psoríase grave

Quando a psoríase é considerada grave?

Sempre que estamos enfrentando alguma doença, é comum acreditarmos que o quadro pode piorar. Por isso, muitas pessoas se perguntam sobre quando a psoríase é considerada grave.

Por isso, para tratar todas as suas dúvidas, o BoaConsulta preparou um conteúdo para solucionar essa resposta. Continue a leitura para saber mais!

O que é a Psoríase?

Mas antes de falarmos sobre quando a psoríase é considerada grave, temos que tratar da doença como um todo para facilitar o seu entendimento.

De maneira resumida, a psoríase é uma doença de pele não contagiosa, crônica, relativamente comum e uma que apresenta um quadro cíclico – em outras palavras, uma condição cujos sintomas aparecem e desaparecem periodicamente de acordo com as condições imunológicas de uma pessoa.

Paciente com psoríase postular.
O mais comum é que a psoríase atinja e pele e progrida para as articulações próximas. Roland Tanglao, CC BY 2.0 https://creativecommons.org/licenses/by/2.0, via Wikimedia Commons

A psoríase também é caracterizada por ser uma doença autoinflamatória da pele, na qual, por predisposição genética, juntamente a fatores de comportamento ou ambientais, culminam no surgimento de lesões avermelhadas e que descamam a pele. Segundo as informações da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), mais de 2 milhões de brasileiros sofrem com a doença.

Como a psoríase acontece?

Muitos estudiosos acreditam que a psoríase se desenvolve no corpo-humano quando os linfócitos T, conhecidas como as células responsáveis pela defesa do organismo, diretamente ligada ao sistema de imunidade, liberam substâncias inflamatórias que ajudam a promover a dilatação dos vasos sanguíneos e dirigem outras células do sistema de defesa diretamente a pele, como os neutrófilos, por exemplo.

Por sua vez, este processo que compreende o ataque inflamatório à pele faz com que a epiderme responda acelerando a sua proliferação, resultando na descamação observada das manchas na pele e a dilatação. Geralmente, esse comportamento só é rompido quando há um tratamento direto e eficaz.

Quais são os sintomas da psoríase?

Os sintomas da psoríase podem variar de paciente para paciente. Mas, alguns apresentam um quadro generalizado similar. Veja abaixo alguns dos principais indicativos da doença:

  • Manchas vermelhas com escamas secas esbranquiçadas ou com aspecto prateado; 
  • Pele ressecada e rachada; 
  • Sangramento devido ao ressecamento da pele;
  • Manchas brancas pequenas ou escuras residuais após melhora das lesões avermelhadas;
  • Inchaço e rigidez nas articulações;
  • Coceira, queimação e dores no corpo; 
  • Unhas descoladas, amareladas e grossas com alterações da sua forma 

Em casos mais graves, também é possível que as articulações dos pacientes sejam impactadas com deformidades ou destruição.

Recomendações para lidar com a psoríase

Existem algumas recomendações que podem ser seguidas para lidar com a doença no dia a dia dos seus pacientes. Entenda mais:

  1. Hidrate bastante a pele para evitar o ressecamento excessivo; 
  2. Tente se expor com cuidado ao sol, mas, antes, passe hidratantes e protetores solares para diminuir o impacto dos raios solares na pele; 
  3. Cremes hidratantes e terapêuticos são medidas que também auxiliam o tratamento durante o dia a dia; 
  4. Evite a ingestão excessiva de bebidas alcoólicas;
  5. Fumar também não é uma situação muito indicada para quem tem a doença – e também para quem não tem;
  6. Evite muitos desgastes emocionais. Sabemos que pode ser difícil, mas o estresse tem um papel importante no surgimento dos sintomas; 
  7. Mesmo com feridas à mostra, tente não abandonar a vida social. Lembre-se que a psoríase é uma doença não contagiosa e o importante neste momento é ter o amparo daqueles que são importantes para você;
  8. Vá com frequência ao dermatologista e siga suas orientações à risca para prevenir as crises.

Quando a psoríase é considerada grave?

Para entender a melhor forma de classificar a psoríase, é importante entender que existem casos leves, moderados e graves. 

Segundo as informações disponibilizadas na 2ª edição do Consenso Brasileiro de Psoríase 2012 – Guias de Avaliação e Tratamento, os critérios que ajudam a determinar a gravidade da doença são baseados na gravidades das lesões que ficam na pele com o aparecimento das manchas.

Forma grave da Psoríase.
Casos graves de psoríase podem afetar toda a saúde e bem-estar de uma pessoa. The original uploader was Eisfelder at German Wikipedia., CC BY-SA 3.0 http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/, via Wikimedia Commons

Estas mesmas manchas, por sua vez, devem passar pela avaliação do PASI (Índice da Gravidade da Psoríase por Área), do BSA (Área de Superfície Corpórea) e do DLQI (Índice de Qualidade de Vida em Dermatologia). Outro aspecto a ser considerado é entender qual impactante a condição está debilitando a vida do paciente.

Segundo os dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a psoríase pode ser considerada grave quando ela apresentar índices de PASI ou BSA ou DLQI maiores que 10.

Tratamento para psoríase considerada grave

A melhor forma de tratamento pra psoríase considerada grave é aquela que envolve os tratamentos sistêmicos.

Os tratamentos sistêmicos são aqueles que envolvem medicamentos em comprimidos ou injeções. Geralmente, eles são indicados para os pacientes que apresentam um quadro que pode incluir a artrite psoriásica. Lembrando que o mesmo tipo de tratamento pode ser aplicado a pacientes com quadro leve da doença, mas cujo tratamento simples não é o suficiente para conter as manchas.

Lembrando que a única pessoa indicada para auxiliar no tratamento da psoríase grave é o seu dermatologista. Considerando que a doença se apresenta de maneiras diferentes em cada pessoa, o tratamento é individualizado e nem todos os métodos são eficazes para todas as pessoas.

Lembrando que somente um dermatologista indicado poderá avaliar, diagnosticar e sugerir o melhor tratamento para você!

Você está procurando um dermatologista? Aqui no BoaConsulta você encontra os melhores Médicos dermatologistas! Seja para consultas presenciais ou online.

Histórias recentes

Postagens similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.