Varicocele é a dilatação anormal das veias testiculares e ocorre principalmente após esforço físico. Seu pico de incidência é entre os 15 e 25 anos e, apesar de ser uma das causas da infertilidade masculina (incapacidade de reprodução por métodos naturais), não provoca disfunção erétil (dificuldade de manter ereção). Porém, o tratamento da varicocele pode preservar a fertilidade e a função testicular, se realizado precocemente.

A seguir, separamos informações essenciais para a saúde do homem, explicando sobre essa condição, que está presente em 25% da população de jovens adultos. Continue conosco para saber as causas, os sintomas e como tratar a varicocele.

O que é varicocele

Também conhecida como varizes do testículo, essa anormalidade vascular causa a dilatação nas veias do cordão testicular dificultando o retorno venoso e, consequentemente, provocando disfunção na produção e qualidade do sêmen.

Com o enfraquecimento e a diminuição na produção de espermatozoides, a fertilização dos óvulos é diretamente afetada, tendo como consequência a infertilidade. Pode ocorrer em ambos os testículos, sendo mais frequente no esquerdo, devido à alta pressão venosa.

Causas e fatores de risco

A varicocele não tem causas confirmadas. No entanto, especialistas acreditam que sua formação ocorre quando válvulas internas das veias do cordão espermático impedem o sangue de fluir de forma adequada. Como consequência, ele retrocede, causando inchaço e expansão das veias.

Por ser comum na puberdade, quando manifestada em homens mais velhos, pode estar associada a tumores intra-abdominais, que comprimem a veia testicular, causando dilatação. Pesquisas recentes indicam que o excesso de peso também pode estar relacionado ao aparecimento da varicocele. Entretanto, ainda não existem comprovações científicas.

Sinais e sintomas

Os sinais e sintomas da varicocele podem aumentar com esforço e prática de exercícios físicos. Eles podem se manifestar das seguintes formas:

  • dor nos testículos e na região da virilha em intensidade variada, piorando ao longo do dia e diminuindo ao deitar;
  • inchaço ou presença de nódulo testicular;
  • sensação de peso nos testículos;
  • infertilidade.

Em alguns casos, os sinais e sintomas podem não estar presentes. Por esse motivo, é essencial a visita periódica para consultas e exames de rotina com um urologista.

Diagnóstico

O diagnóstico só pode ser concluído por um profissional. Por meio de exame físico, o médico realiza palpação dos testículos para identificar alterações (no indivíduo em pé e deitado). Caso o teste seja inconclusivo, outros exames específicos serão realizados, como ultrassom escrotal, ecografia testicular e cintilografia.

Tratamento

Em alguns casos, o tratamento pode ser por meio de analgésicos e suspensórios testiculares. Contudo, em casos de infertilidade, dor contínua ou atrofia testicular, é indicado que o indivíduo realize uma intervenção cirúrgica. A cirurgia tem como objetivo selar as veias afetadas para redirecionar o fluxo sanguíneo para os vasos normais, corrigindo também a infertilidade, pois melhora a produção e qualidade dos espermatozoides.

Esse procedimento apresenta poucos riscos de recorrência, e as chances de apresentar danos a uma artéria ou acúmulo de líquidos ao redor dos testículos é muito baixa. As formas de correção da varicocele são:

  • cirurgia aberta: procedimento simples realizado com anestesia geral, durando em média 45 minutos;
  • cirurgia por laparoscopia: realiza menor incisão, no entanto, a alta hospitalar e o procedimento são mais demorados;
  • embolização da varicocele: é um procedimento não cirúrgico, semelhante ao cateterismo. Na maioria das vezes, utiliza-se apenas sedação, e sua duração é de uma hora em média.

Além do uso de suspensórios testiculares, outros cuidados devem ser realizados no pós-operatório, como evitar esforço físico por até 4 semanas e relações sexuais por 10 dias.

Agora você já sabe mais sobre causas, sintomas e como a varicocele tem tratamento. Invista em sua saúde e bem-estar procurando a melhor clínica para atender você e sua família. Fique atento aos sintomas que indiquem a necessidade de uma consulta médica com um urologista. Você pode marcá-las online, sem precisar sair de casa!

Ficou com alguma dúvida? Compartilhe sua opinião conosco, deixando um comentário logo abaixo!

 


Escreva um comentário

Share This