Usar cosméticos com petrolato faz mal para a saúde?

Quinta-feira, 08 de Fevereiro às 04:17

Respostas (2)

Quinta-feira, 15 de Fevereiro às 19:28

O petrolato é um ingrediente comum em muitos produtos cosméticos, como cremes, loções e produtos para os lábios, devido às suas propriedades emolientes e de retenção de umidade. No entanto, houve alguma controvérsia em torno do uso de petrolato em produtos cosméticos devido a preocupações com sua segurança para a saúde. Alguns estudos sugeriram que o petrolato pode estar associado a certos problemas de saúde, como irritação da pele, obstrução dos poros, dermatite de contato e até mesmo possíveis riscos carcinogênicos quando contaminado com certos subprodutos de sua produção. No entanto, a maioria desses estudos não demonstrou uma relação clara de causa e efeito entre o uso de produtos contendo petrolato e esses problemas de saúde. A segurança do petrolato depende em grande parte da sua pureza e da forma como é processado e utilizado nos produtos cosméticos. Na maioria dos casos, o petrolato encontrado em produtos cosméticos é altamente purificado e considerado seguro para uso tópico pela grande maioria das pessoas. Como em qualquer ingrediente cosmético, é importante estar ciente de possíveis reações alérgicas ou irritações pessoais. Se você tiver preocupações específicas sobre o uso de produtos contendo petrolato, recomenda-se consultar um dermatologista ou médico para orientação personalizada.

0 0

Quinta-feira, 08 de Fevereiro às 19:40

O petrolato é uma substância mineral derivada do petróleo. Após passar pela desparafinação (retirada de parafina), ele se torna um material gelatinoso incolor ou amarelado que dá origem a elementos com textura de óleo, insolúveis em água. Nos cosméticos para pele e cabelo, petrolatos são utilizados como emoliente, já que deixam o produto com textura mais gordurosa e fácil de espalhar. Eles dão aos fios um toque mais sedoso e um aspecto brilhante. O uso do petrolato é seguro desde que o ingrediente seja refinado de maneira correta. Isso porque, no refinamento, os petrolatos podem ser contaminados por Hidrocarbonetos Aromáticos Policíclicos (HAPs) suspeitos de causar câncer, segundo o IARC (International Agency for Research on Cancer). Infelizmente, não são todos os países que requisitam comprovação de segurança no processo de refinamento do petrolato. Países como Brasil e EUA não contam com uma legislação para isso, mas algumas fabricantes usam o selo "white petrolatum", que indica que o material foi refinado de forma segura. Porém, cada pessoa possui características particulares, podendo reagir de forma diferente às substâncias contidas nos cosméticos. Então o melhor a fazer é observar como o seu corpo reage a cosméticos que possuem petrolatos na composição.

0 0

Itens por página:

1 - 2 de 2