Nível de triglicerídeos alto? Veja como isso pode impactar sua saúde!

Os triglicerídeos ou triglicérides são basicamente, a reserva energética do corpo. Eles representam as unidades estruturais responsáveis por garantir a energia necessária para que os músculos realizem o processo de contração. Por isso, são fundamentais para o pleno funcionamento do organismo.

O grande problema é que, quando em excesso, podem propiciar uma série de fatores prejudiciais à saúde. Como os triglicerídeos são armazenados nas células de gordura, chamadas de adipócitos, ocorre um consequente aumento na taxa de gordura corporal.

Bateu a curiosidade? Continue com a leitura e entenda o que causa o aumento dos triglicerídeos, em que isso pode resultar e como lidar com esse problema. Vamos lá?!

O que causa o aumento no nível de triglicerídeos?

Assim como a grande maioria dos problemas que podem afetar o corpo humano, a elevação do nível de triglicerídeos é resultado de maus hábitos de vida. Falta de exercícios físicos, excesso de peso e alimentação desregrada (com excesso de carboidratos e gorduras) são alguns dos fatores responsáveis por criar e/ou agravar esse quadro.

No entanto, o aumento nos triglicerídeos também pode ser resultado da sua carga genética, o que é chamado de hipertrigliceridemia familiar. Isso porque, além de estarem presentes nos alimentos, os triglicerídeos também são produzidos pelo organismo humano.

Então, há duas situações: em uma, a pessoa ingere mais triglicerídeos do que o seu corpo é capaz de utilizar; na outra, o seu organismo produz mais triglicerídeos que o necessário. Em ambas, há um saldo energético positivo, ou seja, ganha-se mais energia do que se gasta, e é essa a grande causa da elevação no nível de triglicérides.

Médica realizando medição de gordura corporal em paciente mulher.
Obesidade e maus hábitos são os principais motivos da elevação no nível de triglicérides.

Ademais, algumas disfunções no metabolismo (como hipotireoidismo, doenças hepáticas e diabetes mellitus), além do uso de algumas substâncias (por exemplo, antirretrovirais, corticoides, anticoncepcionais, betabloqueadores, diuréticos e bebidas alcoólicas em excesso), também podem resultar em alta dos triglicerídeos.

O acúmulo de gordura abdominal a “barriguinha” que citamos no início do texto também é um fator que merece atenção, pois traz consigo o risco de um nível de triglicerídeos elevado.

Por fim, apesar de o seu médico ser o responsável por interpretar os valores e direcionar a melhor conduta a ser adotada, não custa nada citar que o valor ideal dos triglicerídeos é inferior a 150 mg/dL. Entre 200 e 499 mg/dL, considera-se o nível alto, e, acima de 500 mg/dL, muito alto.

Que problemas isso pode acarretar?

O aumento na taxa de triglicerídeos pode ser considerado como parte de um ciclo de enfermidades. Você pôde notar, nos tópicos anteriores, que esse problema é causado por outras condições de saúde preexistentes. Portanto, em decorrência de um problema de saúde, o nível de triglicerídeos é elevado e resulta em novos prejuízos ao seu organismo.

O aumento na taxa de triglicerídeos afeta principalmente o sistema circulatório. Isso porque a quantidade excessiva de gordura presente no organismo tende a se acumular na parede de veias, enrijecendo-as e prejudicando a passagem do sangue. No entanto, pode surgir também uma série de outras consequências nocivas:

  • esteatose hepática — acúmulo de gordura no fígado;
  • acidente vascular cerebral (AVC) — acontece quando um coágulo interrompe a circulação dos vasos sanguíneos que irrigam o cérebro, causando um rompimento desse vaso;
  • isquemia cerebral — redução na quantidade de oxigênio fornecida ao cérebro;
  • pancreatite — uma inflamação que atinge o pâncreas;
  • ataque cardíaco ou infarto do miocárdio, justamente devido ao acúmulo de gordura.

Apesar de ser algo simples, o aumento dos triglicerídeos pode acarretar sérios problemas. Por isso, é fundamental saber como identificar essa doença. Dê uma olhada no próximo tópico e você entenderá como!

Quais os sintomas de triglicerídeos elevados?

Na maioria dos casos, o aumento dos triglicerídeos no sangue é assintomático, de modo que só é possível identificar essa condição por meio de exames de rotina, daí a importância de frequentar o médico periodicamente.

Por outro lado, quando esse quadro é resultante da carga genética, há a manifestação de alguns sinais. Conhecê-los é fundamental se você tem casos de triglicerídeos elevados na família. Por isso, listamos os principais:

  • surgimento de xantelasma, que são pequenas protuberâncias, semelhantes a verrugas, que variam de brancas a amareladas, normalmente localizadas em áreas de dobras, ao redor dos olhos, nos cotovelos e também nos dedos;
  • gordura localizada, acumulada principalmente na região abdominal;
  • surgimento de manchas brancas na retina (que apenas podem ser observadas por meio de exames realizados nos olhos).

Como manter o nível de triglicerídeos baixo?

Talvez você já tenha deduzido, mas a principal maneira de reduzir a quantidade de triglicerídeos é mantendo hábitos saudáveis. A alimentação é um dos principais agentes que podem atenuar ou intensificar o quadro, pois apenas cerca de 20% dos triglicerídeos presentes no corpo são produzidos pelo próprio organismo. Sendo assim, mesmo quem apresenta predisposição genética pode ter um nível de triglicerídeos equilibrado.

O ideal é evitar o consumo de alimentos com uma alta taxa de gorduras e carboidratos, como sorvetes, doces, bolos, frituras, pães e assim por diante. Se o objetivo for reduzir o nível de triglicerídeos, a alimentação também pode ser configurada para criar um déficit calórico, que é quando você consome menos calorias do que gasta.

Mulher preparando alimentos saudáveis.
Optar por uma alimentação saudável reduzir a quantidade de triglicerídeos.

No entanto, nem sempre é fácil conseguir esse resultado apenas com a mudança alimentar. Por isso, outra alteração que deve ser aliada a uma dieta saudável é a prática regular de atividades físicas. Assim, é possível impulsionar o gasto calórico, o que estimula o consumo da gordura presente no organismo como um mecanismo compensatório, reduzindo, então, a quantidade de triglicerídeos presentes no corpo.

Há, ainda, os casos em que o tratamento exige o uso de medicamentos específicos, chamados fibratos. Eles, normalmente, são indicados quando o paciente já apresenta predisposição genética ou sofre com problemas circulatórios. Um detalhe importante aqui é que a eficácia desse tratamento depende de combiná-lo com uma dieta saudável e atividades físicas.

Como é possível concluir, o aumento da taxa de triglicerídeos no organismo pode ser decorrente de uma série de problemas de saúde e, se não tratado, pode resultar em mais prejuízos ao corpo. Por isso, é preciso manter um estilo de vida saudável e ter atenção aos sinais desse problema.

Além disso, é fundamental frequentar o médico regularmente. Mas é nesse ponto que muita gente se perde, já que o processo para conseguir atendimento médico é burocrático e, geralmente, demora bastante.

Precisa agendar uma visita ao médico? Aqui no BoaConsulta você encontra os melhores médicos para consultas presenciais e online!

38 comentários em “Nível de triglicerídeos alto? Veja como isso pode impactar sua saúde!”

  1. Em 2016 meu triquerecides era de 98
    E esse mes de julho de 2020 resultado e assustador de 281 fiz com jejum em torno de 10 horas tenho 30 anos evito gorduras porque sera alto assim?

  2. Luís Augusto Silva

    Meu Teiguiceredes já chegou a 911 e anteriormente já tinha dado 1009, como faço para saber se isso é genérico ou tem outras causas,qual especialista devo procurar? Obrigado!

  3. Gostei muito da matéria. Gostaria de saber, em geral, o que fazer quando o triglicérides está sempre muito alto e chega a 3.000mg/dl. Obrigado.

  4. LUIZ ALBERTO DE SOUZA SALES

    Olá boa noite, pesquisando sobre triglicerídeos encontrei nesse site varias informações que me esclareceu bastante sobre os altos níveis e como lidar com esse problema, fiz um exame recentemente e fui surpreendido com meu nível muito alto de 542 mg.

  5. Boa noite! Até então não havia entendido o porque do triglicérides 238mg ! Agradeço pelo esclarecimento ??

  6. Equipe Boa Consulta

    Olá, como vai Rosangela?
    Ficamos muito felizes em ajudar, mas lembre-se o ideal é realizar avaliações médicas com frequência.

  7. Equipe Boa Consulta

    Olá Zuleika, como vai?

    Obrigado pelo seu comentário, ficamos felizes em poder esclarecer suas dúvidas.

  8. Equipe Boa Consulta

    Olá, como vai?
    Obrigado pelo seu comentário, ficamos felizes em poder ajudar.

  9. Equipe Boa Consulta

    Olá Denise, como vai?
    Obrigado pelo seu comentário, ficamos felizes em poder ajudar.

  10. Equipe Boa Consulta

    Olá Adenilson, como vai?
    Obrigado pelo seu comentário, ficamos felizes em ajudar.

  11. Equipe Boa Consulta

    Olá Daniel, como vai?
    Obrigado pelo seu comentário, ficamos felizes que tenha gostado.

  12. Equipe Boa Consulta

    Olá Willams, como vai?
    Obrigado pelo seu comentário, ficamos felizes em poder ajudar.

  13. Equipe Boa Consulta

    Olá Helena, como vai?
    Obrigado pelo seu comentário, ficamos felizes que tenha gostado.

  14. Equipe Boa Consulta

    Olá Inamarcia, como vai?
    Obrigado pelo seu comentário, ficamos felizes em ajudar.

  15. Equipe Boa Consulta

    Olá, como vai Luiz?
    Ficamos muito felizes em saber que ajudamos você.
    Você já foi diagnostico e esta realizando o tratamento?

  16. Fui surpreendida com triglicerídios 535, tô apavorada, tô com medo de comer. Me ajudou a esclarecer algumas dúvidas.

  17. Equipe Boa Consulta

    Olá, como vai Cléo.

    O ideal é pedir um esclarecimento ao médico, bem como seguir a risca suas orientações.

  18. Equipe Boa Consulta

    Olá, como vai Jaime?
    Cada caso é um caso e tudo vai depender de orientações médicas, mas existem algumas recomendações para baixar os níveis de triglicerídeos.
    Sendo elas:
    Diminuir o consumo de açúcar, aumentar o consumo de fibras, diminuir a ingestão de carboidratos, fazer 30 minutos de exercício por dia, comer a cada 3 horas e Fazer refeições ricas em ômega 3.

  19. Equipe Boa Consulta

    Olá, como vai Luís?
    As causas só podem ser investigadas pelo médico, através do exame de sangue, este pode ser feito inicialmente pelo médico clínico geral.
    É possível que seu médico recomende consultas com nutrólogos e endocrinologistas para otimizar o tratamento.

  20. Equipe Boa Consulta

    Olá Euklea, como vai?
    Obrigada pelo seu comentário, é sempre um prazer contribuir com novas informações.

  21. Equipe Boa Consulta

    Olá, como vai Aline?

    Níveis de triglicerídeos entre 200 – 499 mg/dL é considerado alto o ideal é se manter entre 150 – 199 mg/dL.

  22. Isabela Maria Lages de Menezes

    Boa tarde. Nunca tive triglicerídeos altos, mes passado fiz tava 205 e fiquei chocada pois tenho 63 anos e mesmo sendo gorda nunca tive mais que 170. Viajei para sao paulo, passei uma semana comendo td e fiz exame dois dias depois e estou com 338…chocadaaaa. Comecei a caminhar desde sao paulo e vou contunar assim como vou cortar pao, coisa que como muito too dia e daqui a um mes vou fazer de novo. Deus me ajude…Essa literatura acima foi muito esclarecedora. Obrigada.

  23. Equipe Boa Consulta

    Olá, como vai Isabela.

    Realmente é assustador no princípio, mas você esta no caminho certo, levando uma alimentação equilibrada em conjunto com à atividade física a tendência é só melhorar.

  24. Equipe Boa Consulta

    Olá Wdson.

    O nível de triglicerídeos ideal é abaixo de 150 ml/dL. Acima dessa quantidade, o valor é considerado alto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima