente para a saúde da mulher, a campanha do outubro rosa foi criada em 1990 nos Estados Unidos, e chegou ao Brasil apenas em 2002. Quando o movimento teve início, era comum que as cidades fossem enfeitadas com laços cor de rosa, sendo o símbolo bastante conhecido e visto durante todo o mês de outubro.

Entenda mais sobre o que é o Outubro Rosa e qual seu objetivo no artigo a seguir!

O que é o Outubro Rosa?

O Outubro Rosa é uma campanha realizada anualmente para conscientizar as mulheres a respeito da prevenção, diagnóstico e tratamento precoce do câncer de mama, o que não somente aumenta as chances de cura, mas também reduz o índice de mortalidade causado pela doença.

Durante o mês de outubro, várias instituições hoje em dia oferecem exames gratuitos ou com descontos para encorajar a realização dos exames voltados para a saúde da mulher. Com isso, as chances de se descobrir um câncer de mama ainda no início são maiores, diminuindo os riscos de progressão da doença e auxiliando a uma resposta melhor do organismo aos tratamentos.

Mulher segurando laço símbolo do combate ao câncer de mama.
O diagnóstico precoce de câncer de mama aumenta em 95% a taxa de cura.

Sabe-se hoje em dia que o câncer de mama é o segundo tipo de câncer com maior incidência entre as mulheres em nível mundial, e perde apenas para o câncer de pele não-melanoma. A estimativa é que de todos os novos casos de câncer que surgem anualmente, pelo menos 25% deles sejam de câncer de mama.

Qual o objetivo da campanha Outubro Rosa?

O principal objetivo da campanha Outubro Rosa é conscientizar as mulheres a respeito da necessidade de exames periódicos e tratamento precoce da doença, a fim de minimizar os riscos e complicações. Além disso, como a doença tem altas chances de cura quando é descoberto nos estágios iniciais, durante o Outubro Rosa as mulheres são incentivadas a fazer seus exames, podendo descobrir a doença precocemente.

Vale lembrar que, apesar de ser focado no câncer de mama, o outubro rosa também fala sobre outras neoplasias que podem afetar o aparelho reprodutor feminino como o câncer de colo do útero ou câncer de ovário, por exemplo.

Por que o laço rosa?

O nome da campanha se dá ao laço rosa em forma de laço conscientizador, símbolo que surgiu nos Estados Unidos na década de 70, quando Lenney Laingen começou a usar o adorno enquanto o marido era mantido como refém no Irã.

Porém, nessa ocasião a mulher usava um laço amarelo junto com seus amigos, como forma de pedido para que o marido voltasse para casa.

Nos anos 90, a ideia de laços conscientizadores se popularizou com o uso de fitas rosa para a campanha do Outubro Rosa durante a Corrida pela Cura em 1991, evento no qual foram distribuídos milhares de fitas cor de rosa para os participantes.

Laço rosa símbolo do outubro rosa.
O laço rosa é símbolo do outubro rosa e prevenção do câncer de mama.

Porém, eles só ficaram famosos um ano depois, quando uma empresa de cosméticos chamada Estée Lauder Cosmetics, acabou popularizando o uso do laço cor de rosa durante a campanha ao ver uma senhora chamada Charlotte Hayley começou a destruir laços laranjas com um cartão que dizia que apenas 5% do orçamento anual do Instituto do Câncer era usado para a prevenção, como forma de protesto e conscientização das pessoas.

Apesar do interesse da marca, a senhora Charlotte acabou negando a vinculação dos seus laços com as imagens das empresas, obrigando Estée a lançar sua própria campanha, trocando a cor do laço para rosa.

Quais os tipos de exames que podem diagnosticar o câncer de mama?

Mamografia

Um dos exames mais usados atualmente para o diagnóstico da doença é a mamografia, capaz de identificar o câncer antes mesmo do surgimento de qualquer sintoma. Isso porque o exame usa a radiação para captar imagens de dentro da mama, revelando a presença de tumores mesmo que ainda sejam muito pequenos.

Porém, a grande maioria das mulheres com câncer de mama descobrem a doença sozinha por meio do autoexame, mas esse diagnóstico só é possível quando o câncer já está avançado e o tumor já alcançou 2 cm, o que diminui as chances de cura da doença.

Autoexame

O autoexame é o exame feito em casa para tentar identificar algum nódulo na região das mamas, e é indicado mensalmente de 3 a 5 dias depois do primeiro dia da menstruação para mulheres de todas as idades. Isso porque é durante esse período que as mamas estão menos doloridas e inchadas, tornando mais fácil a detecção de qualquer tipo de caroço.

Já para as mulheres que estão na menopausa, o exame também deve ser feito todo mês, em uma data fixa já pré-estabelecida.

Para fazer o exame, a mulher deve estar sem blusa e sem sutiã e buscar alterações na pele ou no bico do seio, secreções e até mesmo pequenas saliências e caroços.

O primeiro passo é ir até o espelho e deixar os braços caídos ao lado do corpo para observar a aparência dos seios. Em seguida, deve-se levantar os braços e analisá-los novamente. Por fim, você deve colocar as mãos na cintura, fazer pressão e observar de novo.

Realizar o autoexame ou palpação da mama pode ajudar no diagnóstico de nódulos cancerígenos.
Mulher realizando o autoexame de mama.

Com essas três posições diferentes do braço, você consegue observar as alterações visuais relacionadas à diferente nos tamanhos, formatos e cor das mamas, além de possíveis inchaços, depressões da pele, manchas, saliências ou rugosidades.

Feito isso, você deve levantar o braço esquerdo e colocá-lo atrás da cabeça, enquanto com a mão direita você apalpa levemente a mama esquerda com movimentos circulares com as pontas dos dedos. Faça o mesmo com a mama direita. Você deve fazer pequenos círculos nos mamilos com uma leve pressão indo em direção à axila, de cima para baixo em toda a mama.

Também é indicado pressionar levemente o bico do seio para verificar se há alguma secreção. Caso note algo diferente, veja se você encontra a mesma coisa na outra mama. Afinal, o seio pode ter texturas que acabam confundindo e quando você encontra algo igual nas duas mamas, provavelmente é a textura natural do seu seio.

Leia também: Como diferenciar glândulas mamárias de nódulos na hora do autoexame?

No entanto, procure sempre a ajuda de um especialista em câncer de mama caso desconfie de algo ou fique com dúvidas em relação a pequenos nódulos.

Quais são os sintomas do câncer de mama?

Além do principal sintoma do câncer de mama, os nódulos que podem ser vistos ou sentidos, a doença ainda conta com outros sintomas que podem ajudar no diagnóstico precoce, como:

  • alterações no formato ou tamanho da mama;
  • vermelhidão, calor e dor;
  • pele com aspecto anormal, que se assemelha a uma casca de laranja;
  • coceiras frequentes na aréola ou mamilo;
  • inchaços e nódulos nas axilas;
  • secreções e sangue nos mamilos;
  • feridas e crostas no mamilo;
  • inversão do mamilo ou mamilo afundado.

Agora que você descobriu o objetivo da campanha Outubro Rosa, não deixe de se cuidar e fazer os autoexames mensalmente, além de realizar seus exames periodicamente com um especialista. Além disso, aproveite o mês de outubro para ajudar a conscientizar as mulheres com as quais você convive como mães, avós, tias, primas, filhas e colegas de trabalho.

Suspeita de câncer de mama? Aqui no BoaConsulta você encontra os melhores Médicos Oncologistas e Médicos Mastologista especialistas em câncer de mama! Agende sua consulta online através do nosso aplicativo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima