Mulher com a mão na barriga com gastrite.

Descubra quais são os tipos de gastrite e como prevenir o surgimento do problema!

Existem determinadas condições que, embora relativamente comuns e frequentes em parte da população, ainda geram dúvidas em muita gente. Muitas delas estão relacionadas com o estilo de vida e podem ser controladas ou revertidas. Pensando nisso, preparamos este post explicando um pouco mais sobre os principais tipos de gastrite.

Diversas pessoas podem estar com os sintomas e não sabem identificar a doença, enquanto outras podem evitar que ela surja apenas com algumas mudanças nos hábitos do dia a dia. Aprender mais sobre o tema, portanto, pode ser extremamente importante. Não deixe de conferir o conteúdo a seguir!

Afinal, o que é gastrite?

A gastrite é uma inflamação da parede do estômago que pode ser desencadeada ou piorada por uma série de fatores. Trata-se de uma erosão, em maior ou menor nível, da mucosa que reveste o órgão, permitindo que o suco digestivo, que é bastante ácido, cause lesões. Uma das principais causas é a multiplicação da bactéria H. pylori no local.

Mulher com as mãos na barriga.
A gastrite é uma inflamação da parede do estômago.

São muitos os sintomas possíveis, e vários deles estão relacionados com a alimentação. No entanto, os mais frequentes costumam ser azia, queimação, eructações (arrotos), perda de apetite, dores abdominais e vômitos. Eles costumam surgir, sobretudo, quando são ingeridos alimentos ácidos, fermentáveis, muito gordurosos ou bebidas alcoólicas.

Quais são os tipos de gastrite?

Pouca gente sabe, mas existem diversos tipos de gastrite. Confira abaixo alguns dos principais.

Gastrite aguda

A gastrite aguda é aquela que surge de maneira mais repentina. Na maioria das vezes, está relacionada com a presença da bactéria H. pylori na parede do estômago. Os sintomas mais comuns são dor, vômitos e sensação de náuseas. O tratamento pode incluir protetores gástricos, antibióticos específicos e mudanças no estilo de vida.

Gastrite crônica

A gastrite crônica tende a ser uma evolução da gastrite aguda. Ela surge quando o problema tem uma duração prolongada e pode atingir partes mais profundas da parede do estômago. Sem o tratamento adequado, podem surgir quadros mais graves, como úlceras e câncer. A terapia pode incluir também o uso de suplementos de vitamina B12, para evitar anemias.

Gastrite nervosa

A gastrite nervosa vem sendo muito frequente nos dias de hoje e está relacionada com condições como ansiedade, medo e estresse. Os sintomas são bastante parecidos com as versões tradicionais, mas o componente nervoso pode piorar a percepção e a intensidade dos sintomas. O tratamento inclui psicoterapia e, eventualmente, medicações calmantes.

Gastrite enantematosa

A gastrite enantematosa leva esse nome por ocorrer nas camadas mais profundas da parede estomacal. A sintomatologia é bastante similar, mas a sua origem está mais relacionada com o abuso de bebidas alcoólicas, doenças autoimunes ou uso frequente de medicamentos. O tratamento passa, sobretudo, por reverter as causas. 

Gastrite eosinofílica

Por fim, a chamada gastrite eosinofílica é aquela que ocorre por conta do aumento na produção de células autoimunes que agem contra o estômago, causando a sua inflamação e outros sintomas. É mais comum em indivíduos com histórico de alergias. O seu tratamento pode incluir medicamentos corticoides, que reduzem a resposta imunológica.

Como você viu, são muitos os tipos de gastrite, e o tratamento depende da causa. Além dos cuidados com a alimentação e o estilo de vida, uma consulta com um médico especializado e de qualidade pode ser fundamental para um diagnóstico correto. Lembre-se: a prevenção é muito mais eficaz do que remediar a doença depois de constatada.

Precisa fazer uma avaliação ou tratamento de gastrite? No BoaConsulta você encontra os melhores médicos gastroenterologistas, agende a sua consulta através do site ou aplicativo.

Histórias recentes

Postagens similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.