Mulher sentada segurando um copo de agua.
|

Sintomas de Depressão: 30 Sinais de alerta que você precisa ficar atento!

Quais os sintomas de depressão? Como eles afetam a qualidade de vida de uma pessoa, seja na esfera pessoal ou profissional, bom hoje nós separamos os 30 principais sintomas de uma pessoa com depressão, confira.

Já passou por um episódio muito traumático em sua vida que o fez imaginar-se em um quadro depressivo? Para pessoas que já tiveram algum tipo de tristeza muito grande em sua vida ou estejam passando nesse exato momento por algo do tipo, pode parecer muito difícil reconhecer a linha tênue entre tristeza e depressão. 

No entanto, é preciso que você saiba que podem existir muitas diferenças entre esses dois estados e que isso também pode variar muito de acordo com cada pessoa.

Alguns podem suportar certas situações mais do que outras, e isso é normal, porque cada um de nós possui a sua própria essência e personalidade, algo que nos torna únicos. 

Foi pensando nisso que decidimos escrever esse artigo. Ele tem o intuito de descrever alguns dos principais sintomas que podem demonstrar que sua tristeza está se tornando algo mais grave, indicando que você precisa buscar ajuda de um profissional da área de saúde mental.

A seguir, conheça trinta sintomas que podem ser o sinal de um quadro depressivo, bem como reconhecer eles em si mesmo ou em outras pessoas. 

1. Tristeza sem fim, mesmo sem motivos

Pode ser provocada por fatores externos, como perdas grandes, situações extremas ou então surgir sem motivação aparente. A sensação é a de um vazio constante e parece que o mundo vai acabar porque nada mais a sua volta parece ter sentido.

É lógico que esse sentimento de tristeza profunda, pode de fato ser só isso, um momento de tristeza que logo poderá passar, mas também pode ser visto como um dos principais sintomas de depressão. 

Mulher jovem triste olhando pela janela.
Mulher com quadro de tristeza prolongado, podendo ser indicio de depressão.

E deve ser visto como um problema a ser avaliado, quando o quadro persistir por mais tempo do que o normal ou então retornar com mais frequência do que seria normal.

Pessoas ficam tristes, principalmente se houver motivos para isso, mas se durar por muito tempo ou for frequente e sem motivos aparentes, pode ser a hora de buscar ajuda profissional, além de amigos e familiares. 

2. Duração

Esse fator complementa o primeiro. Um episódio rotineiro de tristeza, normalmente não ultrapassa mais do que duas semanas. Atente-se a dois fatores quanto a duração.

O primeiro é a que perdura por muito tempo sem cessar, nesse caso, como já foi dito anteriormente, se passar mais de quatorze dias sentindo-se triste pode ser algo além de uma simples tristeza. 

Balão azul com desenho triste e ampulheta ao lado.
O tempo que dura uma tristeza pode ser um dos primeiros indícios que você precisa de ajuda profissional.

Outro fator quanto a duração é quando os sentimentos vêm e vão com certa intermitência. Dentre os tipos de depressão, temos o transtorno afetivo bipolar e o transtorno afetivo sazonal.

O do tipo bipolar afeta pessoas que tenham essa condição e é incluído na classe de depressão porque pessoas bipolares passam por episódios de profunda tristeza que se intercalam  com episódios de euforia súbita.

Já os que possuem o transtorno sazonal passam por episódios de profunda tristeza em determinados períodos, como no inverno, devido a falta de luz solar. 

3. Rotina 

Hábitos antes executados com facilidade e de forma automática, representam um grande desafio para pessoas com depressão. Quanto mais grave o caso de depressão, mais difícil se tornam as tarefas diárias.

Mudanças bruscas de humor atrapalham a concentração e a tristeza acarreta em desânimo e falta de ímpeto para realizar qualquer outra coisa.

Além disso, crises descontroladas de choro também podem ser um fator que irá atrapalhar o dia a dia de uma pessoa que esteja desenvolvendo depressão. 

4. Redes sociais 

Embora pareça algo normal e inocente, algumas pessoas podem estar tão desesperadas com a sua vida pessoal que acabam utilizando as redes sociais como forma de fuga da realidade.

Quem nunca ouviu falar que a vida nas redes sociais é perfeita? Isso é fato, as pessoas utilizam as redes sociais para mostrar aos seus contatos aquilo que elas desejam mostrar apenas, o que não significa que seja a realidade de sua vida. 

Grupo de pessoas usando o celular.
O uso indiscriminado de redes sociais como fuga da realidade e convívio pessoal, também pode ser um dos Sintomas de depressão.

Quanto mais tempo uma pessoa passa na internet ou em sites de relacionamentos, menos tempo ela terá para viver relacionamentos de verdade e com pessoas reais. Esse tipo de atitude pode ser um indicativo muito forte de que algo vai muito errado com sua saúde mental.

Além disso, as redes sociais colaboram para a  comparação social que em muitos casos, fogem totalmente da realidade demonstrada por outras pessoas.

5. Desmotivação 

Não há mais vontade de fazer nada, nem tarefas corriqueiras, novas descobertas, estudar, trabalhar. Para algumas pessoas, até mesmo levantar da cama, tomar banho, escovar os dentes ou comer, pode ser muito difícil. 

6. Atividades prazerosas

Embora seja um tópico parecido com o anterior, é importante destacar que as vezes uma pessoa pode estar desmotivada em seu trabalho por simplesmente não gostar das atividades exercidas ou por ter um superior que a maltrata. Situações que com uma simples mudança de ares pode se resolver.

Mas se atividades que antes te relaxavam e te davam prazer já não tem mais esse efeito, com certeza é hora de buscar ajuda.  

7. Alterações do apetite

Novamente o tipo de alteração vai depender do organismo de cada um. Enquanto algumas pessoas podem ter uma tendência a comer mais nesse momento, outras já tendem a deixar de comer.

A depressão pode ser desencadeada por um processo de compulsão. Essa pode ser qualquer espécie, como compulsão por compras, drogas, bebidas e por comida.

A compulsão por comida caracteriza-se quando a pessoa come em exagero, mesmo que não esteja com fome, ocorrendo com maior frequência a noite.

Homem comendo escondido na geladeira.
A compulsão alimentar pode ser um dos sintomas ou a causa da depressão.

Quando a pessoa adquire uma compulsão alimentar, esta pode tanto ser um sintoma da depressão como pode ser a causa da depressão.

Em outros casos de depressão, a pessoa pode ainda passar por outros tipos de distúrbios como a anorexia ou bulimia, por exemplo. São todos fatores que precisam ser avaliados com atenção por um profissional.

8. Perda de peso

Como um complemento do item anterior, pessoas depressivas podem passar por diversas alterações, não apenas psicológicas, mas também físicas.

A perda de peso pode tanto ser um fator desencadeado pela falta de apetite quanto pela baixa de serotonina no corpo, o que faz com que o organismo deixe de absorver nutrientes importantes. Com essa baixa, o corpo tendo dificuldades para absorver o que se come, ocorre assim a perda de peso

9. Aumento de peso

Baseado nos mesmos fatores citados anteriormente, quando em depressão o corpo pode passar por diversas alterações hormonais. Pessoas com predisposição para serem obesas terão mais dificuldade para manter o seu peso se estiverem em um quadro depressivo.

Isso acontece porque, com os níveis de estresse acima do normal, o corpo tende a enviar para o cérebro uma mensagem de que estamos em uma situação de perigo.

O que ocasiona na liberação dos hormônios cortisol e adrenalina que inibem a queima calórica. O cortisol ainda desequilibra o controle do apetite, o que acaba aumentando a formação das células de gordura.

10. Sono excessivo

Normalmente a depressão provoca insônia, mas em alguns casos, ela pode provocar o efeito contrário também.

Pessoas que se encontram depressivas podem dormir excessivamente como forma de fugir da realidade de seu dia a dia. 

11. Menos tempo de sono

A insônia é um sintoma muito comum entre pessoas deprimidas, isso acontece justamente pela sua vida estar toda desregulada.

Na verdade, as chances de uma pessoa com insônia desenvolver um quadro depressivo é maior do que pessoas depressivas que passam a sofrer de insônia. Dormir mal é capaz de provocar depressão.

Pessoas depressivas que passam a desenvolver esse quadro, normalmente passam por isso devido ao fato de passarem mais tempo deitadas durante o dia. O que faz com que fique mais difícil dormir durante a noite. 

12. Energia foi embora, fadiga

Pessoas com depressão podem sentir-se extremamente cansadas durante o seu dia, mesmo que não tenham feito nada para causar esse cansaço. Algumas vezes, a simples tarefa de calçar um sapato ou vestir uma blusa pode deixar a pessoa prostrada e cansada. 

13. Culpa

Muitas pessoas impõem para si um determinado padrão, normalmente um que seja exigido socialmente. O problema é que nem todos conseguem se encaixar com essas exigências padronizadas, que muitas vezes são absurdas e não devem ser encaradas como algo que possa servir para todos.

Padrões muito exigentes acarretam em sentimentos de culpa quando não se atinge o desejado. Esse sentimento pode tanto ser um sintoma desencadeado pela depressão como pode ser um desencadeador da situação.

14. Baixa auto estima

Esse sintoma complementa o citado anteriormente. Muitas pessoas com dificuldade de se encaixar em padrões absurdos exigidos socialmente, acabam tendo a sua auto estima atingida. Isso pode acontecer devido à própria aceitação ou por sofrer preconceito social quanto a quem ela seja. 

15. Difícil concentrar-se

A depressão com seu amontoado de sensações ruins e problemas físicos, pode ocasionar em falta de concentração também.

Isso pode acontecer por um sentimento de incapacidade perante o que é preciso fazer ou por cansaço extremo devido à insônia ou alimentação inadequada. 

16. Movimentos e fala mais lentos

A psique de uma pessoa depressiva é um dos primeiros pontos a ser atingidos. Afinal de contas, a depressão é a liberação de certas substâncias químicas no cérebro, assim como a falta de outras. Logo, pacientes nesse quadro possuem grandes dificuldades psicomotoras.

O que afeta consideravelmente o processo da fala e dos músculos e tecidos. Alguns exames psicológicos para detectar a depressão em pacientes, conta com testes e exercícios de expressão oral, porque, segundo especialistas, pessoas depressivas falam de forma arrastada e pausada e não fazem o mesmo esforço para falar como uma pessoa normal faria. 

17. Falha na memória

Situações estressantes resultam em muitas regiões do cérebro funcionando ao mesmo tempo, assim como a ativação de muitos neurônios. Isso torna outras atividades muito mais difíceis, incluindo tentar lembrar-se de algo. 

18. Dificuldade de ficar sentado e quieto

Ambientes perturbadores e sensação de vazio e de incertezas, pensar sempre nos problemas que precisam ser resolvidos, insegurança, níveis de estresse elevados.

Tudo isso pode ocasionar em uma mente inquieta e tornar muito difícil para uma pessoa se acalmar ou ficar parada por muito tempo. 

19. Dificuldade de levantar-se

A depressão, chamada de atípica, pode provocar nos pacientes letargia, aumento de sono, aumento de apetite e medo de ser rejeitado.  

20. Dores

A dor, assim como o humor, é comandada pelo cérebro. Área inteiramente ligada aos sintomas da depressão. Por tanto, a falta de substâncias que regulam o humor podem também ser a justificativa da dor. 

21. Problemas intestinais sem causa aparente

O cortisol, liberado em casos de estresse, afeta o sistema intestinal causando azia, queimação, náuseas, podendo chegar até a provocar úlceras e gastrites. 

22. Procrastinação

A pessoa que cria obstáculos inexistentes para não concluir alguma tarefa, pode estar passando por mais do que uma simples vontade de não querer fazer algo.

Se essa situação tornar-se recorrente e começar a atrapalhar seu trabalho e outras funções importantes, pode ser hora de buscar ajuda. 

23. Doente mais vezes

A depressão pode agir diretamente na diminuição da eficiência do nosso sistema imunológico. Além disso, a irregularidade em hábitos como os de sair de casa e tomar sol, caminhar, alimentar-se de forma correta ou mesmo dormir bem, também podem atrapalhar o bom funcionamento da imunidade acarretando em episódios inflamatórios e outras doenças. 

24. Crises de ansiedade

A ansiedade é muito ligada e parecida com a depressão. Ela pode inclusive provocar a depressão tanto quanto ser um sintoma do quadro. 

25. Mudanças de humor bruscas de acordo com mudanças no tempo

Existe um tipo de depressão que se chama “depressão sazonal”. Ela acontece durante os meses de inverno devido a falta de luz solar. Também conhecida como depressão de inverno pode ocorrer também durante o outono quando a falta de luz do sol pode fazer pessoas mais sensíveis passarem por instabilidades de humor. 

26. Pensamentos pessimistas

Quando deprimida, uma pessoa tende a manter pensamentos negativos sobre tudo à sua volta. Seja sobre si mesmo, sobre pessoas que a cercam ou mesmo sobre o mundo. A deformação do pensamento é uma forte característica da depressão. 

27. Suor excessivo, dormência, formigamento

Esses são sintomas físicos que ocorrem quando alguém está passando por uma crise de ansiedade, por isso, podem ser sintomas da depressão também, já que ambos normalmente acontecem juntos. 

28. Irrita-se com facilidade

Nem só de tristeza vive uma pessoa depressiva. A raiva pode ser um indício de algo que está guardado e precisa ser posto para fora. Um dos maiores problemas para quem tem depressão é o de externar o turbilhão de sentimentos negativos, isso pode ocasionar tristeza profunda e algumas vezes raiva e irritação também. 

29. Sintomas físicos como falta de ar, taquicardia, corpo trêmulo

Costumam acontecer durante uma crise. Às vezes, a pessoa depressiva está escondida em sua casa, seu quarto, sua cama, está criando em volta de si um casulo que lhe dá a falsa sensação de segurança.

Ficar sem ar pode indicar uma crise de ansiedade.
Ficar sem ar pode indicar uma crise de ansiedade.

Quando essa barreira é transgredida, seja por algo que a pessoa precisa realizar mas não tem a confiança necessária para isso, pode desenvolver esse tipo de sintoma físico, assim como a crise de ansiedade que também tem sintomas parecidos. 

30. Desejo de morte

E por fim, o mais temido e perigoso dos sentimentos. Quando uma pessoa se sente tão desesperançosa a ponto de achar que nada nunca vai melhorar, a vontade de morrer pode aparecer.

Esse é com certeza um sintoma muito grave e quando passar por essa sensação, é preciso que você saiba que não está sozinho e que muitas pessoas a sua volta o amam e querem te ajudar a melhorar.

Ao sentir que esta chegando a esse ponto, converse com amigos, familiares você pode contar também com o centro de valorização da vida, basta ligar ao 188 e você recebera toda a ajuda necessária.

Você reconhece os sintomas da depressão em você ou em alguém? No BoaConsulta você encontra os melhores Psicólogos e Médicos psiquiatras especialistas em depressão, agende sua consulta online e seja atendido por videochamada ou presencialmente.

Histórias recentes

Postagens similares

2 Comments

  1. Sheyla sousa disse:

    Eu tenho todos esses sintomas estou desesperada sem saber mais o qie fazer preciso de ajuda. Me ajuda por favor. Estou desempregada e não tenho como pagar

  2. Equipe Boa Consulta disse:

    Olá! Sheyla.
    O ideal é procurar atendimento profissional, em geral, a rede pública de saúde do município ou no CAPS, oferece o apoio em casos de depressão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.