Homem segundo o pulso com lesão de esforço repetitivo.

Conheça os sintomas de lesão por esforço repetitivo e quando é hora de procurar ajuda!

Para quem não trabalha na área de saúde ou não se encontra familiarizado com o segmento, fica quase impossível identificar adequadamente os sinais que o organismo apresenta no caso de problemas. Pensando nisso, preparamos este conteúdo para ajudar você a ver se é o momento certo de buscar um profissional quando há sintomas de lesão por esforço repetitivo.

Esse é um quadro que vem se tornando cada vez mais comum, suscitando dúvidas em muitas pessoas. Problemas assim atingem diversas articulações diferentes e, a depender da gravidade, podem atrapalhar a qualidade de vida ou a rotina profissional de qualquer pessoa. Continue a leitura e descubra como evitar que isso aconteça com você!

O que é a lesão por esforço repetitivo?

Você já se pegou sentindo alguma dor ou incômodo persistente, que aparece sempre no mesmo lugar e, via de regra, depois da realização de uma atividade específica e recorrente na sua rotina? Se a resposta para essa pergunta for positiva, existem boas possibilidade de que você esteja sofrendo de um quadro de lesão por esforço repetitivo.

Também conhecida pelas suas iniciais, LER, trata-se de um mal bastante comum, especialmente nos membros superiores e articulações, como a dos punhos. No entanto, isso não quer dizer que não demande atenção e uma boa visita ao seu médico de confiança, pois os sintomas podem se intensificar e causar limitações para o seu dia a dia.

Homem com dor no ombro.
As lesões por esforço normalmente acontecem devido à repetição de movimentos.

Muita gente acha que a lesão por esforço repetitivo afeta apenas trabalhadores ou indivíduos que usam o computador por horas. O fato é que, embora esteja muito relacionada com os hábitos laborais, ela pode acontecer, por exemplo, até mesmo no âmbito doméstico, como para quem lava muitas louças, ou em situações de lazer, como no uso de videogames. 

Em que partes a lesão por esforço repetitivo pode ocorrer?

Primeiramente, devemos ressaltar que a lesão por esforço repetitivo pode ter outras nomenclaturas, entre as quais as mais comuns são DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados com o Trabalho), LTC (Lesão por Traumas Cumulativos) ou AMERT (Afecções Musculares Relacionadas com o Trabalho).

Isso ocorre porque a LER não é uma patologia de fato, mas sim uma designação para um conjunto de doenças que podem afetar diversas estruturas articulares, como tendões, ligamentos, nervos e músculos. Ela é mais recorrente nos membros superiores, principalmente em punhos, cotovelos, dedos e ombros.

Quais as principias causas da lesão por esforço repetitivo?

Como o seu próprio nome já ajuda a esclarecer, as principias causas da lesão por esforço repetitivo estão relacionadas à realização constante de atividades que demandam o mesmo tipo de movimento e esforço. Com o passar do tempo, isso gera uma agressão a um ou mais sistemas musculoesqueléticos, que ficam sobrecarregados e desenvolvem os sintomas.

Nos dias de hoje, nos quais boa parte de nós somos acometidos por ansiedade e estresse em trabalhos rotineiros, a LER costuma surgir por conta de digitação excessiva em computadores e uso do mouse, por exemplo. Esportes como golfe e tênis também são campeões em causar o quadro, assim como tocar alguns instrumentos ou jogar videogames. 

Causas para as lesões por esforço repetitivo.
Em tempos modernos as causas mais comuns para o problema são excesso de movimentos repetitivos, como digitação e video-game.

O cenário é bem extenso e, nos consultórios das mais variadas especialidades médicas, é comum que os profissionais se deparem com pessoas que apresentam lesão por esforço repetitivo por atividades como crochê, tricô e costura, musculação e crossfit, operação de equipamentos como britadeiras e assim por diante.

Como é feito o diagnóstico da lesão por esforço repetitivo?

Não existe um exame específico e de padrão ouro para o diagnóstico de um quadro de lesão por esforço repetitivo. O médico, durante o atendimento presencial ou de teleconsulta, fará uma série de questionamentos e uma boa análise clínica, de forma a identificar as condições possivelmente relacionadas com o desenvolvimento dos sintomas apresentados.

Médico ortopedista examinando paciente.
Para fazer o diagnóstico o médico ortopedista ira fazer diversas perguntas e analises.

Será preciso verificar o histórico, hábitos e atividades, bem como as queixas do paciente, em busca de sinais que ajudem a chegar a uma conclusão. Muitas vezes, a própria pessoa já chega sabendo o que tem, por já ter visto o mesmo problema em colegas de trabalho ou por já ter apresentando o sintoma anteriormente, sem cessar a atividade causadora.

Quais os principais sintomas da lesão por esforço repetitivo?

Agora que você já está mais familiarizado com o conceito, o diagnóstico e, até mesmo, algumas das maiores causas da lesão por esforço repetitivo, vamos trazer alguns dos sintomas mais experimentados por pessoas que sofrem com o problema. Confira abaixo alguns deles, lembrando que podem variar de indivíduo para indivíduo.

Fraqueza muscular

A fraqueza muscular é, definitivamente, um dos principais sintomas da lesão por esforço repetitivo. Isso acontece porque a articulação e suas estruturas podem ficar inflamadas e edemaciadas, pressionando os nervos da área e fazendo com que a pessoa possa apresentar dificuldades na mobilidade ou, mesmo, na sustentação do membro.

Rigidez articular

Também é bastante recorrente que os portadores de lesão por esforço repetitivo apresentem a rigidez articular como sintoma. Isso pode ser ainda mais notável ao acordar ou após um dia de atividades intensas com aquela articulação. Mais uma vez, isso ocorre por conta da compressão de nervos e da formação do edema (inchaço).

Formigamento

O formigamento, tecnicamente chamado de parestesia, é um dos sintomas mais incômodos e comuns entre portadores de lesão por esforço repetitivo. Costuma ser mais frequente em alguns horários, como o fim do dia ou começo da noite, em decorrência da realização excessiva de movimentos naquela articulação.

Dor duradoura

Por fim, não dá para mencionar os sintomas mais comuns de pessoas que sofrem de lesão por esforço repetitivo sem falar de dor. Ela pode ou não ser intensa, mas é marcada por uma característica nada agradável: é duradoura e recorrente. Isso ocorre por saturação das estruturas articulares, demandando tratamento o quanto antes.

Agora que você já aprendeu bastante sobre a lesão por esforço repetitivo. Buscar tratamento antes do agravamento é muito importante, por isso agende sua consulta para tratar o quanto antes, até mesmo para manter a sua qualidade de vida e não comprometer sua saúde mental e física a longo prazo. 

Precisa fazer uma avaliação? No BoaConsulta você encontra os melhores médicos ortopedistas, agente sua consulta online através do site ou aplicativo, e seja atendido por videochamada ou presencialmente.

Histórias recentes

Postagens similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.