Sintomas de problemas no fígado.

10 Sintomas de problemas no fígado e doenças que podem estar associadas aos sinais de alerta

Identificar os sintomas de problemas no fígado de forma precoce pode ajudar a evitar que doenças severas se agravem, principalmente considerando que a maior parte das enfermidades que afetam o órgão são silenciosas. Neste artigo abordaremos os principais sinais de problemas no fígado, continue lendo.

Os primeiro sintomas de doenças no fígado, geralmente, são a dor abdominal do lado direito e o inchaço abdominal, entretanto, podem variar de acordo ao problema, como nos casos mais comuns a gordura no fígado ou uso excessivo de bebidas alcoólicas, hepatite, cirrose ou esquistossomose, por exemplo.

O fígado é um órgão de extrema importância para o organismo humano, por isso, ao menor sinal de problemas é fundamental consultar o médico.

Os principais sintomas e sinais de problemas no fígado são:

  1. Dor na região superior direita do abdômen;
  2. Enjoos ou tonturas frequentes;
  3. Dor de cabeça recorrente;
  4. Cansaço fácil e sem razão aparente;
  5. Facilidade em ficar com manchas roxas;
  6. Peles ou olhos amarelados;
  7. Urina escura;
  8. Perda de apetite;
  9. Fezes amareladas, cinzentas ou esbranquiçadas;
  10. Barriga inchada;
  11. Coceira em todo o corpo.

Como podemos perceber, a lista de sintomas que podem representar alguma anormalidade na saúde e bom funcionamento do fígado é enorme e talvez genérica, mas é fundamental que ao perceber algum deles procure por atendimento médico, seja do clínico geral ou do especialista, o médico hepatologista.

Quais doenças podem estar relacionadas aos sintomas de problemas no fígado?

Diante dos sintomas de problemas do fígado citados no tópico anterior, diversas doenças podem ser a causa, mas listaremos as mais comuns, configura abaixo.

1. Hepatite A,B,C.D ou E

Uma doença comum e que afeta diretamente o fígado é a Hepatite, sendo ela uma inflamação no fígado que pode ter sua origem em uma infecção pelo vírus da hepatite A,B,C,D ou E.

Entretanto, a hepatite também pode ocorrer quando a pessoa faz o uso excessivo de bebidas alcoólicas, medicamento ou drogas.

Homem com icterícia (pele e olhos amarelados) devido a hepatite.

Vale dizer, que a hepatite também pode ter origem em algumas doenças autoimunes como hepatite autoimune ou colangite primaria, por exemplo. A obesidade e sedentarismo também podem elevar o risco para a doença.

A hepatite é caracterizada pelos sintomas de icterícia (pele e olhos amarelados), cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, urina escura e fezes claras.

2. Fígado gordo

Fígado gordo ou como também é chamado esteatose hepática é uma condição provocada pelo acúmulo de gordura no fígado, ocorrendo principalmente devido má alimentação, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, ou por doenças como obesidade, diabete ou colesterol alto.

Fígado gordo ilustração.

Esta é uma das doenças que podem afetar o fígado, relacionada aos sintomas de problemas no fígado que listamos anteriormente, mas que inicialmente não costuma apresentar sintomas.

Geralmente, esta doença acaba apresentando sintomas conforte o acúmulo de gordura do fígado aumenta, provocando dor no abdômen, perda de peso, cansaço e mal-estar, acompanhados de enjoos e vômito, por exemplo.

3. Câncer de fígado

O câncer de fígado é um mal que, como o próprio nome diz, atinge o fígado do paciente, tratando-se de um tumor maligno e que, geralmente, não apresenta sintomas em fase inicial, mas sim quando a doença está avançada.

Câncer de fígado ilustração.

Podendo gerar sintomas com a dor na barriga, perda de peso sem motivo aparente, inchaço abdominal e/ou pele e olhos amarelados, por exemplo.

Esta variação de câncer pode ser provocada devido à genética (histórico familiar), alcoolismo, cirrose, hepatite ou químicos como cloreto de vinila ou arsênico.

4. Cirrose

Outra doença que gera sintomas de problemas no fígado é a cirrose, doença que ocorre devido à destruição permanente das células hepáticas, provocando a substituição das células por tecidos fibrosos, similares a cicatrizes, fato que prejudica o funcionamento do órgão.

Homen com cirrose ilustração.

As causas da cirrose podem ser toxinas, alcoolismo, gordura no fígado ou hepatite, por exemplo. Os sintomas mais comuns são dor no abdômen, urina escura e/ou fezes esbranquiçadas, entre outros.

5. Insuficiência hepática

Entre os sinais de problemas no fígado, os de insuficiência hepática  são os mais preocupantes, pois está é uma das doenças mais graves que atingem o órgão, visto que o fígado deixa de realizar suas funções, levando a diversas complicações, tais como coagulação, edema cerebral, infecções pulmonares ou insuficiência renal.

Insuficiência hepática.

Apesar de ser o quadro mais preocupante, costuma aparecer apenas após muitos anos de agressão ao fígado, como as provocadas pelo uso de medicamento, hepatite, cirrose, fígado gordo, câncer ou doenças autoimunes e o tratamento é quase sempre através do transplante de fígado.

Quem são os grupos de risco?

Os problemas no fígado costumam surgir em indivíduos sedentários e com hábitos alimentares e de vida pouco saudáveis, como alimentação rica em gordura e alto consumo de bebidas alcoólicas, por exemplo.

Outras situações que geram grupos de riscos para problemas no fígado são:

  • Uso inapropriado de medicamento (sem indicação médica) – está prática continua pode provocar a sobrecarga do fígado e prejudicar a sua função, visto que este órgão é o responsável por metabolizar os fármacos;
  • Diabete descontrolada – níveis elevados de glicose no sangue podem prejudicar a função do fígado;
  • Cirrose – a doença relacionada a inflamação crônica do fígado, leva ao enrijecimento do tecido do órgão, atrapalhando a função do fígado;
  • Infecção do vírus – doenças por vírus como o da hepatite, por exemplo, atingem o fígado e reduzem sua atividade normal;
  • Infecção por parasita – a infecção por parasitas como Schistosoma mansoni, responsável pela esquistossomose, é capaz de prejudicar a circulação portal do fígado e ao longo do tempo levar ao endurecimento do fígado;
  • Hipertensão portal – quadro em que ocorre a elevação da pressão sanguínea em veias responsáveis por levar sangue de órgãos abdominais para o fígado, podendo alterar o funcionamento do mesmo.

Como confirmar que os sintomas são um problema no fígado?

Além de conhecer os sintomas de problemas no fígado, é fundamental procurar um médico para avaliar os sinais e sintomas. Caso exista a desconfiança de algo anormal, o médico poderá solicitar uma série de exames, a fim de avaliar as condições de funcionamento do fígado, recebendo o nome de hepatograma.

Hepatograma é um conjunto de exames laboratoriais e de imagem com objetivo de avaliar o funcionamento ou não do fígado e suas condições. Estão incluídos nos exames a dosagem de bilirrubina total, direta e indireta, albumina, lactato desidrogenase (LDH), gama glutamil transferase (GGT), TGO/ALT, TGP/AST e tempo de protrombina, além de ultrassonografia e tomografia.

Como prevenir problemas no fígado?

Para prevenir problemas no fígado as recomendações são:

  • Mantenha uma alimentação rica em nutrientes;
  • Beba bastante água;
  • Massageie a região;
  • Evite bebidas alcoólicas e alimentos gordurosos;
  • Pratique atividade física regular.

Os problemas no fígado estão muito relacionados aos hábitos de vida, principalmente os pouco saudáveis, portanto, invista em melhorar seus hábitos e a realizar exames regularmente.

Reconheceu algum dos sintomas citados? No BoaConsulta você encontra os melhores médicos hepatologistas, agende sua consulta presencial ou online agora mesmo.

Histórias recentes

Postagens similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.