Médica abraçando criança.
|

O tratamento de infecção urinária é invasivo para crianças?

A infecção urinária é um problema que infelizmente também afeta as crianças, e apesar de ser mais comum entre as meninas, pode ocorrer em ambos os sexos durante toda a vida, necessitando de atenção e tratamento eficiente, pois o problema pode levar a grandes complicações.

No entanto, a maior preocupação dos pais com crianças diagnosticas com o problema é se o tratamento de infecção urinária é invasivo para as crianças, sobre isso que falaremos nesse post, entendendo melhor o assunto e as condições de tratamento, continue lendo.

A infecção urinária é o tipo de infecção bacteriana mais comum entre as crianças, sendo 8 vezes mais comuns em crianças do sexo masculino de até os 3 meses de vida, após esse período, as meninas se tornam mais suscetíveis, cerca de 10 a 20 vezes mais que os meninos.

As causas do problema podem ser as mais diversas, afinal se observa a presença frequente mesmo durante a fase adulta, fato é que estamos falando de um problema sério e necessita de atenção.

Explicaremos se o tratamento de infecção urinária é invasivo para crianças, mas antes é importante que saibamos quais são as causas do problema.

Quais são as causas da infecção urinária?

A principal causa da infecção urinária, é a contaminação da região da uretra com bactérias presentes no intestino humano expelidas pela evacuação, que de alguma forma consegue chegar a região da uretra feminina e masculina.

O sexo feminino são o grupo de pacientes mais afetados por infecções urinárias, visto que a incidência é de 80% a 90% dos casos, essa incidência maior pode se explicado pelo fato das mulheres possuírem a uretra mais curta e próxima ao ânus.

Nas crianças as causas são bem adversas, pois podem ser relacionadas a fisiologia do corpo da criança, má-formação, higiene incorreta e problemas individuais da biologia infantil.

As causas da infecção urinária em crianças podem ser:

  • Higienização incorreta: nas meninas, a limpeza deve ser sempre feita no sentido da vagina para o ânus, para evitar que as bactérias sejam levadas para a uretra;
  • Segurar o xixi por longos períodos e esvaziar a bexiga por completo;
  • Usar cateter uretral de longa permanência;
  • Sistema imunológico comprometido;
  • Posição incorreta para usar o vaso sanitário: as meninas devem sempre fazer xixi sentadas no vaso;
  • Malformação congênita dos rins e do trato urinário.

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), o quadro de infecção do trato urinário em crianças abaixo de 2 anos, pode estar relacionado a má-formação do trato urinário, facilitando a proliferação de bactérias.

Por outro lado, alterações incomuns nos ureteres, podem ser facilitadores do retorno do xixi acumulado na bexiga para os rins, recebendo o nome de refluxo vesicouretral, podendo ser uma causa fisiológica e relativamente comum, mesmo que a criança tenha uma higiene correta.

Ainda sobre os aspectos biológicos que podem ser a causa da infecção urinária em crianças, podemos citar por exemplos comuns entre crianças do sexo masculino.

Bebês de até 3 meses de vida possuem uma grande probabilidade de desenvolverem infecções no trato urinário, ocorrendo pelo fato de a glande do pênis ainda ser recoberta, dificultando a higienização e facilitando o acumulo de bactérias.

Já meninos mais velhos, não circuncidados e com fimose, devido à dificuldade para realizar a higienização, podem desenvolver o quadro com maior facilidade.

No caso das meninas e mulheres adultas, essa tendência é maior, devido à uretra ser menor e a proximidade da vagina com a região do ânus.

O trateamento da infecção urinária é invasivo para as crianças?

Como podemos ver anteriormente, as causas para a doença são as mais diversas, desde aspectos comportamentais a fisiológicos, tal diferenciação pode levar a abordagens de tratamento diferentes, continue lendo para entender.

O tratamento para crianças e adultos, é normalmente realizado com auxílio de antibióticos, para combater a proliferação de bactérias danosas ao trato urinário.

Esse tratamento pode levar cerca de 7 a 14 dias e não é invasivo, nos casos mais graves pode ser necessário a aplicação de injeções com antibióticos, mas também não é invasivo a criança.

Criança tomando remédio para infecção urinária.

O tratamento de infecção urinária apenas pode se tornar invasivo, quando as causas do problema são fisiológicas e reincidentes, fato que pode provocar danos ao sistema urinário e levar ao desenvolvimento de outras doenças.

Quando se identifica problemas como a má-formação do trato urinário, o médico pode recomendar a cirurgia de correção, para evitar reincidências do problema e danos maiores a saúde da criança.

Como evitar as infecções urinárias em crianças?

Conhecendo as causas, torna-se mais fácil prevenir o surgimento do problema, principalmente se considerarmos que a maior causa de infecções no trato urinário em crianças, ocorre devido a erros comportamentais e higiene.

Algumas práticas de prevenção são:

  • Realize a higienização adequada da região íntima dos bebês para impedir que bactérias do trato intestinal, cheguem a região do trato urinário, não deixe a criança com a fralda suja por muito tempo. A limpeza das regiões intimas do bebê deve ser feita sempre em direção ao ânus, nunca na direção oposta;
  • Ensine as crianças maiores a realizarem a correta higienização no banho e após fazerem suas necessidades;
  • Estimule a criança a ingerir mais água, crianças até 6 meses de vida, ou bebês que consomem leite artificial, a orientação da Sociedade Brasileira de Pediatria é que sejam consumidos 700mL de água por dia;
  • Pais de crianças maiores recomenda-se que incentive a criança a urinar a cada 3 horas, assim como ingerir bastante água ao longo do dia;
  • Ensine as crianças a sempre secarem bem o xixi residual, prevenindo a proliferação de bactérias;
  • Insira na alimentação das crianças, alimentos ricos em fibras e ricos em vitaminas.

Com auxílio dos pais e mudanças básicas na rotina da criança, será fácil prevenir o problema. E lembre-se de jamais tentar medicar a criança em casa, o antibiótico errado ou dosagem, pode fortalecer a bactéria e tornar o tratamento difícil e doloroso para a criança.

Precisa agendar um pediatra para seu filho? No BoaConsulta você encontra os melhores médicos pediatras, agende sua consulta online e receba atendimento médico presencialmente ou teleconsulta.

Histórias recentes

Postagens similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.