20 Sintomas da Ansiedade que podem comprovar seu diagnóstico!

Buscar pelos sintomas da ansiedade é o primeiro passo para quem acha que pode estar vivendo com esse transtorno. Dessa forma, o mais indicado a se fazer é pesquisar bastante e analisar bem sua situação. De fatores físicos a psicológicos, diversos são os aspectos que podem estar mexendo com seu corpo, e não necessariamente a realidade seja uma crise deste tipo.

Sabendo disso, se faz preciso discernimento na hora de completar esse checklist, levando em consideração inúmeros pontos. Além disso, precisa estar claro que isso não é um teste, o qual te dará o diagnóstico correto e apurado. Este somente um profissional poderá lhe fornecer, seja para um crise de ansiedade ou sinais de depressão. Logo, ainda que seja útil, tome cuidado ao chegar a uma conclusão com tudo o que verá a seguir.

Com tudo isso em mente, abaixo você poderá encontrar 20 dos principais sintomas da ansiedade. Analise cada um deles e verifique sua existência ou constância ao longo de sua vida.

Os principais sintomas da ansiedade

Ao se falar dos sintomas da ansiedade, é bom destacar que eles não são exclusivos deste transtorno. Como explicado, vários fatores podem causá-los, não sendo ela a única responsável. Sendo assim, se faz preciso analisar os tópicos abaixo de forma a entender não somente sua existência, mas também sua constância e intensidade. Somente com estes três aspectos você poderá ter uma ideia melhor de seu real quadro.

Destaca-se também que estes não são todos os sintomas que o distúrbio pode causar ao paciente. Na verdade, o campo de estudos ainda se aprofunda para determinar as causas e efeitos da ansiedade. O que se sabe, porém, é que cada indivíduo pode transparecer de uma forma o que está sentindo. Assim, muita calma ao se autodiagnosticar, já que a presença deles não significa, obrigatoriamente, que você tenha o transtorno.

20. Apetite desregulado

Muitas vezes, um dos sintomas da ansiedade é o apetite desregulado, tanto para mais quanto para menos. Algumas pessoas apresentam mais fome quando estão ansiosas, enquanto outras tendem a deixar de comer. Ambas as ocorrências são malignas para o corpo, sendo necessário uma análise dos fatores causadores dessa situação.

pessoa comendo hambúrguer vigorosamente, o que pode ser sinal de ansiedade
Comer em excesso pode ser um sinal de ansiedade.

19. Irritabilidade

A somatória de vários dos sintomas da ansiedade pode causar um aspecto bastante fácil de se perceber. A irritabilidade, em especial sem motivo aparente ou relevante, costuma ocorrer em diversos casos. Se faz interessante analisar, porém, se não há, ainda que indiretamente, um fator relevante para seu surgimento e/ou aumento repentino.

Placa amarela com rosto bravo, demonstrando a irritabilidade
Estar sempre irritado é um dos sintomas da ansiedade.

18. Problemas no sistema digestivo

Embora muitos não saibam, a ansiedade está diretamente ligada ao aparelho digestivo. É no estômago, por exemplo, que muitas das emoções do ser humano se transparecem. Com isso, este é um dos primeiros órgãos a ser afetado pelo transtorno, podendo apresentar diversos efeitos. Entre os mais comuns estão a diarreia, as dores abdominais e o enjoo.

Mulher com a mão na barriga sinalizando problemas do sistema digestivo, um dos sintomas da ansiedade
A ansiedade está diretamente ligada ao sistema digestivo.

17. Perfeccionismo

A vontade de controlar tudo ao seu redor é uma expressão clara da ansiedade, já que essa é uma maneira de evitar surpresas. Com isso, o paciente se previne de passar por qualquer problema em relação ao futuro. Seguindo essa lógica, é natural que pessoas com ansiedade apresentem perfeccionismo em alguns pontos de suas vidas.

mulher ajeitando um caderno na mesa branca, sinalizando perfeccionismo
Perfeccionismo é um sinal bastante comum de pessoas ansiosas.

16. Calafrios

Em especial quando se veem em uma situação considerada de risco, algumas pessoas podem apresentar calafrios como sintomas da ansiedade. Nesse caso, eles seguem o sentimento de medo com o qual o paciente está lidando. Normalmente, estão ligados a um evento em que o indivíduo não se sente no controle, colocando-se então em estado de alerta.

mulher agasalhada, com frio e tendo calafrios, um dos sintomas da ansiedade
Ter calafrios constantes pode ser sinal de transtorno de ansiedade.

15. Náusea

Com o mesmo pensamento do aparelho digestivo, a náusea aparece como um sintoma recorrente para este transtorno. Sua diferenciação, entretanto, é que pode ocorrer independentemente de dores no estômago ou qualquer outro evento relacionado. Com isso, surge inesperadamente, em geral em momentos de tensão e medo.

homem com a mão na boca por conta de náuseas e enjoo
Náuseas são comuns em pacientes diagnosticados com ansiedade.

14. Sudorese

Outra forma que o corpo tem de demonstrar algum incômodo é por meio do suor intensivo, também conhecido como sudorese. Ela pode ocorrer em diversos pontos do corpo, sendo as mãos e os pés os mais comuns para a ansiedade. Ainda assim, cada indivíduo apresenta uma característica, sendo normal encontrar quem sua nas axilas, cabeça e costas.

homem com suor excessivo na cabeça, sinal de sudorese
O suor excessivo, ou sudoreses, é um dos sintomas mais comuns.

13. Inquietação

A ansiedade pode também ser definida como um constante estado de alerta, no qual a pessoa está sempre esperando por algo ruim. Para manter o corpo atento, um meio comum encontrado pela mente é torná-lo inquieto. Dessa forma, você está sempre “acordado” e preparado para o que possa acontecer. É natural visualizar essa inquietude principalmente nas pernas e nas mãos.

mulher agitada virando uma estrela na rua, mostrando sua inquietação por conta da ansiedade
Estar sempre inquieto pode ser um sinal de ansiedade.

12. Insônia

Justamente por estar sempre em alerta, diversos pacientes apresentam a insônia como um dos sintomas da ansiedade. Aqui, nem mesmo o cansaço faz com que o indivíduo relaxe, impedindo que ele tenha uma boa noite de sono, essencial para sua saúde, como atesta o respeitado hospital Albert Eisntein. Não à toa, dormir bem é uma das principais formas de tratamento para quem busca o que fazer para controlar a ansiedade.

mulher deitada na cama com os olhos abertos, demonstrando sua insônia
Sono desregulado e insônia merecem atenção especial.

11. Falta de ar

Especialmente durante uma crise, diversos pacientes relatam estar com falta de ar, ou ao menos o sentimento de não ter o que respirar. Em geral, esse é um sintoma muito mais psicológico do que físico, visto que sua própria mente o convence que há essa falta. Sendo assim, se acalmar e controlar a respiração são as melhores maneiras de sair da situação.

menino olhando para o horizonte com falta de ar, um dos sintomas da ansiedade
A sensação de falta de ar é recorrente, em especial nas crises de ansiedade.

10. Preocupação em excesso

Com a realidade que muitos vivem, é natural haver muita preocupação diariamente. Ainda assim, há situações em que ela não é, necessariamente, justificável. Por isso, pessoas que apresentam este sintoma podem estar lidando com um transtorno de ansiedade, muitas vezes sem saber. Nesse caso, o ideal é buscar por um especialista para fazer o correto diagnóstico.

homem de moletom com as mãos no rosto sinalizando preocupação em excesso
Muitas vezes, as preocupações em excesso estão relacionadas a fatores os quais você não pode controlar.

09. Falta de foco

A falta de foco é um dos sintomas da ansiedade que merece bastante atenção, visto que pode ser proveniente de outros transtornos. Sendo assim, não obrigatoriamente uma pessoa que apresente este estado seja ansiosa. Principalmente em crianças e jovens, vale a pena analisar o caso para confirmar se não se trata de transtorno de déficit de atenção (TDAH).

palavra focus, foco em inglês, desfocada e iluminada
A falta de foco é outro dos sintomas da ansiedade mais visíveis.

08. Exaustão

Se você somar alguns dos tópicos acima, fica simples supor que a exaustão seja um dos sintomas da ansiedade. Em especial, isso se dá porque tanto o corpo quanto a mente do paciente não param. Com isso, este acaba sofrendo de um cansaço muitas vezes sem uma explicação plausível aparente.

menina estudante com livro no rosto sinalizando exaustão, sintoma da ansiedade
A exaustão pode ocorrer por diversos motivos, sendo interessante analisar suas causas.

07. Esgotamento mental

Seguindo essa lógica, o esgotamento mental é outra constante dentro desse universo. Na prática, o que se vê são pessoas que não conseguem — ou sentem que não conseguem — se focar em algo ou entender algum conceito. A explicação para isso segue o mesmo pensamento do tópico anterior, porém mais ligada ao fator psicológico.

homem sentado no chão triste, demonstrando esgotamento mental
Pessoas com esgotamento mental tendem a apresentar outros dos sintomas de ansiedade.

06. Tensão muscular

Novamente, todos os aspectos citados acima, sejam eles físicos ou psicológicos, acabam aparecendo na rotina do paciente. Aqui, essa busca constante por problemas faz com que o indivíduo apresente tensão a todo o momento, afetando então seu corpo. Se não tratado, pode causar outros problemas físicos.

mulher com tatuagens colocando a mão nas costas para aliviar sua tensão muscular pela ansiedade
A tensão muscular está diretamente ligada ao estresse e à falta de relaxamento.

05. Tontura

Em casos menos comuns, é possível que pacientes apresentem tontura como um dos sintomas da ansiedade. Em geral, esta é causada justamente pela sobrecarga com que seu corpo e sua mente estão lidando. Novamente, sugere-se aqui os exercícios de respiração e a tentativa de voltar ao momento presente.

imagem de um ambiente comercial confusa, representando a tontura de pessoas ansiosas
Tontura é um sintoma perigoso e que deve ser analisado por um especialista.

04. Taquicardia

Normalmente em conjunto com a falta de ar, surge a taquicardia, quando o paciente apresenta o batimento cardíaco acelerado. Em situações como essa, é normal que profissionais da saúde indiquem a realização de testes e exames para verificar as causas e os efeitos de tal sintoma.

apple watch verificando batimentos cardiacos e taquicardia, sintomas de ansiedade
Contar com aparelhos para verificar seus batimentos é uma excelente ideia.

03. Tremores constantes

Ainda que parecidos com a inquietação, os tremores se apresentam como um nível acima na escala da ansiedade. Normalmente, eles vêm acompanhados de espasmos, os quais podem ser claros e visíveis ou mais contidos. Essa somatória se dá, em especial, em casos em que o estado de alerta já se encontra no máximo.

mulher ruiva mexendo seus cabelos em sinal de ter tremores constantes
Tremores constantes, em especial nas pernas e mãos, é um sintoma regular de pacientes ansiosos.

02. Medos irracionais

Todas as pessoas têm algum medo, e diversos deles podem parecer irracionais para os demais. Por conta disso, é preciso cuidado ao se analisar este tópico. Aqui, o foco está no pânico em situações específicas ligadas a um futuro próximo ou não. Para entender se está ligado à ansiedade, uma boa solução é compreender se os pensamentos do paciente se focam somente no medo ou também em possíveis desdobramentos deste.

jovem menino com as mãos na cabeça sinalizando seus medos irracionais, sintomas de ansiedade
Os medos irracionais são aqueles ligados a cenários fora de seu controle e com pouca chance de ocorrerem.

01. Pensamentos catastróficos

Por fim, e complementando o item anterior, se encontram os pensamentos catastróficos, aqueles que preveem uma situação extrema e pouco provável. Estes podem ocorrer em qualquer situação e, com bastante frequência, trazem consigo diversos dos sintomas da ansiedade citados mais acima.

casa toda destruída e suja demonstrando um cenário catastrófico
Pensamentos ruins podem, rapidamente, se tornar em grandes catástrofes se não tratados.

O que fazer ao analisar esses sintomas de ansiedade?

Com o entendimento de todos os sintomas da ansiedade citados nos tópicos deste texto, faz-se preciso algumas análises. Primeiramente, é importante compreender a causa de tais fatores. Além disso, nem sempre sua presença representa, obrigatoriamente, o transtorno de ansiedade. Por fim, é bom saber que eles podem aparecer sozinhos ou em conjunto, não havendo uma regra para isso.

Independentemente do caso averiguado, o ideal é que, se verificar algum dos sintomas acima, procure por um especialista. Sendo ou não um sinal do distúrbio, estes são fatores que podem afetar sua vida, o que torna necessário analisá-los mais afundo. Se estiver com alguma dúvida, busque por um psicólogo ou psiquiatra e entenda melhor sua situação.

Precisa de ajuda para diagnosticar e tratar o transtorno de ansiedade? Aqui no BoaConsulta você encontra os melhores psicólogos especialistas em ansiedade, agende sua consulta online ou presencial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima